Oração diária, Eu nem sou digno de desatar a correia de suas sandálias - Mc 1,7-11

Sábado antes da Epifania – Ano Litúrgico B

06 de janeiro de 2018

ORAÇÃO DO DIA

Senhor Jesus, que eu possa acolher-te como filho querido do Pai e, em ti, fazer a experiência de Deus.

PRIMEIRA LEITURA: 1Jo 5,5-13

Leitura da Primeira Carta de São João – Caríssimos, 5quem é o vencedor do mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus? 6Este é o que veio pela água e pelo sangue: Jesus Cristo. (Não veio somente com a água, mas com a água e o sangue). E o Espírito é que dá testemunho, porque o Espírito é a Verdade. 7Assim, são três que dão testemunho: 8o Espírito, a água e o sangue; e os três são unânimes.
9Se aceitamos o testemunho dos homens, o testemunho de Deus é maior. Este é o testemunho de Deus, pois ele deu testemunho a respeito de seu Filho. Aquele que crê no Filho de Deus tem este testemunho dentro de si. 10Aquele que não crê em Deus faz dele um mentiroso, porque não crê no testemunho que Deus deu a respeito de seu Filho. 11E o testemunho é este: Deus nos deu a vida eterna, e esta vida está em seu Filho. 12Quem tem o Filho, tem a vida; quem não tem o Filho não tem a vida. 13Eu vos escrevo estas coisas a vós que acreditastes no nome do Filho de Deus, para que saibais que possuís a vida eterna.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 147

          — Glorifica o Senhor, Jerusalém!
— Glorifica o Senhor, Jerusalém!

— Glorifica o Senhor, Jerusalém! Ó Sião, canta louvores ao teu Deus! Pois reforçou com segurança as tuas portas, e os teus filhos em teu seio abençoou.

— A paz em teus limites garantiu e te dá como alimento a flor do trigo. Ele envia suas ordens para a terra e a palavra que ele diz corre veloz.

— Anuncia a Jacó sua palavra, seus preceitos, suas leis a Israel. Nenhum povo recebeu tanto carinho, a nenhum outro revelou os seus preceitos.

EVANGELHO: Mc 1,7-11

          – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Marcos.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 7João pregava, dizendo: “Depois de mim virá alguém mais forte do que eu. Eu nem sou digno de me abaixar para desamarrar suas sandálias. 8Eu vos batizei com água, mas ele vos batizará com o Espírito Santo”. 9Naqueles dias, Jesus veio de Nazaré da Galileia, e foi batizado por João no rio Jordão. 10E logo, ao sair da água, viu o céu se abrindo, e o Espírito, como pomba, descer sobre ele. 11E do céu veio uma voz: “Tu és o meu Filho amado, em ti ponho meu bem-querer”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

Ou (escolhe-se um dos evangelhos)

Evangelho (Lc 3,23.31-34.36.38)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 23ao iniciar o ministério, Jesus tinha uns trinta anos, filho, segundo se pensava, de José, de Heli, 31de Meleia, de Mena, de Matatá, de Natã, de Davi, 32de Jessé, de Obed, de Booz, de Salá, de Naasson, 33de Aminadab, de Admin, de Arni, de Esron, de Farés, de Judá, 34de Jacó, de Isaac, de Abraão, de Taré, de Nacor, 36de Cainã, de Arfaxad, de Sem, de Noé, de Lamec, 38de Enós, de Set, de Adão, de Deus.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

João estava no deserto batizando aqueles que se arrependiam de seus pecados e queriam começar uma vida nova, não apenas individual, mas também social. João queria que toda a população estivesse preparada para o Dia do Senhor. Ele era um homem austero, que se vestia de pelos de camelo e um cinturão de couro. Alimentava-se de gafanhotos e mel do campo. João anunciava que depois dele viria alguém mais forte do que ele, de quem ele não era digno de desamarrar as sandálias. O batismo de João era feito com água para a remissão dos pecados. O batismo daquele que estava chegando seria feito com o Espírito Santo. Enquanto João pedia ao povo que se arrumasse para estar em ordem para o Dia do Senhor, o batismo com o Espírito Santo transformaria as pessoas em novas criaturas para um mundo novo. Um dia entrou nas águas do rio Jordão, vindo de Nazaré, um homem chamado Jesus. João o batizou e, ao sair das águas, Jesus mesmo viu o céu se abrindo e o Espírito Santo descendo sobre ele. Naquele momento uma voz se fez ouvir. Ela dizia: “Você é meu Filho amado. Eu me sinto bem com você”. A Trindade Santa se manifestou no batismo de Jesus e ele se solidarizou com João e todo o povo que procurava preparar-se para o Dia do Senhor. Lá estava o Senhor com o seu Dia, oferecendo a todos a presença do Espírito, que sopra onde quer.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Iniciemos a nossa oração, pedindo as luzes do Espírito Santo para acolhermos a Palavra de Deus neste dia e deixarmo-nos conduzir pelo Senhor de nossa vida. Rezemos: “Senhor Jesus Cristo, envia sobre nós, como prometeste, teu Espírito Santo. Que ele nos conceda a vida e nos ensine a plenitude da verdade. Que nele encontremos a salvação, felicidade e plenitude de amor. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Quem é João Batista? Qual é o convite central da pregação do Batista? De que modo é possível interpretar as frases: “Depois de mim virá alguém mais forte do que eu. Eu nem sou digno de desamarrar suas sandálias” e “Eu vos batizei com água, mas ele vos batizará com o Espírito Santo”?
“Diante de Jesus, não somos dignos de nada. Mas a sua misericórdia nos alcança e nos toca no mais profundo da nossa existência. João dizia não ser digno de desatar as correias das sandálias de Jesus. É uma lição de humildade e, sobretudo, de saber o seu lugar no projeto de Deus. O anúncio do grande batismo, aquele com o Espírito Santo, é o que irá configurar aqueles e aquelas que se tornarão discípulos do Mestre Jesus. No batismo de Jesus, no rio Jordão, o Espírito confirma sua missão: ‘Tu és o meu Filho amado; em ti está o meu agrado’. E começa aí o ministério de Jesus. Ele assume sua missão e vai convocar seus discípulos para implantar o Reino de Deus” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra 2018”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você? Qual palavra mais encontrou sintonia com sua vida? Qual convite o texto lhe faz hoje? De que forma o testemunho de João Batista o(a) tem ajudado na vivência da sua fé?

Oração (Vida)
“Jesus, divino Mestre, nós vos adoramos, Filho muito amado do Pai, caminho único para chegarmos a Ele. Nós vos louvamos e agradecemos, porque sois o exemplo que devemos seguir. Com simplicidade queremos aprender de vós o modo de ver, julgar e agir. Queremos ser atraídos por vós, para que, caminhando nas vossas pegadas, possamos viver dia a dia a liberdade dos filhos de Deus e buscar em tudo a vontade do Pai. Aumentai nossa esperança, impulsionando plenamente o nosso ser e o nosso agir. Ajudai-nos a retratar em nossa vida a vossa imagem, para que assim vos possamos possuir eternamente no céu. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)
Qual novo olhar nasceu em você a partir da Palavra? Quais apelos ela despertou em seu coração? Que compromisso você deseja concretizar em sua vida?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.