Oração diária, Assim vos tornareis filhos - Mt 5,43-48

11ª Semana Comum – Ano Litúrgico B

19 de junho de 2018

ORAÇÃO DO DIA

Espírito de amor perfeito, coloca-me no caminho da perfeição do Pai, que ama a humanidade, fazendo o bem a todos os seres humanos, sem distinção.

PRIMEIRA LEITURA: 1Rs 21,17-29

Leitura do Primeiro Livro dos Reis

Após a morte de Nabot, 17a palavra do Senhor foi dirigida a Elias, o tesbita, nestes termos: 18“Levanta-te e desce ao encontro de Acab, rei de Israel, que reina em Samaria. Ele está na vinha de Nabot, aonde desceu para dela tomar posse. 19Isto lhe dirás: ‘Assim fala o Senhor: Tu mataste e ainda por cima roubas!’ E acrescentarás: ‘Assim fala o Senhor: No mesmo lugar em que os cães lamberam o sangue de Nabot, lamberão também o teu’”.
20Acab disse a Elias: “Afinal encontraste-me, ó meu inimigo?” Elias respondeu: “Sim, eu te encontrei. Porque te vendeste para fazer o que desagrada ao Senhor, 21farei cair sobre ti a desgraça: varrerei a tua descendência, exterminando todos os homens da casa de Acab, escravos ou livres em Israel. 22Farei com a tua família como fiz com as famílias de Jeroboão, filho de Nabat, e de Baasa, filho de Aías, porque provocaste a minha ira e fizeste Israel pecar.
23Também a respeito de Je­zabel o Senhor pronunciou uma sentença: ‘Os cães devorarão Jezabel no campo de Jezrael. 24Os da família de Acab, que morrerem na cidade, serão devorados pelos cães, e os que morrerem no campo, serão comidos pelas aves do céu’”. 25Não houve ninguém que se tenha vendido como Acab, para fazer o que desagrada ao Senhor, porque a isto o incitava sua mulher Jezabel. 26Portou-se de modo abominável, seguindo os ídolos dos amorreus que o Senhor tinha expulsado diante dos filhos de Israel.
27Quando Acab ouviu estas palavras, rasgou as vestes, pôs um cilício sobre a pele e jejuou. Dormia envolto num pano de penitência e andava abatido. 28Então a palavra do Senhor foi dirigida a Elias, o tesbita, nestes termos: 29“Viste como Acab se humilhou diante de mim? Já que ele assim procedeu, não o castigarei durante a sua vida, mas nos dias de seu filho enviarei a desgraça sobre a sua família”.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO  51(50) 

          — Misericórdia, ó Senhor, porque pecamos!
— Misericórdia, ó Senhor, porque pecamos!

— Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia! Na imensidão de vosso amor, purificai-me! Lavai-me todo inteiro do pecado, e apagai completamente a minha culpa!

— Eu reconheço toda a minha iniquidade, o meu pecado está sempre à minha frente. Foi contra vós, só contra vós, que eu pequei, e pratiquei o que é mau aos vossos olhos!

— Desviai o vosso olhar dos meus pecados e apagai todas as minhas transgressões! Da morte como pena, libertai-me, e minha língua exaltará vossa justiça!

EVANGELHO: Mt 5,43-48 

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 43“Vós ouvistes o que foi dito: ‘Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo!’ 44Eu, porém, vos digo: ‘Amai os vossos inimigos e rezai por aqueles que vos perseguem!’ 45Assim, vos tornareis filhos do vosso Pai que está nos céus, porque ele faz nascer o sol sobre maus e bons, e faz cair a chuva sobre os justos e injustos.
46Porque, se amais somente aqueles que vos amam, que recompensa tereis? Os cobradores de impostos não fazem a mesma coisa? 47E se saudais somente os vossos irmãos, que fazeis de extraordinário? Os pagãos não fazem a mesma coisa? 48Portanto, sede perfeitos como o vosso Pai celeste é perfeito”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Não sabemos onde está escrito “Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo”. Já ouvimos no Levítico: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo”, mas não “odiarás o teu inimigo”. O salmista reza: “Não odiaria os que te odeiam, Senhor? Não detestaria os que se revoltam contra ti? Eu os odeio com ódio implacável! Eu os tenho como meus inimigos”. De qualquer forma, Jesus está dizendo coisas aparentemente impossíveis. Não só está dizendo; está mandando. Os verbos estão no imperativo. Temos que amar os inimigos, rezar por nossos perseguidores, ser perfeitos com o Pai celeste é perfeito! Ele faz nascer o sol e chover sobre bons e maus, sobre justos e injustos. Na verdade, amar o inimigo é demonstrar que o amor existe, é real e verdadeiro, é puro e genuíno. Para chegar até o inimigo, o amor deve superar todas as barreiras, ultrapassar todos os limites, atravessar todos os rótulos e descobrir em primeiro lugar a pessoa para depois ver o inimigo. É meu inimigo porque não é humano, não merece o nome de gente. Descubra primeiro o ser humano que, se não for humano, precisa ser humanizado. É exatamente por isso que ele precisa ser amado, para se tornar gente.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
“Amai os vossos inimigos e orai por aqueles que vos perseguem.” Esse é o convite que Jesus nos faz hoje. Que o pedido do Senhor encontre espaço em nossa vida e se torne concreto em nosso dia.
Rezemos: “Vem, Espírito Santo! Faze-nos amar as Escrituras, para reconhecermos a voz viva de Jesus. Torna-nos humildes e simples, a fim de compreendermos os mistérios do Reino de Deus. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Qual é o tema central da narrativa? Quais questionamentos o Evangelho de hoje nos apresenta? Quais palavras mais se repetem no texto?
“Porque Deus ama a todos indistintamente, ‘faz nascer o seu sol sobre maus e bons e faz cair a chuva sobre justos e injustos’ (v. 45), e não nos trata segundo nossas faltas, é preciso amar os inimigos e fazer o bem aos que nos perseguem (cf. v. 44). É exigência da vida cristã superar o ódio que mata e desfigura o ser humano. Toda a teologia da Lei, podemos dizer, é preservar a vida e a liberdade, que são dons de Deus. É nesse sentido que Jesus, prescrevendo amar os inimigos e rezar por aqueles que nos perseguem, leva a Lei à sua plenitude. O amor aos inimigos é oposição à lei do talião. ‘Sede, portanto, perfeitos como o vosso Pai celeste é perfeito’ (v. 48). O Levítico já apresentava convite semelhante: ‘Sede santos porque eu, o Senhor, sou Santo’ (19,2). Se o Levítico fala de santidade, Jesus fala de perfeição e a centra no amor” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que diz o texto para sua vida? O que Jesus pede a você hoje? Quem são os seus inimigos ou as pessoas que o(a) perseguem? É possível amar essas pessoas? Você ora por elas? A vivência do amor é um traço que nos identifica como cristãos. Como você vive esse diferencial?
“A força do cristão é a sua capacidade de amar. Amar especialmente aqueles que lhe fazem mal, aqueles que o odeiam. Não é um instinto natural, mas é o que Jesus nos pede se quisermos ficar mais próximos dele, que não se vingou de quem o traiu e pregou na cruz” (Papa Francisco).

Oração (Vida)
Amar os inimigos e rezar pelos que nos perseguem só é possível quando nosso coração está aberto ao movimento da graça de Deus em nós. Por isso, peçamos que o Espírito Santo nos ajude a amar.
“Ó Espírito Santo, dai-me um coração grande, aberto à vossa silenciosa e forte palavra inspiradora, fechado a todas as ambições mesquinhas, alheio a qualquer desprezível competição humana, compenetrado do sentido da santa Igreja. Um coração grande, desejoso de se tornar semelhante ao coração do Senhor Jesus. Um coração grande e forte para amar a todos, para servir a todos, para sofrer por todos. Um coração grande e forte para superar todas as provações, todo tédio, todo cansaço, toda desilusão, toda ofensa. Um coração grande e forte, constante até o sacrifício, quando for necessário. Um coração cuja felicidade é palpitar com o coração de Cristo e cumprir humilde e fielmente a vontade do Pai. Amém” (Paulo VI).

Contemplação (Vida e Missão)
Qual novo olhar nasceu em você, a partir da Palavra? Quais apelos a Palavra lhe faz hoje? Quais compromissos você deseja assumir em sua vida?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas