Oração diária Ensina-nos a rezar

27ª Semana Comum – Ano Litúrgico C

05 de outubro de 2016

ORAÇÃO DO DIA

Pai, inspira-me a rezar como convém, de forma que a minha oração se expresse em gestos de solidariedade e de reconciliação, sinais inequívocos de minha comunhão contigo

PRIMEIRA LEITURA: Gl 2,1-2.7-14

Leitura da Carta de São Paulo aos Gálatas – Irmãos, 1catorze anos mais tarde, subi, de novo, a Jerusalém, com Barnabé, levando também Tito comigo. 2Fui lá, por causa de uma revelação. Expus-lhe o evangelho que tenho pregado entre os pagãos, o que fiz em particular aos líderes da Igreja, para não acontecer estivesse eu correndo em vão ou tivesse corrido em vão. 7Pelo contrário, viram que a evangelização dos pagãos foi confiada a mim, como a Pedro foi confiada a evangelização dos judeus. 8De fato, aquele que preparou Pedro para o apostolado entre os judeus preparou-me também a mim para o apostolado entre os pagãos. 9Reconhecendo a graça que me foi dada, Tiago, Cefas e João, considerados as colunas da Igreja, deram-nos a mão, a mim e a Barnabé, como sinal de nossa comunhão recíproca. Assim ficou confirmado que nós iríamos aos pagãos e eles iriam aos judeus. 10O que nos recomendaram foi somente que nos lembrássemos dos pobres. E isso procurei fazer sempre, com toda a solicitude. 11Mas, quando Cefas chegou a Antioquia, opus-me a ele abertamente, pois ele merecia censura. 12Com efeito, antes que chegassem alguns da Comunidade de Tiago, ele tomava refeição com os gentios. Mas, depois que eles chegaram, Cefas começou a esquivar-se e a afastar-se, por medo dos circuncidados. 13E os demais judeus acompanharam-no nessa dissimulação, a ponto de até Barnabé se deixar arrastar pela hipocrisia deles. 14Quando vi que não estavam procedendo direito, de acordo com a verdade do Evangelho, disse a Cefas, diante de todos: “Se tu, que és judeu, vives como pagão e não como judeu, como podes obrigar os pagãos a viverem como judeus?” – Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 116

          — Ide por todo o mundo, e a todos pregai o Evangelho!
— Ide por todo o mundo, e pregai o Evangelho!

— Cantai louvores ao Senhor, todas as gentes, povos todos, festejai-o!

— Pois comprovado é seu amor para conosco, para sempre ele é fiel!

EVANGELHO: Lc 11,1-4

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas.
          – Glória a vós, Senhor.

1Um dia, Jesus estava rezando num certo lugar. Quando terminou, um de seus discípulos pediu-lhe: “Senhor, ensina-nos a rezar, como também João ensinou a seus discípulos”. 2Jesus respondeu: “Quando rezardes, dizei: ‘Pai, santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino. 3Dá-nos a cada dia o pão de que precisamos, 4e perdoa-nos os nossos pecados, pois nós também perdoamos a todos os nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação’”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Não sabe o que fazer, reze. Não sabe o que rezar, diga o Pai-Nosso. Lá está o essencial e o que não pode faltar. Jesus rezava. O que dizia na oração? A oração ocupava um tempo de seu dia e da sua noite. Começava e terminava. Uma vez, quando terminou, um dos discípulos lhe pediu: Ensina-nos a rezar como João ensinou a seus discípulos. Não é que não soubessem rezar, pois aprendiam em casa. Queriam um modo de rezar, talvez uma fórmula, orientação sobre o que dizer, algo próprio do grupo. Dirijam-se primeiro ao Pai e marquem bem a expressão. Não estão falando com qualquer um. É com aquele que é Pai. Não lhe deem outro nome. Que seu Nome seja santificado e que seu Reino venha. Isso em relação a ele. Em relação a nós: que ele nos dê o alimento diário, perdoe nossos pecados como perdoamos os outros, não permita cairmos em tentação. Que nossa vida de pessoas que creem não leve os outros a falarem mal de Deus. Que a santidade do Nome de Deus seja respeitada. Que o nosso mundo seja como Deus o projetou, seja o Reino de Deus, no qual Deus tem o seu lugar e tudo mais o seu também. Não nos falte o pão do hoje e do amanhã e não falte o perdão sem o qual é impossível viver. Sejamos sábios diante das belas e atraentes tentações. Há cinco petições no Pai-Nosso de Lucas. Em Mateus há sete. São Benedito, o Negro, rezava e trabalhava com dedicação e alegria.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Celebramos hoje a festa de São Benedito, o Negro, que, em sua vida terrena, destacou-se pela simplicidade e pela humildade e dedicou-se a servir aos pobres. Coloquemo-nos diante de Deus e, pela intercessão de São Benedito, peçamos que o Espírito Santo renove em nós os dons da simplicidade e da humildade. Amém!

Leitura (Verdade)

O que diz o texto bíblico? “Senhor, ensina-nos a orar.” No Evangelho de hoje, os discípulos pedem a Jesus que os ensine a rezar. Leia o texto bíblico observando os verbos utilizados. Como Jesus acolhe o pedido dos discípulos? Como lhes responde?

Meditação (Caminho)

O que o texto lhe diz? O que Jesus diz diretamente a você, por meio do Evangelho? Qual palavra ou expressão ficou mais intensamente marcada em seu coração? Essa é a palavra que Deus direciona a você hoje.

Oração (Vida)

O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? Os discípulos pediram a Jesus que os ensinasse a rezar. E você, o que deseja pedir-lhe? O Senhor está pronto para escutá-lo(a), por isso, não tenha medo de aproximar-se dele e de abrir-lhe seu coração.

Contemplação (Vida e Missão)

Qual novo olhar nasceu em você, a partir da Palavra? A Palavra de Deus, quando nos deixamos tocar por ela, se torna vida em nossa vida. Qual palavra ou expressão o Senhor coloca em seu coração hoje, para que se torne vida em sua vida?

Bênção

– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.