Oração diária, Este homem acolhe os pecadores e come com eles - Lc 15,1-10

31ª Semana Comum – Ano Litúrgico B

08 de novembro de 2018

ORAÇÃO DO DIA

Pai, quero ser contagiado por teu amor desconcertante que vai em busca do pecador e se alegra ao vê-lo voltar à comunhão.

PRIMEIRA LEITURA:  Fl 3,3-8a

Leitura da Carta de São Paulo aos Filipenses – Irmãos, 3os verdadeiros circuncidados somos nós, que prestamos culto pelo Espírito de Deus, pomos a nossa glória em Cristo Jesus e não pomos confiança na carne. 4Aliás, também eu poderia pôr minha confiança na carne. Pois, se algum outro pensa que pode confiar na carne, eu mais ainda. 5Fui circuncidado no oitavo dia, sou da raça de Israel, da tribo de Benjamim, hebreu filho de hebreus. Em relação à Lei, fariseu, 6pelo zelo, perseguidor da Igreja de Deus; quanto à justiça que vem da Lei, sempre irrepreensível. 7Mas essas coisas, que eram vantagens para mim, considerei-as como perda, por causa de Cristo. 8aNa verdade, considero tudo como perda diante da vantagem suprema que consiste em conhecer a Cristo Jesus, meu Senhor.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 104

— Exulte o coração dos que buscam o Senhor!
— Exulte o coração dos que buscam o Senhor!

— Cantai, entoai salmos para ele, publicai todas as suas maravilhas! Gloriai-vos em seu nome que é santo, exulte o coração que busca a Deus!

— Procurai o Senhor Deus e seu poder, buscai constantemente a sua face! Lembrai as maravilhas que ele fez, seus prodígios e as palavras de seus lábios!
— Descendentes de Abraão, seu servidor, e filhos de Jacó, seu escolhido, ele mesmo, o Senhor, é nosso Deus, vigoram suas leis em toda a terra

EVANGELHO: Lc 15,1-10

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1os publicanos e pecadores aproximaram-se de Jesus para o escutar. 2Os fariseus, porém, e os mestres da Lei criticavam Jesus. “Este homem acolhe os pecadores e faz refeição com eles”.
3Então Jesus contou-lhes esta parábola: 4“Se um de vós tem cem ovelhas e perde uma, não deixa as noventa e nove no deserto, e vai atrás daquela que se perdeu, até encontrá-la? 5Quando a encontra, coloca-a nos ombros com alegria, 6e, chegando a casa, reúne os amigos e vizinhos, e diz: ‘Alegrai-vos comigo! Encontrei a minha ovelha que estava perdida!’ 7Eu vos digo: Assim haverá no céu mais alegria por um só pecador que se converte, do que por noventa e nove justos que não precisam de conversão.
8E se uma mulher tem dez moedas de prata e perde uma, não acende uma lâmpada, varre a casa e a procura cuidadosamente, até encontrá-la? 9Quando a encontra, reúne as amigas e vizinhas, e diz: ‘Alegrai-vos comigo! Encontrei a moeda que tinha perdido!’ 10Por isso, eu vos digo, haverá alegria entre os anjos de Deus por um só pecador que se converte”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Faz parte desta quarta etapa da subida de Jesus a Jerusalém o chamado Evangelho da Misericórdia, formado por três parábolas: a ovelha perdida, a dracma perdida e o filho pródigo. Hoje lemos as duas primeiras, da ovelha e da dracma. “Quanta alegria no céu”, diz Jesus, “quando um pecador se converte”. Entendemos então por que ele vive no meio dos pecadores: porque quer que haja alegria no céu, porque quer que eles se convertam. Jesus, porém, tem o seu jeito de abordar os pecadores, nem sempre do agrado dos religiosos observantes do seu tempo. Ele busca cuidadosamente até encontrar, coloca nos ombros, faz festa. Estas parábolas foram contadas em resposta à murmuração dos fariseus e dos escribas, porque Jesus recebia os pecadores e comia com eles.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
A Palavra de Deus que vamos meditar nos convida a reconhecermos que nosso Deus é compassivo e misericordioso para com seus filhos. É a misericórdia que enche o nosso coração de alegria, consolo e esperança. Peçamos a graça de compreendermos melhor este dom em nossa vida.
Peçamos: “Ó divino Espírito, ensina-me tudo quanto Jesus ensinou. Dá-me inteligência para entender; memória para lembrar; vontade dócil para praticar; coração generoso para corresponder aos teus convites. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Faça uma leitura atenta do Evangelho e destaque o tema central da narrativa. Identifique as duas parábolas contadas por Jesus e o elemento da misericórdia presente em cada uma delas. Retome palavras ou frases que chamaram sua atenção e repita-as em voz alta.
“A murmuração dos escribas e dos fariseus os impede de entrar no mistério de Deus revelado em Jesus. O capítulo quinze do evangelho de Lucas é uma sucessão de três parábolas de misericórdia. As três parábolas constituem a resposta de Jesus à murmuração dos fariseus e dos escribas acerca da refeição que Jesus fazia com os publicanos e pecadores. Ao contrário de Lc 5,29-32, que situa a refeição na casa de Mateus, aqui, em nosso texto, não se diz nada a respeito do local. No Antigo Testamento, Deus é o pastor que procura a ovelha que se perdeu (Ez 34,16). Incansável e pacientemente, ele procura a ovelha que se perdeu. Deus deixa as noventa e nove em segurança e vai atrás da que se perdeu até encontrá-la. As duas parábolas nos ajudam a compreender que Deus não desiste do ser humano. A alegria de Deus está em encontrar quem se perdeu; na conversão do pecador. Se Jesus acolhe os pecadores e come com eles, é porque ele é a ‘imagem do Deus invisível’; seu comportamento está enraizado no modo como Deus age” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você hoje? Qual palavra mais chamou sua atenção? De que forma o Evangelho fortalece sua caminhada de fé? Como você acolhe as palavras e ensinamentos de Jesus em sua vida? Quais gestos Jesus o(a) convida a viver?

Oração (Vida)
Invocações a Jesus Mestre
“Jesus Mestre, santificai meus pensamentos e aumentai minha fé. Jesus Mestre, libertai-me do desânimo e fortificai minha esperança. Jesus, Mestre vivo na Igreja, ajudai-me a viver a solidariedade e o amor. Jesus Mestre, Caminho entre o Pai e nós, tudo vos ofereço e de Vós tudo espero. Jesus, caminho da santidade, tornai-me vosso fiel seguidor. Jesus Caminho, tornai-me perfeito como o Pai que está nos céus. Jesus Vida, vivei em mim, para que eu viva em Vós. Jesus Vida, fazei-me viver eternamente na alegria do vosso amor. Jesus Verdade, que eu seja luz para o mundo. Jesus Caminho, que eu seja vossa testemunha autêntica diante de todos. Jesus Vida, fazei que minha presença comunique vosso amor e vossa alegria. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)
Qual é a aplicação da Palavra em sua vida? O que você se propõe a viver? Como pretende atingir esse propósito?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas