Oração diária, A cura da filha da mulher cananeia - Mt 15,21-28

18ª Semana Comum – Ano Litúrgico B

08 de agosto de 2018

ORAÇÃO DO DIA

Senhor Jesus, tira de mim todo preconceito que me impede de aceitar que muitas pessoas marginalizadas possam ter uma fé verdadeira em ti.

PRIMEIRA LEITURA: Jr 31,1-7

Leitura do Livro do Profeta Jeremias – 1“Naquele tempo, diz o Senhor, serei Deus para todas as tribos de Israel, e elas serão meu povo”. 2Isto diz o Senhor: “Encontrou perdão no deserto o povo que escapara à espada; Israel encaminha-se para o seu descanso”.
3O Senhor apareceu-me de longe: “Amei-te com amor eterno e te atraí com a misericórdia. 4De novo te edificarei, serás reedificada, ó jovem nação de Israel; de novo teus tambores ornarão as praças e sairás entre grupos de dançantes. 5Hás de plantar vinhas nos montes de Samaria; os cultivadores hão de plantar e também colher.
6Virá o dia em que gritarão os guardas no monte Efraim: ‘Levantai-vos, vamos a Sião, vamos ao Senhor, nosso Deus’. 7Isto diz o Senhor: Exultai de alegria por Jacó, aclamai a primeira das nações; tocai, cantai e dizei: ‘Salva, Senhor, teu povo, o resto de Israel’”.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO Jr 31,10-13

— O Senhor nos guardará qual pastor a seu rebanho.
— O Senhor nos guardará qual pastor a seu rebanho.

— Ouvi, nações, a palavra do Senhor e anunciai-a nas ilhas mais distantes: “Quem dispersou Israel vai congregá-lo, e o guardará qual pastor a seu rebanho!”

— Pois, na verdade, o Senhor remiu Jacó e o libertou do poder do prepotente. Voltarão para o monte de Sião, entre brados e cantos de alegria afluirão para as bênçãos do Senhor:

— Então a virgem dançará alegremente, também o jovem e o velho exultarão; mudarei em alegria o seu luto, serei consolo e conforto após a guerra.

EVANGELHO: Mt 15,21-28

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 21Jesus retirou-se para a região de Tiro e Sidônia. 22Eis que uma mulher cananeia, vindo daquela região, pôs-se a gritar: “Senhor, filho de Davi, tem piedade de mim: minha filha está cruelmente atormentada por um demônio!” 23Mas, Jesus não lhe respondeu palavra alguma. Então seus discípulos aproximaram-se e lhe pediram: “Manda embora essa mulher, pois ela vem gritando atrás de nós”.
24Jesus respondeu: “Eu fui enviado somente às ovelhas perdidas da casa de Israel”. 25Mas, a mulher, aproximando-se, prostrou-se diante de Jesus, e começou a implorar: “Senhor, socorre-me!” 26Jesus lhe disse: “Não fica bem tirar o pão dos filhos para jogá-lo aos cachorrinhos”. 27A mulher insistiu: “É verdade, Senhor; mas os cachorrinhos também comem as migalhas que caem da mesa de seus donos!” 28Diante disso, Jesus lhe disse: “Mulher, grande é a tua fé! Seja feito como tu queres!” E desde aquele momento sua filha ficou curada.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Jesus enviou os seus apóstolos com a recomendação de não entrarem em território de pagãos nem de samaritanos, mas de permanecerem em Israel. À mulher cananeia ele diz que foi enviado “somente” às ovelhas perdidas da casa de Israel. João Batista tinha essa preocupação: deixar o seu povo preparado para o Dia do Senhor, que era o dia do Juízo Final. Talvez Jesus, em sua humanidade, pensasse tornar Israel um povo perfeito aos olhos do Pai e transformá-lo em luz do mundo e sal da terra. Afinal, para que Deus escolheu um só povo no meio de todos os povos? Escrevendo aos romanos sobre os judeus, Paulo dizia que, se Deus não poupou os ramos naturais, poderá não poupar o enxerto. Foi pela incredulidade que alguns ramos de Israel foram cortados e, em seu lugar, enxertados ramos firmes pela fé. A cananeia era ramo de outra planta e dela Jesus disse: “Mulher! Grande é a tua fé!”.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Na liturgia de hoje fazemos memória de São Domingos, sacerdote espanhol e grande missionário, fundador dos Frades Pregadores ou Dominicanos. No Evangelho, o clamor da mulher cananeia é uma verdadeira profissão de fé. Ela reconhece Jesus como o Salvador. Entremos com profundidade no texto bíblico para que ele nos revele o Senhor e nos leve ao seu encontro.
Rezemos: “Vem, Espírito Santo! Faze-nos amar as Escrituras, para reconhecermos a voz viva de Jesus. Torna-nos humildes e simples, a fim de compreendermos os mistérios do Reino de Deus. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Quem são os personagens da narrativa? Podemos identificar elementos de ruptura, superação ou mudança no texto? A mulher não acreditava no Deus de Israel, por que então procura por Jesus? Quais elementos nos falam da abertura da mensagem de Jesus aos pagãos? Diante da atitude da mulher cananeia, qual é a constatação de Jesus?
“Trata-se de justificar a abertura da mensagem cristã aos pagãos, e de admiti-los à mesa da eucaristia. Jesus vai para a região de Tiro e de Sidônia, região pagã. Quem diz pagão, diz impuro. Assim como os discípulos na barca, ameaçados pelas ondas e o vento contrário, gritam de medo (cf. 14,26), e Pedro: ‘Senhor, salva-me’ (14,30), a mulher grita: ‘Senhor, filho de Davi, tem compaixão de mim’. O seu grito é uma profissão de fé no Messias, descendente de Davi. A razão de sua súplica veemente é sua filha ‘atormentada por um demônio’. Jesus nada diz. O silêncio de Jesus abre espaço para a intervenção dos discípulos, que desejam que Jesus a despeça, pois ela gritava atrás deles. A resposta de Jesus é coerente com as instruções do discurso sobre a missão (cf. 10,6). Ele se admirou da fé dela: ‘Mulher, grande é a tua fé’. A fé da mulher permite a Jesus realizar o que ela suplica. A fé abre para os pagãos as portas do Reino dos céus. É a fé que permite à mulher cananeia ver e reconhecer Jesus como o Salvador de toda a humanidade” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você hoje? De que modo a atitude da mulher cananeia o(a) faz refletir? O que o Senhor pede a você hoje? Você também é uma pessoa de fé?
“Essa cananeia teve sua fé provada à exaustão! Até que ponto ela seria capaz de abrir mão de sua vida para salvar a filha? Os judeus chamavam os não judeus de cães impuros. Jesus então explica para essa mãe desesperada que ele veio para os da casa de Israel, e não seria justo alimentar os cachorrinhos. A mulher insiste e foca na cura da sua filha, seu maior tesouro. Implora ao Filho de Davi, usando uma expressão exclusiva dos judeus: ‘cachorrinhos’. Jesus, desprovido de qualquer preconceito, dá a sentença final para aquela estrangeira: ‘Mulher, grande é tua fé. Tua filha está curada!’. Para a novidade trazida por Jesus, a salvação, não importa a nacionalidade; ele veio salvar a todos que professam sua fé nele” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)
“Virgem e Mãe Maria, vós que, movida pelo Espírito, acolhestes o Verbo da vida na profundidade da vossa fé humilde, totalmente entregue ao Eterno, ajudai-nos a dizer o nosso ‘sim’ perante a urgência, mais imperiosa do que nunca, de fazer ressoar a Boa Nova de Jesus. Vós, cheia da presença de Cristo, levastes a alegria a João, o Batista, fazendo-o exultar no seio de sua mãe. Vós, estremecendo de alegria, cantastes as maravilhas do Senhor. Vós, que permanecestes firme diante da Cruz com uma fé inabalável, e recebestes a jubilosa consolação da ressurreição, reunistes os discípulos à espera do Espírito para que nascesse a Igreja evangelizadora. Alcançai-nos agora um novo ardor de ressuscitados para levar a todos o Evangelho da vida que vence a morte. Dai-nos a santa ousadia de buscar novos caminhos para que chegue a todos o dom da beleza que não se apaga. Vós, Virgem da escuta e da contemplação, Mãe do amor, esposa das núpcias eternas, intercedei pela Igreja, da qual sois o ícone puríssimo, para que ela nunca se feche nem se detenha na sua paixão por instaurar o Reino. Estrela da nova evangelização, ajudai-nos a refulgir com o testemunho da comunhão, do serviço, da fé ardente e generosa, da justiça e do amor aos pobres, para que a alegria do Evangelho chegue até aos confins da terra e nenhuma periferia fique privada da sua luz. Mãe do Evangelho vivente, manancial de alegria para os pequeninos, rogai por nós. Amém. Aleluia!” (Papa Francisco, Exortação Apostólica Evangelii Gaudium).

Contemplação (Vida e Missão)
De que forma a Palavra de Deus estará presente neste seu dia? O que você deseja colocar em prática segundo os ensinamentos de Jesus?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas