Oração diária, De onde lhe vêm essa sabedoria? - Mt 13,54-58

São José Operário – Ano Litúrgico B

01 de maio de 2018

ORAÇÃO DO DIA

Pai, livra-me da tentação de querer enquadrar-te em meus mesquinhos esquemas. Que eu saiba reconhecer e respeitar o teu modo de agir.

PRIMEIRA LEITURA: Gn 1,26–2,3

Leitura do Livro do Gênesis.

26Deus disse: “Façamos o homem à nossa imagem e segundo a nossa semelhança, para que domine sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, e sobre todos os répteis que rastejam sobre a terra”.
27E Deus criou o homem à sua imagem, à imagem de Deus ele o criou: homem e mulher os criou. 28E Deus os abençoou e lhes disse: “Sede fecundos e multiplicai-vos, enchei a terra e submetei-a! Dominai sobre os peixes do mar, sobre os pássaros do céu e sobre todos os animais que se movem sobre a terra”. 29E Deus disse: “Eis que vos entrego todas as plantas que dão semente sobre a terra, e todas as árvores que produzem fruto com sua semente, para vos servirem de alimento. 30E a todos os animais da terra, e a todas as aves do céu, e a tudo o que rasteja sobre a terra e que é animado de vida, eu dou todos os vegetais para alimento”. E assim se fez. 31E Deus viu tudo quanto havia feito, e eis que tudo era muito bom. Houve uma tarde e uma manhã: sexto dia. 2,1E assim foram concluídos o céu e a terra com todo o seu exército. 2No sétimo dia, Deus considerou acabada toda a obra que tinha feito; e no sétimo dia descansou de toda a obra que fizera. 3Deus abençoou o sétimo dia e o santificou, porque nesse dia descansou de toda a obra da criação.

— Palavra do Senhor.
— Graças a Deus.

Ou (escolhe-se uma das leituras)

Primeira Leitura (Cl 3,14-15.17.23-24)

Leitura da Carta de São Paulo aos Colossenses.

14Irmãos, acima de tudo amai-vos uns aos outros, pois o amor é o vínculo da perfeição. 15Que a paz de Cristo reine em vossos corações, à qual fostes chamados como membros de um só corpo. E sede agradecidos. 17Tudo o que fizerdes, em palavras ou obras, seja feito em nome do Senhor Jesus Cristo. Por meio dele dai graças a Deus, o Pai. 23Tudo o que fizerdes, fazei-o de coração, como para o Senhor e não para os homens. 24Pois vós bem sabeis que recebereis do Senhor a herança como recompensa. Servi a Cristo, o Senhor.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 90(89)

          Ó Senhor, fazei dar frutos o labor de nossas mãos!
— Ó Senhor, fazei dar frutos o labor de nossas mãos!

— Já bem antes que as montanhas fossem feitas ou a terra e o mundo se formassem, desde sempre e para sempre vós sois Deus.

— Vós fazeis voltar ao pó todo mortal, quando dizeis: “Voltai ao pó, filhos de Adão!” Pois mil anos para vós são como ontem, qual vigília de uma noite que passou.

— Ensinai-nos a contar os nossos dias, e dai ao nosso coração sabedoria! Senhor, voltai-vos! Até quando tardareis? Tende piedade e compaixão de vossos servos!

— Saciai-nos de manhã com vosso amor, e exultaremos de alegria todo o dia! Manifestai a vossa obra a vossos servos, e a seus filhos revelai a vossa glória!

EVANGELHO: Mt 13,54-58

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 54dirigindo-se para a sua terra, Jesus ensinava na sinagoga, de modo que ficavam admirados. E diziam: “De onde lhe vem essa sabedoria e esses milagres? 55Não é ele o filho do carpinteiro? Sua mãe não se chama Maria, e seus irmãos não são Tiago, José, Simão e Judas? 56E suas irmãs não moram conosco? Então, de onde lhe vem tudo isso?” 57E ficaram escandalizados por causa dele. Jesus, porém, disse: “Um profeta só não é estimado em sua própria pátria e em sua família!” 58E Jesus não fez ali muitos milagres, porque eles não tinham fé

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Hoje veneramos São José Operário, José, o trabalhador manual, o carpinteiro. Em Nazaré, Jesus foi chamado de “o filho do carpinteiro”. Neste dia colocamos sob a proteção de São José todos os trabalhadores manuais assalariados e todo mundo que tem algum trabalho a fazer para ganhar o pão de cada dia. Que não falte trabalho ao nosso povo! A desorganização da vida profissional tem consequências na vida da sociedade. A falta de um trabalho regular e de um pagamento certo desestabiliza a família, que passa a viver na incerteza do amanhã. Que São José nos ajude! E Jesus, de onde lhe vinha sua sabedoria e seus milagres? – perguntaram. Se reconheciam sua sabedoria, Jesus devia ser inteligente não por causa da divindade, mas por sua humanidade. O Concílio de Calcedônia afirmou que, aquele que é um só e mesmo Cristo, devemos reconhecê-lo em duas naturezas, sem confusão e sem separação, isto é, não podemos misturar o que é do homem com o que é de Deus, mas também não podemos tratar as duas naturezas como se fossem duas pessoas. Assim, independentemente de ser Deus, Jesus era reconhecido pelos nazarenos como alguém com muita sabedoria. Os milagres, podemos atribuí-los à divindade.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Hoje é o Dia do Trabalho, e na liturgia fazemos memória de São José Operário. Veremos no Evangelho que o ensinamento de Jesus provoca admiração nas pessoas: “De onde lhe vêm essa sabedoria e esses milagres?”. Porém, a falta de fé e o fechamento do coração impedem-nas de acolher Jesus como o Enviado do Pai.
Que o Espírito Santo abra o nosso coração para acolhermos os ensinamentos de Jesus para o nosso dia. Peçamos: “Senhor Jesus, dá-me um coração simples para compreender a riqueza de ensinamentos escondida em tua Palavra. Envia teu Espírito Santo para que eu não tenha medo de escutá-la e vivê-la conforme a tua vontade. Que a Palavra transforme o meu coração através da fé e confiança que eu deposito em ti. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Por que o ensinamento de Jesus causa admiração nas pessoas? Por que foi difícil acolhê-lo como o Messias? Como Jesus reage diante dos questionamentos da multidão?
“O ensinamento de Jesus na sinagoga de Nazaré está presente, com algumas variantes, nos três evangelhos sinóticos (Mt 13,54-58; Mc 6,1-6; Lc 4,16-24). O evangelista não nos diz acerca do conteúdo do ensinamento de Jesus. O seu interesse é a reação das pessoas e a revelação da identidade de Jesus. O ensinamento de Jesus causa admiração pela sabedoria e pelos milagres que ele realiza (cf. v. 54), ao mesmo tempo que resistência e rejeição (cf. vv. 55.56; cf. vv. 57b-58). Eles mesmos são, em razão da incredulidade, capazes de responder à questão: ‘De onde, então, lhe vem tudo isso?’ (v. 56). A falta de fé não permite ver além do simples olhar; impede de ultrapassar a superfície da própria existência humana. Os concidadãos de Jesus conhecem sua origem modesta e sua parentela (cf. vv. 55-56), mas desconhecem sua verdadeira origem. A incredulidade de muitos nazarenos impediu Jesus de realizar aí muitos milagres. A falta de fé impediu de ver e receber Jesus como dom de Deus” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você hoje? Qual ensinamento a Palavra revela para sua vida? Com quais disposições você acolhe os ensinamentos de Jesus? O que a Palavra lhe ensina neste dia?

Oração (Vida)
Apresente ao Senhor a prece que brotou em seu coração. Apresente ainda as necessidades do povo brasileiro neste Dia do Trabalho. Mantenha em mente os trabalhadores, os desempregados, todos aqueles que lutam por condições dignas de trabalho…
Oração: “Ó Pai, nós vos louvamos porque vos revelastes como trabalhador, criando, conservando a criação e chamando-nos para aperfeiçoá-la. Vosso Filho e nosso Irmão Jesus também trabalhou com suas mãos, sentiu a resistência da matéria, o cansaço do corpo e o suor do rosto. Nós vos agradecemos o trabalho que podemos fazer no campo e na cidade. Por ele, ganhamos o pão para nós e nossas famílias. Olhai, ó Pai, para todos que querem trabalhar e não podem; olhai para os desempregados, os doentes, os idosos e os marginalizados. Nós vos pedimos por todos aqueles que criam possibilidades de trabalho. Não os deixeis cair na tentação do lucro injusto e da exploração. Reforçai a solidariedade entre os trabalhadores e fazei que sejamos solidários com eles. Que nossos instrumentos de luta pela dignidade do trabalho ajudem a construir o bem de todos. Dai-nos compreender que nossos irmãos trabalhadores mais sofridos formam o corpo crucificado do Senhor Jesus, que grita e quer ressuscitar na fraternidade e na liberdade. Nunca nos deixeis esquecer que, pelo trabalho, ajudamos na construção do vosso Reino, que já começa aqui na terra e se completará com a vinda gloriosa do Senhor. Tudo isso vos pedimos, ó Pai, que trabalhais desde toda a eternidade, por vosso Filho e nosso Irmão trabalhador, na força do Espírito Santo. Amém” (CF-91).

Contemplação (Vida e Missão)
Sintetize em poucas palavras o apelo que você sentiu em seu coração, para colocá-lo em prática durante o dia. O que você se propõe a viver?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas