Oração diária, Quem vê o Filho e nele crê tem a vida eterna - Jo 6,35-40

3ª Semana da Páscoa – Ano Litúrgico B

08 de maio de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Pai, transforma-me em discípulo autêntico de teu Filho Jesus, de modo que a tua vontade seja o centro de minha existência, e eu experimente, já na Terra, a vida eterna.

PRIMEIRA LEITURA: At 8,1b-8

Leitura dos Atos dos Apóstolos

1bNaquele dia, começou uma grande perseguição contra a Igreja de Jerusalém. E todos, com exceção dos apóstolos, se dispersaram pelas regiões da Judeia e da Samaria.
2Algumas pessoas piedosas sepultaram Estêvão e observaram grande luto por causa dele. 3Saulo, porém, devastava a Igreja: entrava nas casas e arrastava para fora homens e mulheres, para atirá-los na prisão. 4Entretanto, aqueles que se tinham dispersado iam por toda a parte, pregando a Palavra. 5Filipe desceu a uma cidade da Samaria e anunciou-lhes o Cristo. 6As multidões seguiam com atenção as coisas que Filipe dizia. E todos unânimes o escutavam, pois viam os milagres que ele fazia.
7De muitos possessos saíam os espíritos maus, dando grandes gritos. Numerosos paralíticos e aleijados também foram curados. 8Era grande a alegria naquela cidade.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 66(65)

          —Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira.
— Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira.

— Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira, cantai salmos a seu nome glorioso, dai a Deus a mais sublime louvação! Dizei a Deus: “Como são grandes vossas obras”!

— Toda a terra vos adore com respeito e proclame o louvor de vosso nome!” Vinde ver todas as obras do Senhor: seus prodígios estupendos entre os homens”!

— O mar ele mudou em terra firme, e passaram pelo rio a pé enxuto. Exultemos de alegria no Senhor! Ele domina para sempre com poder!

EVANGELHO: Jo 6,35-40

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São João.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus à multidão: 35“Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim nunca mais terá sede. 36Eu, porém, vos disse que vós me vistes, mas não acreditais. 37Todos os que o Pai me confia virão a mim, e quando vierem, não os afastarei.
38Pois eu desci do céu não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou. 39E esta é a vontade daquele que me enviou: que eu não perca nenhum daqueles que ele me deu, mas os ressuscite no último dia. 40Pois esta é a vontade do meu Pai: que toda pessoa que vê o Filho e nele crê tenha a vida eterna. E eu o ressuscitarei no último dia”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Jesus disse: “Todo aquele que o Pai me dá, virá a mim, e quem vem a mim eu não lançarei fora”. Jesus veio fazer a vontade do Pai. O Pai não quer que Jesus perca nenhum daqueles que ele lhe deu. O Pai quer que Jesus os ressuscite no último dia. Quem vê o Filho e nele crê tem a vida eterna e ressuscitará no último dia. O Pai dá pessoas ao Filho. Essas pessoas, crendo no Filho, ressuscitarão e terão a vida eterna. Estamos ouvindo Jesus falar da obra da graça. Deus age de graça. Ele é livre no que faz e não o faz porque somos merecedores. Tudo é graça. Ele atrai para o Filho quem ele quer. Crer também é um dom, que não depende da nossa boa vontade. São Paulo nos ajuda a traduzir na prática o que estamos lendo em São João. Escrevendo aos coríntios ele disse: “Pela graça de Deus sou o que sou: e sua graça a mim dispensada não foi estéril. Ao contrário, trabalhei mais do que todos eles; não eu, mas a graça de Deus que está comigo”. Santo Inácio de Loyola ensinava que devemos fazer o que temos que fazer como se tudo dependesse de nós, sabendo, em última análise, que tudo depende de Deus. Caminhamos com nosso esforço no caminho traçado por Deus.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Quem de nós já experimentou uma grande fome e foi saciado com um pedaço de pão? Aquele pão nos saciou, nos alegrou, nos devolveu a vida. Essa imagem utilizada por Jesus, muito mais do que uma comparação, é o sentido mais verdadeiro do que Cristo é para todo aquele que nele crê: o verdadeiro alimento. Acolhendo o alimento da Palavra e a vida que o Senhor quer comunicar-nos neste dia, rezemos: “Ó divino Espírito, ensina-me tudo quanto Jesus ensinou. Dá-me inteligência para entender; memória para lembrar; vontade dócil para praticar; coração generoso para corresponder aos teus convites. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Leia-o atentamente e, depois, faça uma nova leitura repetindo as palavras que mais chamaram sua atenção. Quem é Jesus segundo o texto? Quais convicções o Evangelho nos apresenta? Qual é a relação entre o ver e o crer? De que forma Jesus realiza a vontade do Pai? Qual é a vontade do Pai que Jesus veio realizar?
“O longo discurso ao pão da vida é uma catequese sobre a eucaristia. No ser humano, feito à imagem e semelhança de Deus, há uma sede, um anseio de vida e de Deus. Jesus, o Cristo, realiza esse desejo profundo do coração do homem. Pão e água, comer e beber, são essenciais para a nossa existência terrestre. Do mesmo modo, a vida enraizada no Senhor é fundamental para que homem e mulher experimentem plenamente a vida que vem de Deus (ver: Jo 4,1-42). Para chegar à fé em Jesus é preciso outro olhar capaz de ultrapassar o imediatamente oferecido à visão. Por isso Jesus diz: ‘Me vistes, mas não credes’ (v. 36). A razão da vida de Jesus é o Pai que o enviou. A razão de sua descida do céu é fazer a vontade de Deus (cf. v. 38). A vontade de Deus é que todos os que creem em Jesus, Filho de Deus, sejam salvos e não se submetam à morte eterna, mas ressuscitem com ele. O desejo do Pai é que nenhum ser humano se perca. Isso nos faz lembrar o último versículo da perícope de Zaqueu: ‘O Filho do Homem veio buscar e salvar o que estava perdido’ (Lc 19,10)” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
Faça uma nova leitura e, silenciando seu coração, pergunte-se o que o Senhor quer dizer-lhe por meio do texto. Qual é a importância das palavras de Jesus para sua vida? O que significa fazer a vontade de Deus? Em que momentos Jesus é o pão que sustenta e revigora sua vida?
Jesus quer ser pão na vida dos discípulos, a força vivificante na realização da sua missão. Jesus quer ser o pão da vida para cada um de nós, o alimento que nos mantém na esperança, no amor, na vivência do perdão, da solidariedade, da fraternidade… Saibamos acolhê-lo todos os dias e nos alimentemos da vida que Ele nos oferece, sobretudo quando nos faltam a fé e a esperança.

Oração (Vida)
Apresente ainda ao Senhor a oração que brotou em seu coração durante a leitura orante. Reze ainda a oração que Jesus nos ensinou: “Pai nosso que estais nos céus, santificado seja o vosso nome, venha a nós o vosso Reino, seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia nos dai hoje, perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)
Fazer a vontade de Deus é sinal de que você está sendo alimentado(a) pelo Pão da vida que é Jesus. De que forma você deseja colocar em prática os apelos que a Palavra de Deus despertou em seu coração?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.