Liturgia diaria 17 de dezembro de 2015

Na liturgia diária fazemos um encontro pessoal com Deus nos colocando a disposição para ouvir seus ensinamentos.

Para bem nos preparar invoquemos a presença do Espírito Santo: 

Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai o vosso Espírito e tudo será criado e renovareis a face da terra.

Oremos

Deus que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre da sua consolação. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.

ORAÇÃO DO DIA

Pai, que a presença de teu Filho Jesus, na História, leve à plenitude a obra de tua criação, fazendo desabrochar, em cada coração humano, o amor para o qual foi criado. Amém.

PRIMEIRA LEITURA: Gn 49,2.8-10

Leitura do Livro do Gênesis – Naqueles dias, 2Jacó chamou seus filhos e disse: “Juntai-vos e ouvi, filhos de Jacó, ouvi Israel, vosso pai! 8Judá, teus irmãos te louvarão; pesará tua mão sobre a nuca de teus inimigos, se prostrarão diante de ti os filhos de teu pai. 9Judá, filhote de leão: subiste, meu filho, da pilhagem; ele se agacha e se deita como um leão, e como uma leoa; quem o despertará?
10O cetro não será tirado de Judá, nem o bastão de comando dentre seus pés, até que venha Aquele a quem pertencem, e a quem obedecerão os povos”. – Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 71

 — Nos seus dias a justiça florirá e paz em abundância, para sempre.
— Nos seus dias a justiça florirá e paz em abundância, para sempre.

— Dai ao Rei vossos poderes, Senhor Deus, vossa justiça ao descendente da realeza! Com justiça ele governe o vosso povo, com equidade ele julgue os vossos pobres.

— Das montanhas venha a paz a todo o povo, e desça das colinas a justiça! Este Rei defenderá os que são pobres, os filhos dos humildes salvará.

— Nos seus dias a justiça florirá e grande paz, até que a lua perca o brilho! De mar a mar estenderá o seu domínio, e desde o rio até os confins de toda a terra!

— Seja bendito o seu nome para sempre! E que dure como o sol sua memória! Todos os povos serão nele abençoados, todas as gentes cantarão o seu louvor!

EVANGELHO: Mt 1,1-17

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

         1Livro da origem de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão. 2Abraão gerou Isaac; Isaac gerou Jacó; Jacó gerou Judá e seus irmãos. 3Judá gerou Farés e Zara, cuja mãe era Tamar. Farés gerou Esrom; Esrom gerou Aram; 4Aram gerou Aminadab; Aminadab gerou Naasson; Naas­son gerou Salmon; 5Salmon gerou Booz, cuja mãe era Raab. Booz gerou Obed, cuja mãe era Rute. Obed gerou Jessé. 6Jessé gerou o rei Davi.
Davi gerou Salomão, daquela que tinha sido mulher de Urias. 7Salomão gerou Roboão; Roboão gerou Abias; Abias gerou Asa; 8Asa gerou Josafá; Josafá gerou Jorão. Jorão gerou Ozias; 9Ozias gerou Jotão; Jotão gerou Acaz; Acaz gerou Ezequias; 10Ezequias gerou Manassés; Manassés gerou Amon; Amon gerou Josias. 11Josias gerou Jeconias e seus irmãos, no tempo do exílio na Babilônia.
12Depois do exílio na Ba­bilônia, Jeconias gerou Salatiel; Salatiel gerou Zorobabel; 13Zo­robabel gerou Abiud; Abiud gerou Eliaquim; Eliaquim gerou Azor; 14Azor gerou Sadoc; Sadoc gerou Aquim; Aquim gerou Eliud; 15Eliud gerou Eleazar; Eleazar gerou Matã; Matã gerou Jacó. 16Jacó gerou José, o esposo de Maria, da qual nasceu Jesus, que é chamado o Cristo. 17Assim, as gerações desde Abraão até Davi são catorze; de Davi até o exílio na Babilônia catorze; e do exílio na Babilônia até Cristo, catorze.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Os antigos atribuíam à genealogia uma importância capital, pois ela tinha como finalidade inserir a pessoa no tecido social e histórico de um povo. À diferença de Lucas que remete a origem de Jesus a Deus (Lc 3,23-38), Mateus a faz remontar a Abraão. A finalidade é mostrar que Jesus é plenamente membro do povo de Israel. Davi também é mencionado no primeiro versículo porque, para os judeus, o Messias seria descendente de Davi. Para a fé cristã que relê o Antigo Testamento à luz do Ressuscitado, Jesus é descendente de Davi segundo a carne (Rm 1,3; Lc 1,32).
Deus promete a Abraão a bênção a partir da qual todas as nações seriam abençoadas. Desse modo, fazer remontar a genealogia de Jesus a Abraão é um modo de afirmar o caráter universal da missão de Jesus. Jesus é a bênção de Deus para toda a humanidade; nele e por ele somos recriados. Mais ainda, para o cristão a genealogia de Jesus visa fazer compreender que nele se resume toda a história passada de Israel, desde a criação. Com a encarnação do Verbo de Deus, a criação chega à sua plenitude. Em Jesus, uma nova história do universo começa.

Pe. Carlos Contieri, sj, em ‘A Bíblia dia a dia 2015’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Preparo-me para a Leitura Orante, rezando:
Espírito de verdade,
a ti consagro a mente e meus pensamentos: ilumina-me.
Que eu conheça Jesus Mestre
e compreenda o seu Evangelho.

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto: Mt 1,1-17.
Esta é a genealogia de Jesus ou, sua árvore genealógica. Faz parte também da sua identidade. O objetivo da descrição de Mateus é apresentar Jesus inserido dentro da história humana que, com sua vinda, enviado pelo Pai, se torna história de salvação. Entre tantos nomes, encontramos também pessoas cuja vida não era recomendável, gente não muito justa no trato com os demais. É no meio desta gente que Jesus nasce e vive, como um grande dom do Pai para a salvação de todos.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Cabe recordar aqui, as palavras do Papa Bento XVI na abertura da V Conferência dos bispos da América Latina e do Caribe: “Comuniquem por toda parte, transbordando de gratidão e alegria, o dom do encontro com Jesus Cristo. Não temos outro tesouro a não ser este. Não temos outra felicidade nem outra prioridade senão a de sermos instrumentos do Espírito de Deus na Igreja, para que Jesus Cristo seja encontrado, seguido, amado, adorado, anunciado e comunicado a todos, não obstante todas as dificuldades e resistências. Este é o melhor serviço – seu serviço! – que a Igreja tem que oferecer às pessoas e nações”. (DA 14).

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, espontaneamente, com salmos ou outras orações e concluo
com a canção “Daqui quero iluminar”, Pe. Zezinho:
Daqui deste sacrário quero iluminar
quero ver vocês a me levar
Não tenham medo
Eu lhes direi o que dizer
Iluminador eu sou
Mensageiros e mensageiras
anjos de um tempo singular
Quero ver vocês entre o povo
E levando o meu povo a pensar
Vivam em contínua conversão
E não há de lhes faltar poder
Não há de lhes faltar poder
Não há de lhes faltar unção.

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Meu novo olhar é de busca e acolhimento da vontade de Deus para cada instante do meu dia.