Oração diária, Ao passar, Jesus viu um homem chamado Mateus... - Mt 9,9-13

13ª Semana Comum – Ano Litúrgico B

06 de julho de 2018

ORAÇÃO DO DIA

Pai, coloca-me sempre junto àqueles que mais carecem de tua salvação, e liberta-me de toda espécie de preconceitos que contaminam o meu coração.

PRIMEIRA LEITURA: Am 8,4-6.9-12

Leitura da Profecia de Amós – 4Ouvi isto, vós que maltratais os humildes e causais a prostração dos pobres da terra; 5vós que andais dizendo: “Quando passará a lua nova, para vendermos bem a mercadoria? E o sábado, para darmos pronta saída ao trigo, para diminuir medidas, aumentar pesos, e adulterar balanças, 6dominar os pobres com dinheiro e os humildes com um par de sandálias, e para pôr à venda o refugo do trigo?
9Acontecerá que naquele dia, diz o Senhor Deus, farei com que o sol se ponha ao meio-dia e em pleno dia escureça a terra; 10mudarei em luto vossas festas e em pranto todos os vossos cânticos; farei vestir saco a todas as cinturas e tornarei calvas todas as cabeças, o país porá luto, como por um filho único, e o final desse dia terminará em amargura. 11Eis que virão dias, diz o Senhor, em que enviarei fome sobre a terra; não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir a palavra do Senhor. Os homens vaguearão de um mar a outro mar, circulando do norte para o oriente, em busca da palavra do Senhor, mas não a encontrarão

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 118

          — O homem não vive somente de pão, mas de toda palavra da boca de Deus.
— O homem não vive somente de pão, mas de toda palavra da boca de Deus.

— Feliz o homem que observa seus preceitos, e de todo o coração procura a Deus! De todo o coração eu vos procuro, não deixeis que eu abandone a vossa lei!

— Minha alma se consome o tempo todo em desejar as vossas justas decisões. Escolhi seguir a trilha da verdade, diante de mim eu coloquei vossos preceitos.

— Como anseio pelos vossos mandamentos! Dai-me a vida, ó Senhor, porque sois justo! Abro a boca e aspiro largamente, pois estou ávido de vossos mandamentos.

EVANGELHO: Mt 9,9-13

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 9Jesus viu um homem chamado Mateus, sentado na coletoria de impostos, e disse-lhe: “Segue-me!” Ele se levantou e seguiu a Jesus. 10Enquanto Jesus estava à mesa, em casa de Mateus, vieram muitos cobradores de impostos e pecadores e sentaram-se à mesa com Jesus e seus discípulos.
11Alguns fariseus viram isso e perguntaram aos discípulos: “Por que vosso mestre come com os cobradores de impostos e pecadores?” 12Jesus ouviu a pergunta e respondeu: “Aqueles que têm saúde não precisam de médico, mas sim os doentes. 13Aprendei, pois, o que significa: ‘Quero misericórdia e não sacrifício’. De fato, eu não vim para chamar os justos, mas os pecadores”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

O chamado de Mateus, a presença de Jesus no meio de publicanos e pecadores, querer misericórdia e não sacrifícios, chamar os pecadores e não os justos, tudo isso parece indicar que o modo comum de proceder na relação “crime e castigo” pode ser diferente do que habitualmente se faz. Querer a punição pela punição é satisfazer o desejo de vingança. Não é, porém, a vingança a dominar a cena, e sim a misericórdia. O pecador precisa deixar de ser pecador e não ser apenas punido. Isso vale para todos os tipos de relacionamentos entre os seres humanos, dos pais para os filhos, da sociedade para os infratores. Esgotados todos os recursos da misericórdia, então, sim, entram os sacrifícios. Não é preciso imolar o pecador irredutível. Basta fazê-lo produzir para a sociedade, sobretudo a sociedade carente. A ociosidade é a mãe de todos os vícios. Alguém inventou a expressão “terapiedade” para falar da terapia da bondade e da caridade. Essa se aplica aos que erram por fraqueza. Não identificá-los com os que erram por princípio.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Celebramos hoje a memória de Santa Maria Goretti, mártir. Peçamos que a Palavra de Deus esteja em nossa mente, em nosso coração e em nossas ações.
Rezemos: “Vem, Espírito Santo! Faze-nos amar as Escrituras, para reconhecermos a voz viva de Jesus. Torna-nos humildes e simples, a fim de compreendermos os mistérios do Reino de Deus. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Leia-o atentamente. Qual é o contexto da narrativa? O que Jesus comunica aos seus discípulos e a nós? Quais personagens estão presentes na narrativa? Quais palavras mais chamaram sua atenção durante a leitura? Quais expressões se repetem?
“Ninguém está excluído do seguimento de Jesus Cristo. O seu chamado exigente é para todos. Mateus, que Jesus chama ao seu seguimento, é coletor de impostos, isto é, pecador público (ver: Lc 19,7). O relato de Mateus omite que a refeição tenha sido na casa de Levi, ao contrário de Marcos e Lucas, que o dizem explicitamente (Mc 2,15; Lc 5,29). Em Marcos e Lucas, a refeição oferecida por Levi tem um tom de despedida de sua vida anterior. Aqui, em Mateus, a impressão é que Jesus acolhe na sua própria casa os coletores de impostos e pecadores (cf. v. 10). O autor do quarto evangelho fará o Senhor dizer: “Na casa de meu Pai tem muitas moradas” (Jo 14,2). A pergunta dos fariseus é dirigida aos discípulos de Jesus (cf. v. 11), mas é Jesus quem toma a iniciativa de respondê-la (cf. v. 12-13), pois é a ocasião de explicitar sua missão: ‘De fato, não é a justos que vim chamar, mas a pecadores’ (v. 13). A citação de Os 6,6 (‘é misericórdia que eu quero, e não sacrifício’), repetida em Mt 12,7, deve funcionar como princípio de ação. A misericórdia precede e ultrapassa o sacrifício” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
Todos são chamados ao seguimento de Jesus. Que possamos ter um coração atento e disponível ao seu convite. O que o texto diz a você hoje? Qual palavra do Evangelho encontrou profunda sintonia com a sua vida, com suas atitudes? Em sua vida, seu trabalho, seu relacionamento com as pessoas, como você procura viver os ensinamentos de Jesus? Quais sentimentos o texto despertou em você?

Oração (Vida)
“Jesus, divino Mestre, nós vos adoramos, Filho muito amado do Pai, caminho único para chegarmos a Ele. Nós vos louvamos e agradecemos, porque sois o exemplo que devemos seguir. Com simplicidade queremos aprender de Vós o modo de ver, julgar e agir. Queremos ser atraídos por Vós, para que, caminhando nas vossas pegadas, possamos viver dia a dia a liberdade dos filhos de Deus, renunciando a nós mesmos, para buscar, em tudo, a vontade do Pai. Aumentai nossa esperança, impulsionando plenamente o nosso ser e o nosso agir. Ajudai-nos a retratar em nossa vida a vossa imagem, para que assim vos possamos possuir eternamente no céu. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)
Com a Palavra de Deus na mente e no coração, qual atitude você se propõe a viver hoje?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas