Oração diária E vocês, quem dizem que eu sou?

25ª Semana Comum – Ano Litúrgico C

23 de setembro de 2016

ORAÇÃO DO DIA

Pai, só tu podes revelar-me a identidade de teu Filho Jesus. Que eu a conheça de forma verdadeira para poder conformar com ela a minha vida.

PRIMEIRA LEITURA: Ecl 3,1-11 

Leitura do Livro do Eclesiastes – 1Tudo tem seu tempo. Há um momento oportuno para tudo o que acontece debaixo do céu. 2Tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de colher a planta. 3Tempo de matar e tempo de salvar; tempo de destruir e tempo de construir. 4Tempo de chorar e tempo de rir; tempo de lamentar e tempo de dançar. 5Tempo de atirar pedras e tempo de as amontoar; tempo de abraçar e tempo de separar. 6Tempo de buscar e tempo de perder; tempo de guardar e tempo de esbanjar. 7Tempo de rasgar e tempo de costurar; tempo de calar e tempo de falar. 8Tempo de amar e tempo de odiar; tempo de guerra e tempo de paz.
9Que proveito tira o trabalhador de seu esforço? 10Observei a tarefa que Deus impôs aos homens, para que nela se ocupassem. 11As coisas que ele fez são todas boas no tempo oportuno. Além disso, ele dispôs que fossem permanentes; no entanto o homem jamais chega a conhecer o princípio e o fim da ação que Deus realiza. – Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 143

          — Bendito seja o Senhor, meu rochedo!
— Bendito seja o Senhor, meu rochedo!

— Bendito seja o Senhor, meu rochedo. Ele é meu amor, meu refúgio, libertador, fortaleza e abrigo. É meu escudo: é nele que espero.

— Que é o homem, Senhor, para vós? Por que dele cuidais tanto assim, e no filho do homem pensais? Como o sopro de vento é o homem, os seus dias são sombra que passa.

EVANGELHO:  Lc 9,18-22

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas.
          – Glória a vós, Senhor.

         Aconteceu que Jesus 18estava rezando num lugar retirado, e os discípulos estavam com ele. Então Jesus perguntou-lhes: “Quem diz o povo que eu sou?” 19Eles responderam: “Uns dizem que és João Batista; outros, que és Elias; mas outros acham que és algum dos antigos profetas que ressuscitou”.
20Mas Jesus perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?” Pedro respondeu: “O Cristo de Deus”. 21Mas Jesus proibiu-lhes severamente que contassem isso a alguém.
22E acrescentou: “O Filho do Homem deve sofrer muito, ser rejeitado pelos anciãos, pelos sumos sacerdotes e doutores da Lei, deve ser morto e ressuscitar no terceiro dia”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Como acontece habitualmente, havia comentários a respeito de Jesus. Comentários e opiniões. João Batista ressuscitou, o profeta Elias enfim chegou, é um grande líder, é mais um como tantos outros que se apresentaram e vão se apresentar como o Messias. À pergunta de Jesus: O que é que vocês dizem que eu sou? Pedro responde: O Cristo de Deus, o Messias, o Ungido que todos nós esperamos. Ouvimos sons que formam palavras. Não importa a língua. Pedro falou em aramaico, em hebraico, em grego, em português! Ele falou com sons e o que disse pôde ser ouvido. A palavra exterior põe para fora a palavra interior, da mente ou do coração. Pedro exterioriza uma ideia, aquela que ele tem de Jesus, que é mais ampla do que os sons indicam. O que significa na mente de Pedro “O Cristo de Deus”? O conceito interior talvez não coincida com a realidade, e as palavras não dizem tudo. O conceito interior tem sua origem na realidade que pede tempo para ser compreendida. Jesus terá de aperfeiçoar o que Pedro tinha na mente e no coração, desfazendo ilusões e equívocos. O Cristo de Deus é aquele que sofre muito, é rejeitado pelas autoridades, é morto e ressuscita ao terceiro dia. Não é este o que esperamos!

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2016’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Hoje a Igreja recorda São Pio de Pietrelcina, padre capuchinho que nasceu em Benevento, na Itália, em 25 de maio de 1887, e que se destacou por ser um homem de oração. Peçamos sua intercessão para que o Espírito Santo de Deus nos ensine a rezar e para que estejamos sempre em intimidade com o Senhor, acolhendo a sua misericórdia. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém! “Vinde, Espírito Santo, enchei os corações de vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto bíblico? No Evangelho, Jesus pergunta aos discípulos quem é Ele, e é Pedro quem responde: “O Cristo de Deus”. Faça a leitura do texto quantas vezes julgar necessário e identifique os temas que ele aborda. Observe os personagens e o que eles que estão fazendo. O que Jesus está dizendo e a quem está se dirigindo?

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você? Como podemos perceber no texto, Jesus pergunta quem Ele é depois de ter realizado diversas curas e milagres, em meio à multidão e aos discípulos. Faça a leitura do texto novamente, deixando-se tocar pela Palavra, e responda: quem é Jesus para você? O que o Senhor lhe diz neste momento?

Oração (Vida)
O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? O que você gostaria de dizer para o Senhor? Quais realidades você gostaria de apresentar a Ele? Faça a sua oração aproximando-se de Deus Pai, Filho e Espírito Santo, sem medo, pois Ele o(a) acolhe com amor e ternura.

Contemplação (Vida e Missão)
Qual novo olhar nasceu em você, a partir da Palavra? O que você experimenta neste momento? Qual sentimento o Evangelho suscita em seu coração? Identifique o que se passa em sua mente e em seu coração e o que a Palavra deixou gravado em você hoje, para viver bem seu dia.

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.