Liturgia diária, Tende coragem! - Jo 16,29-33

7ª Semana da Páscoa – Ano Litúrgico C

03 de junho de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Pai, fica comigo, assim como estiveste com Jesus, e sê meu protetor quando se levantarem contra mim as forças hostis a teu Reino. E que eu seja capaz de vencê-las!

PRIMEIRA LEITURA: At 19,1-8

Leitura dos Atos dos Apóstolos – 1Enquanto Apolo estava em Corinto, Paulo atravessou as re­giões montanhosas e chegou a Éfeso. Aí encontrou alguns discípulos e perguntou-lhes: 2“Vós rece­bestes o Espírito Santo quando abraçastes a fé?” Eles responderam: “Nem sequer ouvimos dizer que existe o Espírito Santo!”
3Então Paulo perguntou: “Que batismo vós recebestes?” Eles responderam: “O batismo de João”. 4Paulo disse-lhes: “João administrava um batismo de conversão, dizendo ao povo que acreditasse naquele que viria depois dele, isto é, em Jesus”. 5Tendo ouvido isso, eles foram ba­tizados no nome do Senhor Jesus.
6Paulo impôs-lhes as mãos e sobre eles desceu o Espírito Santo. Começaram então a falar em línguas e a profetizar. 7Ao todo, eram uns doze homens. 8Paulo foi então à sinagoga e, durante três meses, falava com toda convicção, discutindo e procurando convencer os ouvintes sobre o reino de Deus.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 67(68)

       — Reinos da terra, cantai ao Senhor.
— Reinos da terra, cantai ao Senhor.

— Eis que Deus se põe de pé, e os inimigos se dispersam! Fogem longe de sua face os que odeiam o Senhor! Como a fumaça se dissipa, assim também os dissipais, como a cera se derrete, ao contato com o fogo, assim pereçam os iníquos ante a face do Senhor!

— Mas os justos se alegram na presença do Senhor; rejubilam satisfeitos e exultam de alegria! Cantai a Deus, a Deus louvai, cantai um salmo a seu nome! O seu nome é Senhor: exultai diante dele!

— Dos órfãos ele é pai, e das viú­vas protetor; é assim o nosso Deus em sua santa habitação. É o Senhor quem dá abrigo, dá um lar aos deserdados, quem liberta os prisioneiros e os sacia com fartura.

EVANGELHO: 

      – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São João.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 29os discípulos disseram a Jesus: “Eis, agora falas claramente e não usas mais figuras. 30Agora sabemos que conheces tudo e que não precisas que alguém te interrogue. Por isto cremos que vieste da parte de Deus”. 31Jesus respondeu: “Credes agora? 32Eis que vem a hora – e já chegou – em que vos dispersareis, cada um para seu lado, e me deixareis só. Mas eu não estou só; o Pai está comigo. 33Disse-vos estas coisas para que tenhais paz em mim. No mundo, tereis tribulações. Mas, tende coragem! Eu venci o mundo!”

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Jesus subiu ao céu e mandou os discípulos ficarem em Jerusalém, esperando a realização da promessa do Pai. “Dentro de poucos dias, disse Jesus, vocês serão batizados com o Espírito Santo.” Nesta semana nós nos preparamos para a festa de Pentecostes. Celebraremos o dia da vinda do Espírito Santo, que se manifestou aos discípulos em línguas de fogo. Afirmamos a nossa fé: Acreditamos que Jesus saiu de junto de Deus. Reconhecemos também nossa fraqueza, nossos medos, nossas fugas. Jesus sabe que temos aflições neste mundo. Ele, porém, nos deseja paz e coragem. Afinal, ele venceu o mundo. A força do Espírito Santo nos anima em todos os nossos empreendimentos e nos dá coragem para superar todas as adversidades. Preparemo-nos para receber o Espírito Santo. Ele procede eternamente do Pai e do Filho, como de um só princípio e de uma só e única inspiração. O Espírito Santo não procede do Pai e do Filho como de dois princípios, mas de um só. Princípio é o ponto de partida de onde alguma coisa procede simplesmente, sem dependência no ser. Ao professarmos a fé, dizemos: “Creio no Espírito Santo, Senhor que dá a vida, e procede do Pai e do Filho; e com o Pai e o Filho é adorado e glorificado: Ele que falou pelos profetas”.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Hoje celebramos a memória litúrgica de São Carlos Lwanga e companheiros mártires. Estamos na semana de oração pela unidade dos cristãos e já nos preparamos para a Solenidade de Pentecostes. Agradeçamos neste dia ao Senhor o caminho que tivemos a oportunidade de percorrer com sua Palavra e reconheçamos a presença do Senhor ressuscitado em nossa vida.
Rezemos: “Senhor Jesus, dá-me um coração simples para compreender a riqueza de ensinamentos escondida em tua Palavra. Envia teu Espírito Santo para que eu não tenha medo de escutá-la e vivê-la conforme a tua vontade. Que a Palavra transforme o meu coração através da fé e confiança que eu deposito em ti. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Qual é o contexto da narrativa? Observe a profissão de fé dos discípulos: “Por isso acreditamos que saíste de junto de Deus”. A partir de qual experiência eles constatam que Jesus é verdadeiramente o enviado do Pai? Qual é a orientação que Jesus deixa aos discípulos?
“Os discípulos passam da incredulidade e da incompreensão à fé e à compreensão da origem de Jesus. A reação de Jesus ante a observação dos discípulos parece um tanto irônica: ‘Credes agora?’. A pergunta de Jesus pode ter ao menos dois significados: pode denunciar a pretensão dos discípulos de imaginarem ter compreendido o mistério de Jesus Cristo, enviado do Pai, ou, ainda, declarar que eles permanecem mergulhados na ignorância. O que os discípulos precisam compreender é que somente a experiência mediada pelo Espírito Santo pode fazer compreender o mistério presente nas palavras e nos gestos de Jesus. É exatamente nisso que consiste a promessa de Jesus para depois da ressurreição (cf. Jo 16,12-15). A falta de fé é uma das causas do medo. É preciso, pela fé, vencer o medo da morte. Os discípulos terão de passar pela dura prova da paixão e morte de Jesus para poder chegar à verdadeira fé. Se Jesus, que conhece profundamente os seus discípulos, prevê que estes o abandonarão, ele também sabe por experiência que o Pai estará sempre com ele. A vitória do Cristo ressuscitado deve sustentar o testemunho e a missão dos discípulos ante as dificuldades e as resistências que deverão enfrentar” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você hoje? Qual mensagem o Senhor lhe comunica? Como os discípulos, você também reconhece que o Senhor é o enviado do Pai? Como você entende a afirmação do Senhor: “Para que, em mim, tenhais a paz”? Como acolhe em sua vida o convite de Jesus: “Tende coragem! Eu venci o mundo”?
“A pedagogia divina se desenvolve na revelação de Deus ao ser humano de forma progressiva. Deus, como educador da fé, comunica-se através dos acontecimentos da vida de seu povo; sua pedagogia parte da realidade das pessoas, acolhendo-as, respeitando-as e interpelando-as à conversão (cf. Diretório Nacional de Catequese, 139). Os discípulos queriam compreender tudo de uma vez. É humanamente impossível, sobretudo quando se trata das coisas de Deus. Por isso, a alegria deles no Evangelho de hoje: ‘Agora, sim, falas abertamente’. Evangelizar exige coragem para vencer as barreiras e perseguições. Sem ouvir o Senhor em oração, nunca saberemos seus segredos” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)
Nesta semana em que nos preparamos para a celebração de Pentecostes no próximo domingo, peçamos que o Espírito Santo conserve em nós os apelos e luzes que a Palavra nos revelou. Que o encontro com o Senhor em sua Palavra renove em nós a esperança, a fé e a coragem e nos conceda a sua paz.
“Vem, Espírito Criador, as mentes dos teus visita, enche com a graça do céu os corações que criaste. Tu, que és chamado Paráclito, altíssimo dom de Deus, água viva, fogo, amor e unção espiritual. Doador dos sete dons, dedo da destra de Deus, solene promessa do Pai, pões nos lábios a Palavra. Acende a tua luz na mente, infunde no coração amor, aquilo que em nosso corpo está enfermo cura-o com o teu eterno poder. Para longe repele o inimigo e a paz nos dá sem demora. E assim por ti conduzidos, evitaremos todo o mal. Por ti conheçamos o Pai e conheçamos também o Filho, e em ti, Espírito de ambos, creiamos todos eternamente. Seja dada ao Pai a glória e ao Filho que ressuscitou dentre os mortos, pelo Espírito, pelos séculos dos séculos. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)
De que forma a Palavra de Deus estará presente neste seu dia? O que você deseja colocar em prática, segundo os ensinamentos de Jesus?

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas