Oração diária, A lâmpada que deve ser colocada num ponto alto para iluminar - Mc 4,21-25

3ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico C

31 de janeiro de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Pai, ensina-me a ser benevolente com quem deve ser evangelizado por mim, para que, no final de minha missão, eu possa também experimentar a tua benevolência.

PRIMEIRA LEITURA: Hb 10,19-25

Leitura da Carta aos Hebreus – 19Sendo assim, irmãos, temos plena liberdade para entrar no Santuário, pelo sangue de Jesus. 20Ele nos abriu um caminho novo e vivo, através da cortina, quer dizer, através da sua humanidade. 21Temos um grande sacerdote constituído sobre a casa de Deus. 22Aproximemo-nos, portanto, de coração sincero e cheio de fé, com coração purificado de toda má consciência e o corpo lavado com água pura. 
23Sem desânimo, continuemos a afirmar a nossa esperança, porque é fiel quem fez a promessa. 24Sejamos atentos uns aos outros, para nos incentivar à caridade e às boas obras. 25Não abandonemos as nossas assembleias, como alguns costumam fazer. Antes, procuremos animar-nos mutuamente, e tanto mais quanto vedes o dia aproximar-se

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 23

          — É assim a geração dos que buscam a vossa face, ó Senhor, Deus de Israel.
— É assim a geração dos que buscam a vossa face, ó Senhor, Deus de Israel.

— Ao Senhor pertence a terra e o que ela encerra, o mundo inteiro com os seres que o povoam; porque ele a tornou firme sobre os mares, e sobre as águas a mantém inabalável.

— “Quem subirá até o monte do Senhor, quem ficará em sua santa habitação?” “Quem tem mãos puras e inocente coração, quem não dirige sua mente para o crime.

— Sobre este desce a bênção do Senhor e a recompensa de seu Deus e Salvador”. “É assim a geração dos que o procuram, e do Deus de Israel buscam a face

EVANGELHO: Mc 10,11-18

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
          – Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Marcos.
          – Glória a vós, Senhor.

         Naquele tempo, Jesus disse à multidão: 21“Quem é que traz uma lâmpada para colocá-la debaixo de um caixote, ou debaixo da cama? Ao contrário, não a põe num candeeiro? 22Assim, tudo o que está escondido deverá tornar-se manifesto, e tudo o que está em segredo deverá ser descoberto. 23Se alguém tem ouvidos para ouvir, ouça”. 24Jesus dizia ainda: “Prestai atenção no que ouvis: com a mesma medida com que medirdes, também vós sereis medidos; e vos será dado ainda mais. 25Ao que tem alguma coisa, será dado ainda mais; do que não tem, será tirado até mesmo o que ele tem”

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Nesta passagem do Evangelho, o evangelista escreve duas vezes: “Jesus dizia-lhes”. Na primeira vez, Jesus fala da lâmpada que deve ser colocada num ponto alto para iluminar todo o ambiente. Ele se refere à Revelação de Deus, que não pode ficar escondida. Não permanecerá em segredo. Será descoberta e vai se tornar pública. Jesus não está falando das coisas que fazemos ocultamente e que um dia podem se tornar conhecidas. Ele se refere à Palavra de Deus, dita muitas vezes em voz baixa, não aceita por uns e até perseguida por outros. Ela é como a lâmpada. Será colocada no candelabro. De novo, o evangelista escreve: “Jesus dizia-lhes”. Desta vez, o que é que Jesus diz? Que é preciso estar atento à Palavra que se ouve e usá-la bem e generosamente em favor dos outros. A medida que usarmos não pode ser pequena. O discípulo entra na missão com entusiasmo, disposto a anunciar a Palavra a todos, em todos os tempos, até aos confins do mundo. A palavra é como a semente, que tem força de desenvolvimento em si mesma, mas é entregue aos cuidados do semeador. Este deve saber semeá-la, estar atento ao terreno e superar as dificuldades. Trata-se, em última análise, de mostrar o Reino já presente e atuante na história humana.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Memória litúrgica de São João Bosco, fundador da Congregação Salesiana e das Filhas de Maria Auxiliadora. A lâmpada que hoje o texto menciona é o Evangelho, que deve ser colocado em lugar visível para iluminar a todos. O Evangelho de hoje nos convida a ouvir com atenção a Palavra de Deus e a colocá-la em prática. O verdadeiro discípulo é aquele que ouve a Palavra e a coloca em prática.
Oremos: “Divino Espírito Santo, amor eterno do Pai e do Filho, abre meus ouvidos e ilumina minha mente para acolher os ensinamentos de Jesus. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Faça a leitura pausadamente, atentando-se a cada palavra, para identificar a mensagem que Jesus quer transmitir por meio dos símbolos e comparações. Jesus questiona: “Será que a lâmpada vem para ficar debaixo de uma caixa ou debaixo da cama? Pelo contrário, não é ela posta no candelabro?”. Também nos chama a atenção para ouvirmos, ficarmos atentos. Por fim, declara que “a medida que usardes para os outros servirá também para vós, e vos será acrescentado ainda mais. A quem tem, será dado; e a quem não tem, será tirado até o que tem”.
“A conjunção ‘e’ liga a presente parábola à precedente. No Sl 119(118),105, a palavra de Deus é comparada a uma lâmpada que ilumina o modo de agir de quem a acolhe; é isso que significa quando o salmista diz que ela é ‘luz para os passos’. A luz cumpre a sua função quando ilumina e faz ver na escuridão. Para o Novo Testamento, a pessoa, depositária do projeto salvífico de Deus, também é comparada à luz. É o caso do próprio Jesus, que é a luz do mundo (Jo 1,15ss; 8,12), e de João Batista (Jo 5,35). A comunidade cristã, fruto do mistério pascal de Jesus Cristo, também é luz (cf. Mt 5,14-16). Ora, em todos esses casos, a luz simboliza a pessoa iluminada pela fé, pela doutrina dos Apóstolos, pela Palavra de Deus. Somente Deus tem luz própria; todos somos reflexo da luz divina. É de si mesmo que Jesus fala quando diz que uma lâmpada não pode ficar escondida. O que é se manifesta em tudo o que ele faz e ensina; na sua pessoa resplandece o Reino de Deus. A advertência dos vv. 24 e 25 convida a uma compreensão profunda da palavra pela qual o Senhor ensina e instrui os seus discípulos. A superficialidade distorce a Palavra de Deus e induz a equívocos” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você hoje? Qual é a lâmpada que não pode ficar escondida? O que Jesus quer dizer com a expressão “quem tem ouvidos, ouça”? Você se propõe a escutar com atenção os ensinamentos de Jesus?
“Ouvir a palavra exige compromisso! Um ouvido de discípulo é o que devemos pedir ao Senhor. O discípulo ouve e coloca em prática. Uma vida que seja luz para os outros, eis a nossa missão! O mistério do Reino, que Jesus está anunciando aos discípulos, não pode ficar guardado para eles, mas deve ser anunciado aos povos. Essa é a comparação com a lâmpada, que só serve se for colocada em um lugar em que possa iluminar a todos. A Igreja tem essa missão de ser luz para a sociedade, e os cristãos devem ser luzes nos ambientes onde estiverem. Ninguém pode se eximir dessa missão! Seremos julgados pelas escolhas e atitudes que tivermos ao longo de nossa existência! Quem tem ouvidos, ouça!” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)
Reze por todas as pessoas que não tiveram a oportunidade de enxergar a luz do Evangelho.

Contemplação (Vida e Missão)
Ouvir a Palavra exige compromisso. Qual seu compromisso a partir da leitura, meditação e contemplação do Evangelho?

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas