Oração diária Entrai pela porta estreita!

12ª Semana Comum – Ano Litúrgico C

21 de junho de 2016

ORAÇÃO DO DIA

Pai, faze-me capaz de reconhecer quem está predisposto a acolher a tua mensagem, de forma que eu não semeie a tua Palavra no coração de quem lhe é refratário.

PRIMEIRA LEITURA: 2Rs 19,9b-11.14-21.31-35a.36

Leitura do Segundo Livro dos Reis – Naqueles dias, 9bSenaquerib, rei da Assíria, enviou de novo mensageiros a Ezequias para dizer-lhe: 10Não te seduza o teu Deus, em quem confias, pensando: Jerusalém não será entregue nas mãos do rei dos assírios. 11Porque tu mesmo tens ouvido o que os reis da Assíria fizeram a todas as nações e como as devastaram. Só tu te vais salvar?”
14Ezequias tomou a carta da mão dos mensageiros e leu-a. Depois subiu ao templo do Senhor, estendeu a carta diante do Senhor 15e, na presença do Senhor, fez a seguinte oração: “Senhor, Deus de Israel, que estás sentado sobre os querubins! Tu és o único Deus de todos os reinos da terra. Tu fizeste o céu e a terra. 16Inclina o teu ouvido, Senhor, e ouve. Abre, Senhor, os teus olhos e vê. Ouve todas as palavras de Senaquerib, que mandou emissários para insultar o Deus vivo. 17É verdade, Senhor, que os reis da Assíria devastaram as nações e seus territórios; 18lançaram os seus deuses ao fogo, porque não eram deuses, mas obras das mãos dos homens, de madeira e pedra; por isso os puderam destruir. 19Mas agora, Senhor, nosso Deus, livra-nos de suas mãos, para que todos os reinos da terra saibam que só tu, Senhor, és Deus”.
20Então Isaías, filho de Amós, mandou dizer a Ezequias: “Assim fala o Senhor, Deus de Israel: Ouvi a prece que me dirigiste a respeito de Senaquerib, rei da Assíria. 21Eis o que o Senhor disse dele: A virgem filha de Sion despreza-te e zomba de ti. A filha de Jerusalém meneia a cabeça nas tuas costas. 31Pois um resto sairá de Jerusalém, e sobreviventes, do monte Sião. Eis o que fará o zelo do Senhor todo-poderoso.
32Por isso, assim diz o Senhor acerca do rei da Assíria: Ele não entrará nesta cidade, nem lançará nenhuma flecha contra ela, nem a assaltará com escudo, nem a cercará com trincheira alguma. 33Pelo caminho, por onde veio, há de voltar, e não entrará nesta cidade, diz o Senhor. 34Protegerei esta cidade e a salvarei em atenção a mim mesmo e a meu servo Davi”.
35aNaquela mesma noite, saiu o Anjo do Senhor e exterminou no acampamento assírio cento e oitenta e cinco mil homens. 36Senaquerib, rei da Assíria, levantou acampamento e partiu. Voltou para Nínive e aí permaneceu.

SALMO 47

 — O Senhor estabelece sua cidade para sempre.
— O Senhor estabelece sua cidade para sempre.

— Grande é o Senhor e muito digno de louvores na cidade onde ele mora; seu Monte santo, esta colina encantadora, é a alegria do universo.

— Monte Sião, no extremo norte situado, és a mansão do grande Rei! Deus revelou-se em suas fortes cidadelas um refúgio poderoso.

— Recordamos, Senhor Deus, vossa bondade em meio a vosso templo; como vosso nome vai também vosso louvor aos confins de toda a terra

EVANGELHO: Mt 7,6.12-14

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

         Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 6“Não deis aos cães as coisas santas, nem atireis vossas pérolas aos porcos; para que eles não as pisem com o pés e, voltando-se contra vós, vos despedacem. 12Tudo quanto quereis que os outros vos façam, fazei também a eles. Nisto consiste a Lei e os Profetas. 13Entrai pela porta estreita, porque larga é a porta e espaçoso é o caminho que leva à perdição, e muitos são os que entram por ele! 14Como é estreita a porta e apertado o caminho que leva à vida! E são poucos os que o encontram”! –

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

É sábio quem não joga pérolas aos porcos. O porco não vai entender nada e pode se voltar contra você. Uma coisa é lapidar um diamante, outra coisa é lapidar um tijolo. Cada um tem sua razão de ser e sua utilidade e estará bem no seu lugar, mas por que perder tempo tentando lapidar um tijolo? Graças a Deus, gente não é tijolo, e assim como espero que ninguém desista de mim, não quero desistir de ninguém. O resumo das Escrituras Sagradas consiste em fazer ao outro o que quero que se faça a mim, ou, negativamente, não fazer ao outro o que não quero que a mim seja feito. Ponha-se no lugar do outro e tente ver o mundo como ele vê e sentir a vida como ele sente. Quanta canseira no relacionamento com esse outro! É a porta estreita, a porta da paciência que tudo alcança. A liturgia cristã sempre procurou não expor os mistérios sagrados a quem não tem fé e pode não entendê-los, evitando assim situações constrangedoras. Para não misturar pérolas e porcos, a experiência da Igreja traçou um caminho que vai do querigma, que é o primeiro anúncio, à catequese que é a explosão do conhecimento até a mistagogia, que é a celebração dos mistérios aceitos pela fé. A inversão deste caminho gera mal-entendidos e mistura pérolas e porcos.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2016’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Hoje, dia 21 de junho, a Igreja celebra o dia de São Luís Gonzaga. Uma das missões de São Luís era cuidar dos doentes, por isso, peçamos a sua interseção por todos os enfermos. Peçamos também ao Espírito Santo que nos ilumine, para melhor compreendermos o Evangelho que vamos meditar. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!

Leitura (Verdade)
“Tudo, portanto, quanto desejas que os outros vos façam, fazei-o, vós também, a eles” (Mt 7,12). O Evangelho de hoje nos lembra de algo valioso. Coloquemo-nos em silêncio, dispostos a dedicar à Palavra toda nossa atenção, e façamos a leitura orante do texto. Leia o Evangelho refletindo sobre o sentido de cada frase e repita as palavras que mais o(a) tocaram. Em seguida, procure refletir sobre o tema central desse texto.

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você? Este é o momento em que você procura perceber o que o Senhor lhe disse por meio do Evangelho. Deixe-se tocar pela Palavra de Deus e, se necessário, leia o texto novamente.

Oração (Vida)
O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? Aproxime-se do Senhor como um(a) filho(a) que se aproxima de seu pai e sabe que ele o(a) ama e que quer ouvi-lo(a), pois este é o momento de fazer sua oração ao Senhor. Expresse a Ele o seu pedido e suas intenções.

Contemplação (Vida e Missão)
Qual novo olhar nasceu em você a partir da Palavra? Se possível, neste momento, feche os seus olhos e procure perceber o que você está experimentando. Dê nome ao sentimento que o Evangelho despertou em você e procure perceber qual palavra o Senhor suscitou em seu coração, para que você a viva durante este dia.

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.