Liturgia diária, Apresentação de Nossa Senhora - Mt 12,46-50

33ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico A

21 de novembro de 2017

ORAÇÃO DO DIA

Pai, reforça os laços que me ligam aos meus irmãos e irmãs de fé, de forma a testemunhar que formamos uma grande família, cujo pai és tu.

PRIMEIRA LEITURA:  Zc 2,14-17

Leitura da Profecia de Zacarias

14“Rejubila, alegra-te, cidade de Sião, eis que venho para habitar no meio de ti, diz o Senhor. 15Muitas nações se aproximarão do Senhor, naquele dia, e serão o seu povo. Habitarei no meio de ti, e saberás que o Senhor dos exércitos me enviou a ti. 16O Senhor entrará em posse de Judá, como sua porção na terra santa, e escolherá de novo Jerusalém. 17Emudeça todo mortal diante do Senhor, ele acaba de levantar-se de sua santa habitação”.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO Lc 1,46-55

          — O Poderoso fez por mim maravilhas, e Santo é o seu nome.
— O Poderoso fez por mim maravilhas, e Santo é o seu nome.

— A minh’alma engrandece ao Senhor, e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador,

— pois ele viu a pequenez de sua serva, desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita. O Poderoso fez por mim maravilhas e Santo é o seu nome.

— Seu amor, de geração em geração, chega a todos que o respeitam. Demonstrou o poder de seu braço, dispersou os orgulhosos.

— Derrubou os poderosos de seus tronos e os humildes exaltou. De bens saciou os famintos e despediu, sem nada, os ricos.

— Acolheu Israel, seu servidor, fiel ao seu amor, como havia prometido aos nossos pais, em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre

EVANGELHO:  Mt 12,46-50

          – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 46enquanto Jesus estava falando às multidões, sua mãe e seus irmãos ficaram do lado de fora, procurando falar com ele. 47Alguém disse a Jesus: “Olha! Tua mãe e teus irmãos estão aí fora, e querem falar contigo”. 48Jesus perguntou àquele que tinha falado: “Quem é minha mãe, e quem são meus irmãos?” 49E, estendendo a mão para os discípulos, Jesus disse: “Eis minha mãe e meus irmãos. 50Pois todo aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Oração Inicial
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém! A liturgia de hoje nos lembra da Apresentação de Nossa Senhora. O Evangelho nos fala da relação familiar que é estabelecida entre Jesus e aqueles que acolhem a sua Palavra. Ele nos diz: “Todo aquele que faz a vontade do meu Pai, que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe”. Para bem acolhermos e vivermos os seus ensinamentos, peçamos: “Vem, Espírito Santo! Faze-nos amar as Escrituras, para reconhecermos a voz viva de Jesus. Torna-nos humildes e simples, a fim de compreendermos os mistérios do Reino de Deus. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto bíblico? Leia o Evangelho que a liturgia recomenda para este dia quantas vezes julgar necessário. Durante a leitura, destaque as palavras que mais lhe chamaram atenção e identifique os personagens presentes na narrativa. Quem é considerado irmão, irmã e mãe de Jesus? Qual é a missão da sua família no mundo? Qual é o ensinamento de Jesus neste Evangelho?

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você? Faça a meditação do Evangelho e deixe-se tocar por ele. De que forma sua família vive sua fé em Jesus Cristo? Sua família é edificada sobre a Palavra de Deus? Identifique o caminho que o Senhor lhe indica neste momento. Escute-o.

Oração (Vida)
O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? Neste momento de oração, coloque-se diante do Senhor, mantendo em sua mente e seu coração aquilo que o Evangelho lhe transmitiu. Recorde a presença da Mãe de Deus em sua vida e reze com ela, por você e pelas pessoas que lhe recomendaram orações.

Contemplação (Vida e Missão)
Qual novo olhar nasceu em você, a partir da Palavra? Pense em uma ação concreta e procure torná-la realidade. Conte com a graça de Deus.

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

LEITURA ORANTE

Maria menina é apresentada no Templo. Será depois a Mãe de Jesus, no quadro de uma família normal com um pai, uma mãe, filhos, irmãos, avós, tios, parentes. Foi no seio de uma família que nasceu Jesus, o Deus encarnado, com uma mãe muito especial, a Mãe de Deus, sempre disposta a fazer a vontade do Pai. E assim se expande a família de Jesus e se torna a comunidade chamada Igreja, comunidade dos que querem seriamente fazer a vontade do Pai. Sabemos historicamente que a família de Jesus não o compreendia muito bem, sobretudo em sua missão com atividades miraculosas, pregações não afinadas com as dos escribas, companheiros e companheiras de caminhada por vezes estranhos. Hoje também a grande família de Jesus nem sempre o compreende e nem sempre faz a vontade do Pai que está no céu. Maria vem em nosso auxílio, ela que ficou firme ao lado de Jesus desde o seu nascimento até a morte de cruz, mesmo sem entender tudo, procurando em tudo fazer a vontade de Deus. Ela pode nos ajudar a voltar sempre de novo ao Evangelho para não nos afastarmos de seu filho Jesus. Esta festa está ligada à dedicação da Basílica de Santa Maria Nova, em 20 de novembro de 543, cuja construção foi terminada pelo imperador Justiniano. Suas ruínas se conservam no subsolo do bairro judaico de Jerusalém.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2017’, Paulinas.