Liturgia diária - Judas Iscariotes entregará Jesus... - Jo 13,21-33.36-38

Semana Santa – Ano Litúrgico C

16 de abril de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Pai, faze-me viver em sintonia com Jesus, de modo que meus preconceitos não venham a influenciar minha adesão a ele.

PRIMEIRA LEITURA: Is 49,1-6

Leitura do Profeta Isaías – 1Nações marinhas, ouvi-me, povos distantes, prestai atenção: o Senhor chamou-me antes de eu nascer, desde o ventre de minha mãe ele tinha na mente o meu nome; 2fez de minha palavra uma espada afiada, protegeu-me à sombra de sua mão e fez de mim uma flecha aguçada, escondida em sua aljava, 3e disse-me: “Tu és o meu Servo, Israel, em quem serei glorificado”.
4E eu disse: “Trabalhei em vão, gastei minhas forças sem fruto, inutilmente; entretanto o Senhor me fará justiça e o meu Deus dará recompensa”. 5E agora me diz o Senhor – ele que me preparou desde o nascimento para ser seu servo – que eu recupere Jacó para ele e faça Israel unir-se a ele; aos olhos do Senhor esta é a minha glória.
6Disse ele: “Não basta seres meu Servo para restaurar as tribos de Jacó e reconduzir os remanescentes de Israel: eu te farei luz das nações, para que minha salvação chegue até aos confins da terra”

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 70(71)

      — Minha boca anunciará vossa justiça.
— Minha boca anunciará vossa justiça.

— Eu procuro meu refúgio em vós, Senhor: que eu não seja envergonhado para sempre! Porque sois justo, defendei-me e libertai-me! Escutai a minha voz, vinde salvar-me!

— Sede uma rocha protetora para mim, um abrigo bem seguro que me salve! Porque sois a minha força e meu amparo, o meu refúgio, proteção e segurança! Li­bertai-me, ó meu Deus, das mãos do ímpio.

— Porque sois, ó Senhor Deus, minha esperança, em vós confio desde a minha juventude! Sois meu apoio desde antes que eu nascesse. Desde o seio maternal, o meu amparo.

— Minha boca anunciará todos os dias vossa justiça e vossas graças incontáveis. Vós me ensinastes desde a minha juventude, e até hoje canto as vossas maravilhas.

EVANGELHO: Jo 13,21-33.36-38

        – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São João.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, estando à mesa com seus discípulos, 21Jesus ficou profundamente comovido e testemunhou: “Em verdade, em verdade vos digo, um de vós me entregará”. 22Desconcertados, os discípulos olhavam uns para os outros, pois não sabiam de quem Jesus estava falando.
23Um deles, a quem Jesus amava, estava recostado ao lado de Jesus. 24Simão Pedro fez-lhe um sinal para que ele procurasse saber de quem Jesus estava falando. 25Então, o discípulo, reclinando-se sobre o peito de Jesus, perguntou-lhe: “Senhor, quem é?”
26Jesus respondeu: “É aquele a quem eu der o pedaço de pão passado no molho”. Então Jesus molhou um pedaço de pão e deu-o a Judas, filho de Simão Isca­riotes. 27Depois do pedaço de pão, Satanás entrou em Judas. Então Jesus lhe disse: “O que tens a fazer, executa-o depressa”.
28Nenhum dos presentes compreendeu por que Jesus lhe disse isso. 29Como Judas guardava a bolsa, alguns pensavam que Jesus lhe queria dizer: ‘Compra o que precisamos para a festa’, ou que desse alguma coisa aos pobres. 30Depois de receber o pedaço de pão, Judas saiu imediatamente. Era noite.
31Depois que Judas saiu, disse Jesus: “Agora foi glorificado o Filho do Homem, e Deus foi glorificado nele. 32Se Deus foi glorificado nele, também Deus o glorificará em si mesmo, e o glorificará logo. 33Filhinhos, por pouco tempo estou ainda convosco. Vós me pro­curareis, e agora vos digo, como eu disse também aos judeus: ‘Para onde eu vou, vós não podeis ir’”.
36Simão Pedro perguntou: “Senhor, para onde vais?” Jesus respondeu-lhe: “Para onde eu vou, tu não me podes seguir agora, mas seguirás mais tarde”. 37Pedro disse: “Senhor, por que não posso seguir-te agora? Eu darei a minha vida por ti!” 38Respondeu Jesus: “Darás a tua vida por mim? Em verdade, em verdade te digo: o galo não cantará antes que me tenhas negado três vezes”

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Chegou a hora da glorificação de Jesus, marcada pelo realismo da decepção humana. Entusiasmo e boa vontade se confrontam com o que em nós é má inclinação e força de morte. Pedro quer dar a vida por Jesus, mas o negará três vezes. Judas vende o Mestre por algumas moedas. Foi ambição ou perdeu o rumo?

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Iniciamos nossa leitura orante recordando as palavras do papa Francisco: “Deus humilha-Se para caminhar com o seu povo, para suportar as suas infidelidades. […] Nesta Semana, a Semana Santa, que nos leva à Páscoa, caminharemos por esta estrada da humilhação de Jesus. E só assim será ‘santa’ também para nós!”
Peçamos que o Espírito Santo nos ilumine para compreendermos este caminho da humilhação vivido pelo Senhor: “Senhor Jesus, dá-me um coração simples para compreender a riqueza de ensinamentos escondida em tua Palavra. Envia teu Espírito Santo para que eu não tenha medo de escutá-la e vivê-la conforme a tua vontade. Que a Palavra transforme o meu coração através da fé e confiança que eu deposito em ti. Amém.”

Leitura (Verdade)
Este é o momento de compreender o texto. O que ele diz? Leia silenciosamente o Evangelho de hoje. Em seguida, leia-o novamente em voz alta, repetindo as palavras que mais chamaram sua atenção. Quais personagens aparecem na narrativa? Onde eles se encontram? O que acontece durante a ceia? Como os discípulos reagem?
“Depois do anúncio da traição de um dos discípulos, Jesus fica profundamente comovido. Conhece muito bem aqueles que escolheu para permanecerem com ele. Grande sofrimento ver-se traído por alguém de dentro do círculo dos discípulos! A traição de Judas é obra de satanás. Não se deve entender, aqui, satanás como um ente pessoal, mas como uma realidade que existe sempre diante da pessoa humana, e que ela pode aceitar ou rejeitar. Toda traição é fruto do mal que, enigmaticamente, habita o coração do ser humano; pode ser movida pela frustração, pela ambição, pelo medo, por um desvio de caráter, entre outros motivos. Não é diferente para Simão Pedro, pois negação é traição; sua reação primária e intempestiva dizendo dar a sua vida por Jesus não se confirmará durante a paixão, pois ele negará Jesus por três vezes. Há para ele, como para todos os discípulos, um longo caminho a ser percorrido para o amadurecimento e a firmeza da fé e para a adesão incondicional à pessoa de Jesus. Será preciso uma verdadeira ‘metanoia’ para que, de fato, eles possam dar a sua vida por Jesus” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você? Que luz nos mostra Jesus com sua pessoa e sua mensagem? O que significa dar a vida por Jesus? Como você entende a traição e a negação presentes no seguimento de Jesus, conforme o relato do Evangelho? Quais sentimentos o texto despertou em você? Jesus também o(a) questiona hoje: “Darás a tua vida por mim”?
“A iminência da morte estava deixando o coração e a alma de Jesus interiormente perturbados. Uma reação profundamente humana. Mesmo assim, Jesus enfrenta sua angústia e continua fiel ao projeto do Pai. Como o cordeiro, ele caminha para o sacrifício com a certeza do cuidado do Pai em sua vida. Judas Iscariotes teve a chance de ser uma testemunha privilegiada do Cristo, mas optou pela ganância e pelo dinheiro sujo. Entregou Jesus por algumas moedas de prata e nunca mais sua alma teve paz. Jesus sabia que sua hora tinha chegado e que sua morte de cruz seria sua glorificação. Para completar, ainda ficou triste com Pedro, que também o negaria por três vezes. E nós, quantas vezes traímos Jesus?” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)
Ofereça ao Senhor os frutos da sua oração, da sua meditação e da contemplação da Palavra. Peça a graça de, nesta Semana Santa, viver com profundidade os mistérios da paixão e morte do Senhor e de renovar a sua fé. Apresente ainda ao Senhor as realidades que o(a) cercam e as pessoas com quem você deseja estar em comunhão nesta oração.

Contemplação (Vida e Missão)
Como você deseja viver concretamente, durante o dia, os apelos que o Senhor lhe revelou?

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas