Oração diária, Felizes os que ouvem a Palavra e a põem em prática - Lc 11,27-28

27ª Semana Comum – Ano Litúrgico B

13 de outubro de 2018

ORAÇÃO DO DIA

Pai, dá-me a graça de compreender sempre mais que a grandeza de Maria consistiu em ser fiel à tua Palavra acolhida e posta em prática com generosidade sem limites

PRIMEIRA LEITURA:  Gl 3,22-29

Leitura da Carta de São Paulo aos Gálatas – Irmãos, 22a Escritura pôs todos e tudo sob o jugo do pecado, a fim de que, pela fé em Jesus Cristo, se cumprisse a promessa em favor dos que creem. 23Antes que se inaugurasse o regime da fé, nós éramos guardados, como prisioneiros, sob o jugo da Lei. Éramos guardados para o regime da fé, que estava para ser revelado. 24Assim, a Lei foi como um pedagogo que nos conduziu até Cristo, para que fôssemos justificados pela fé. 25Mas, uma vez inaugurado o regime pela fé, já não estamos na dependência desse pedagogo. 26Com efeito, vós todos sois filhos de Deus pela fé em Jesus Cristo. 27Vós todos que fostes batizados em Cristo vos revestistes de Cristo. 28O que vale não é mais ser judeu nem grego, nem escravo nem livre, nem homem nem mulher, pois todos vós sois um só, em Jesus Cristo. 29Sendo de Cristo, sois então descendência de Abraão, herdeiros segundo a promessa.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 104

— O Senhor se lembra sempre da Aliança!
— O Senhor se lembra sempre da Aliança!

— Cantai, entoai salmos para ele, publicai todas as suas maravilhas! Gloriai-vos em seu nome que é santo, exulte o coração que busca a Deus!

— Procurai o Senhor Deus e seu poder, buscai constantemente a sua face! Lembrai as maravilhas que ele fez, seus prodígios e as palavras de seus lábios!

— Descendentes de Abraão, seu servidor, e filhos de Jacó, seu escolhido, ele mesmo, o Senhor, é nosso Deus, vigoram suas leis em toda a terra.

EVANGELHO:   Lc 11,27-28

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 27enquanto Jesus falava, uma mulher levantou a voz no meio da multidão e lhe disse: “Feliz o ventre que te trouxe e os seios que te amamentaram”. 28Jesus respondeu: “Muito mais felizes são aqueles que ouvem a palavra de Deus e a põem em prática”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

A segunda etapa da subida a Jerusalém começou com Jesus sendo acolhido na casa de Marta e Maria. Maria se sentou aos pés de Jesus e escutava a sua palavra. Jesus disse que ela escolheu a melhor parte. Hoje, uma mulher elogiou a Mãe de Jesus. “Feliz o ventre que te trouxe e os seios que te amamentaram.” “Feliz a tua mãe pelo filho que ela teve!” E Jesus respondeu que feliz mesmo é quem ouve a Palavra de Deus e a põe em prática. Ouvir a Palavra de Deus, ler a Palavra de Deus, meditá-la, rezar com ela, tudo isso faz parte da vida do discípulo de Jesus. Não basta, porém, ouvir. É preciso praticar. É bom ser Marta, Maria.
O Apóstolo São Tiago, escrevendo aos cristãos, dizia: “Seja cada um de vocês pronto para ouvir, mas lento para falar e para se irar. Recebam com docilidade a Palavra que foi plantada no coração de vocês. Tornem-se praticantes da Palavra e não simples ouvintes. Não enganem a si mesmos. Quem ouve e não pratica é como quem olha no espelho e logo se esquece de como é. Quem não é ouvinte esquecido, mas pratica o que a Lei perfeita da liberdade ensina, esse é feliz naquilo que faz”. A Mãe de Jesus era feliz por ter dado à luz esse Filho, e era feliz por ouvir e praticar a Palavra de Deus. Dizia ela que todas as gerações a chamariam de feliz ou bem-aventurada, porque, afinal, foi da sua carne que a Palavra se fez carne e habitou entre nós. Ajude-nos, Santa Maria, a ouvir e praticar o que seu Filho nos ensina, para depois transmitir com alegria o que ouvimos e praticamos.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Neste sábado em que a liturgia faz memória de Nossa Senhora, o Evangelho nos apresenta a Mãe de Jesus como modelo de mulher que escutou a Palavra de Deus e a colocou em prática.
Peçamos que o mesmo Espírito que gerou Jesus no seio de Maria nos configure cada dia ao Cristo pela escuta e meditação da Palavra: “Senhor Jesus, dá-me um coração simples para compreender a riqueza de ensinamentos escondida em tua Palavra. Envia teu Espírito Santo para que eu não tenha medo de escutá-la e vivê-la conforme a tua vontade. Que a Palavra transforme o meu coração através da fé e confiança que eu deposito em ti. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto bíblico? Quais são as palavras ou gestos de Jesus? Qual tema perpassa a discussão dos personagens? Procure identificar o contexto do relato: lugares, pessoas, expressões…
“A exclamação reverencial da mulher anônima é resultado da resposta de Jesus à acusação de alguns de que ele expulsava os demônios por Beelzebu. Alguns dos que o acusavam pediam uma prova através de um sinal vindo do céu. Ora, todo sinal precisa ser compreendido e discernido. Mas Jesus conhecia a mentalidade deles e suas verdadeiras intenções. Através de uma parábola tipicamente judaica, Jesus exorta, em primeiro lugar, os seus discípulos a não se iludirem cedendo às falsas seguranças, pois o mal está sempre à espreita. Por isso, a necessidade de o discípulo permanecer unido ao seu Senhor. A exclamação da mulher talvez represente a admiração das multidões. Jesus não recusa a bem-aventurança pronunciada pela mulher, mas acrescenta que a verdadeira bem-aventurança é o discípulo que ouve a Palavra de Deus e a pratica (cf. 6,46-49; 8,19-21). A mãe de Jesus entra nessa bem-aventurança, pois ela é a mulher que escutou a Palavra de Deus e a praticou (Lc 1,38.45; 2,19.51). Nisso ela se tornou ícone da Igreja e modelo de discípulo” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
“A Mãe de Jesus nos ensina a ser verdadeiros discípulos de Cristo, isto é, construtores da cidade terrena e temporal, e, ao mesmo tempo, peregrinos em direção à Jerusalém eterna; nos ensina a ser promotores da justiça, que liberta o oprimido, e da caridade, que socorre o necessitado; a ser operários do amor, edificando Cristo nos corações. A Igreja apresenta Maria como exemplo de vida […] ‘porque, nas condições concretas da sua vida, aderiu total e responsavelmente à vontade de Deus; porque soube acolher sua palavra e pô-la em prática; porque sua ação foi animada pela caridade e pelo espírito de serviço; e porque, em suma, foi a primeira e mais perfeita discípula de Cristo’. Procurando imitá-la, acabaremos adquirindo o jeito de Maria, isto é, teremos como ideal fazer a vontade de Deus, sempre” (Reflexão do livro “Um mês com Maria”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)
“Mãe de Jesus e minha Mãe! Estende tua ajuda para nossas famílias, para cada família. Apressa-te em levar para elas a mensagem de salvação de teu Filho. Que cada lar seja um ambiente de amor. Nenhuma força humana seja capaz de destruir o bem e a beleza que só a família pode fazer nascer nos corações das novas gerações. Que a bondade triunfe sobre a fraqueza humana e o nome de Deus seja invocado em todos os lares. Intercede por aquelas famílias em que não há lugar para teu Filho e, por isso, falta o amor, inexiste o diálogo e não se conhece o perdão. Intercede também, e particularmente, pelas que sofrem com a fome, o desemprego e a doença. Amém” (Trecho do livro “Um mês com Maria”, da Paulinas Editora).

Contemplação (Vida e Missão)
Com a Palavra de Deus na mente e no coração, qual atitude você se propõe viver hoje?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas