Liturgia diária A cura do cego de Betsaida - Mc 8,22-26

6ª Semana Comum – Ano Litúrgico A

15 de fevereiro de 2017

ORAÇÃO DO DIA

Pai, abre meus olhos para que, pela fé, eu reconheça teu filho Jesus, e possa beneficiar-me da força libertadora que dele provém.

PRIMEIRA LEITURA: Gn 8,6-13.20-22

Leitura do Livro do Gênesis – 6Passados quarenta dias, Noé abriu a janela, que tinha feito na arca, e soltou um corvo, 7que ficou revoando, até que secassem as águas sobre a terra. 8Soltou, também, uma pomba para ver se as águas tinham baixado sobre a face da terra. 9Mas a pomba, não achando onde pousar, voltou para junto dele na arca; porque as águas ainda cobriam a superfície de toda a terra. Noé estendeu a mão para fora, apanhou a pomba e recolheu-a na arca. 10Esperou, então, mais sete dias e soltou de novo a pomba. 11Pela tardinha, ela voltou, e eis que trazia no bico um ramo de oliveira com as folhas verdes. Assim, Noé compreendeu que as águas tinham cessado de cobrir a terra. 12Esperou ainda sete dias, e soltou a pomba, que não voltou mais.
13Foi no ano seiscentos e um da vida de Noé, no primeiro dia do primeiro mês, que as águas se retiraram da terra. Noé abriu o teto da arca, olhou e viu que toda a superfície da terra estava seca. 20Então Noé construiu um altar ao Senhor e, tomando animais e aves de todas as espécies puras, ofereceu holocaustos sobre o altar. 21O Senhor aspirou o agradável odor e disse consigo mesmo: “Nunca mais tornarei a amaldiçoar a terra por causa do homem, pois as inclinações do seu coração são más desde a juventude. Não tornarei, também, a ferir todos os seres vivos, como fiz. 22Enquanto a terra durar, plantio e colheita, frio e calor, verão e inverno, dia e noite, jamais hão de acabar”.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 115

          — Ofereço ao Senhor um sacrifício de louvor.
— Ofereço ao Senhor um sacrifício de louvor.

— Que poderei retribuir ao Senhor Deus por tudo aquilo que ele fez em meu favor? Elevo o cálice da minha salvação, invocando o nome santo do Senhor.

— Vou cumprir minhas promessas ao Senhor na presença de seu povo reunido. É sentida por demais pelo Senhor a morte de seus santos, seus amigos.

— Vou cumprir minhas promessas ao Senhor na presença de seu povo reunido; nos átrios da casa do Senhor, em teu meio, ó cidade de Sião!

EVANGELHO: Mc 8,22-26

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Marcos.
          – Glória a vós, Senhor.

         Naquele tempo, 22Jesus e seus discípulos chegaram a Betsaida. Algumas pessoas trouxeram-lhe um cego e pediram a Jesus que tocasse nele.
23Jesus pegou o cego pela mão, levou-o para fora do povoado, cuspiu nos olhos dele, pôs as mãos sobre ele, e perguntou: “Estás vendo alguma coisa?”
24O homem levantou os olhos e disse: “Estou vendo os homens. Eles parecem árvores que andam”. 25Então Jesus voltou a por as mãos sobre os olhos dele e ele passou a enxergar claramente. Ficou curado, e enxergava todas as coisas com nitidez. 26Jesus mandou o homem ir para casa, e lhe disse: “Não entres no povoado!”

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Há um cego em Betsaida e há um cego em Jericó. Ambos simbolizam os discípulos. Os discípulos são cegos. Não enxergam bem, enxergam com dificuldade, não enxergam quem é Jesus. Sua visão é distorcida, não porque queiram, mas porque assim aprenderam. Esperam um Messias glorioso, que entra triunfante em Jerusalém e se apossa do Templo. Senta-se no trono de seu pai Davi, tendo ao seu lado – e isso é o mais importante para os discípulos – os seus seguidores. Em linguagem popular diríamos que os discípulos querem estar bem perto de Jesus para saírem na fotografia.
Mas não haverá fotografia. O que os espera é a cruz. O cego de Betsaida começa a enxergar pouco a pouco. Sua visão é a do discípulo que vai progredindo com o passar do tempo. O cego de Jericó, no fim da cena, enxerga de uma vez. Enfim, os olhos dos discípulos se abriram. “O que andam dizendo de mim por aí? E vocês, o que dizem?” Aos poucos perceberão o significado da entrada de Jesus em Jerusalém e então poderão perceber a qualidade do relacionamento de Jesus com o cego. O cego é curado com respeito e discrição. Não servirá de propaganda para o milagre de Jesus. Jesus o toma pela mão e o leva para fora da aldeia, e lá o cura. Mais adiante nos encontraremos com o cego de Jericó, depois dos três anúncios da Paixão.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2017’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Jesus é a Luz que vence qualquer escuridão da vida humana. Iniciemos a nossa oração já tendo em mente o Evangelho que iremos meditar e peçamos para que o Senhor venha abrir os nossos olhos – físicos e espirituais – para que compreendamos a sua Palavra. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!

Leitura (Verdade)
O que diz o texto bíblico? Faça a leitura do Evangelho de hoje e destaque os verbos e os personagens que mais lhe chamaram atenção. No texto, vemos que Jesus devolve a visão a um cego. Qual é a atitude de Jesus diante do cego? Qual é a mensagem central do Evangelho?

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você? Faça uma nova leitura e deixe-se tocar pelo Evangelho. Qual palavra ou atitude presente no texto mais o(a) tocou? Que caminho a Palavra lhe indica?

Oração (Vida)
O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? Neste momento de oração, volte-se para o Senhor com toda a sua mente e seu coração e apresente a Ele as suas intenções, aquilo pelo que você quer rezar. Peça perdão ao Senhor por seus pecados e sinta o seu perdão.

Contemplação (Vida e Missão)
Qual novo olhar nasceu em você, a partir da Palavra? Que sentimento você experimenta neste momento? Faça uma síntese deste momento de oração e busque colocar em prática a Palavra.

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.