Oração diária, Felizes os servos que o Senhor encontrar acordados... - Lc 12,35-38

29ª Semana Comum – Ano Litúrgico B

23 de outubro de 2018

ORAÇÃO DO DIA

Pai, somente em ti quero centrar as minhas opções mais profundas, para não permitir que o egoísmo tome conta do meu coração e me afaste de ti.

PRIMEIRA LEITURA: Ef 2,12-22

Leitura da Carta de São Paulo aos Efésios – Irmãos, 12naquele tempo, éreis sem Messias, privados de cidadania em Israel, estranhos às alianças da promessa, sem esperança e sem Deus no mundo. 13Mas, agora, em Jesus Cristo, vós que outrora estáveis longe, vos tornastes próximos, pelo sangue de Cristo. 14Ele, de fato é a nossa paz: do que era dividido, ele fez uma unidade. Em sua carne ele destruiu o muro da separação: a inimizade. 15Ele aboliu a Lei com seus mandamentos e decretos. Ele quis, assim, a partir do judeu e do pagão, criar em si um só homem novo, estabelecendo a paz. 16Quis reconciliá-los com Deus, ambos em um só corpo, por meio da cruz; assim ele destruiu em si mesmo a inimizade. 17Ele veio anunciar a paz a vós que estáveis longe, e a paz aos que estavam próximos. 18É graças a ele que uns e outros, em um só Espírito, temos acesso junto ao Pai. 19Assim, já não sois mais estrangeiros nem migrantes, mas concidadãos dos santos. Sois da família de Deus. 20Vós fostes integrados no edifício que tem como fundamento os apóstolos e os profetas, e o próprio Jesus Cristo como pedra principal. 21É nele que toda a construção se ajusta e se eleva para formar um templo santo no Senhor. 22E vós também sois integrados nesta construção, para vos tornardes morada de Deus pelo Espírito

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 84

— O Senhor anunciará a paz para o seu povo.
— O Senhor anunciará a paz para o seu povo.

— Quero ouvir o que o Senhor irá falar: é a paz que ele vai anunciar; Está perto a salvação dos que o temem, e a glória habitará em nossa terra.

— A verdade e o amor se encontrarão, a justiça e a paz se abraçarão; da terra brotará a fidelidade, e a justiça olhará dos altos céus.

— O Senhor nos dará tudo o que é bom, e a nossa terra nos dará suas colheitas; a justiça andará na sua frente e a salvação há de seguir os passos seus.

EVANGELHO:  Lc 12,35-38

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 35Que vossos rins estejam cingidos e as lâmpadas acesas. 36Sede como homens que estão esperando seu senhor voltar de uma festa de casamento, para lhe abrirem, imediatamente, a porta, logo que ele chegar e bater. 37Felizes os empregados que o senhor encontrar acordados quando chegar. Em verdade, eu vos digo: Ele mesmo vai cingir-se, fazê-los sentar-se à mesa e, passando, os servirá. 38E caso ele chegue à meia-noite ou às três da madrugada, felizes serão, se assim os encontrar! –

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Depois de alguns versículos nos quais São Lucas continua insistindo sobre os bens deste mundo, que devem ser vendidos e dados em esmola, porque onde está o nosso tesouro aí está o nosso coração, Jesus dá início a uma parábola preparatória do fim dos tempos. Ficar de prontidão, cinto amarrado, lâmpadas acesas, esperar o Senhor que vem, abrir-lhe a porta. Chegue a hora que chegar, se encontrar os servos atentos, ele os convidará à mesa e os servirá. Pensando na nossa morte, pensando no fim do mundo, se o Senhor nos encontrar preparados, ele mesmo vai nos servir no banquete da eternidade. É uma figura de linguagem, mas a expressão é forte. Nós sentados e Deus nos servindo. Na tradição da Igreja, na vida dos santos e das pessoas praticantes sempre se disse que Deus deve nos encontrar fazendo o bem, e não o mal. E, ao mesmo tempo, que devemos receber os sacramentos da nossa fé: o Viático, que assim se chama por ser o alimento da viagem para a eternidade, é a santa Comunhão; e a Unção dos enfermos, se possível com a confissão. Não se deixa um irmão ou uma irmã partir sem os sacramentos. O sacramento é sinal do amor de Deus presente na nossa vida, desde o nascimento até a hora da partida. A Unção e a Comunhão podem ser recebidas na paróquia, em casa, no hospital.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
O Evangelho de hoje é um apelo à vigilância e à disponibilidade e nos convida a estarmos preparados, com “o cinto amarrado e as lâmpadas acesas”, enquanto aguardamos a vinda do Senhor. Com essas disposições, acolhamos a Palavra que vai nos acompanhar ao longo do dia.
Silenciando seu coração, repita algumas vezes a oração: “Jesus Mestre, iluminai minha mente, movei meu coração, para que esta meditação produza em mim frutos de vida. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Quais palavras mais chamaram sua atenção durante a leitura? Quais são as orientações de Jesus? Quais imagens são utilizadas? Qual é a temática central da narrativa?
“O texto do evangelho apresentado é um apelo à vigilância e à disponibilidade. Tendo presente o ‘atraso da parusia’, tema próprio a Lucas, é preciso não se deixar levar pela passividade ou pelo laxismo. É preciso empenho em realizar e manter viva a missão recebida do Senhor. ‘Cingir-se’ significa estar disponível, pronto para ir aonde quer que o Senhor nos envie. No livro do Êxodo, o ato de cingir-se está ligado à Páscoa (Ex 12,11). Corrobora com a alusão à Páscoa a exigência de manter as lâmpadas acesas, o que permite compreender que a cena acontece à noite. Efetivamente, a vida dos cristãos deve ser reflexo da Páscoa de Jesus Cristo. A disponibilidade e a vigilância, mantidas à luz da Palavra de Deus, são exigências ao discípulo. Em outros termos, o testemunho é o modo próprio de se preparar para a vinda do Senhor, que continuamente vem ao encontro do seu povo. Digno de ser observado é o fato de que o patrão, ao voltar, age como um servo” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você hoje? Leia o Evangelho novamente e procure identificar a mensagem que Jesus lhe comunica. O que significa, para você, viver a vigilância e a disponibilidade? Você está disponível ao convite que o Senhor lhe faz em sua Palavra e procura concretizar em sua vida os seus ensinamentos?

Oração (Vida)
“Ó Espírito Santo! Dai-me um coração grande, aberto à vossa silenciosa e forte palavra inspiradora, fechado a todas as ambições mesquinhas, alheio a qualquer desprezível competição humana, compenetrado do sentido da Santa Igreja! Um coração grande, desejoso de se tornar semelhante ao Coração do Senhor Jesus. Um coração grande e forte, para amar a todos, para servir a todos, para sofrer por todos. Um coração grande e forte, para superar todas as provações, todo tédio, todo cansaço, toda ofensa, toda desilusão. Um coração grande e forte e constante até o sacrifício, quando for necessário. Um coração cuja felicidade é palpitar com o coração de Cristo e cumprir humilde e fielmente a vontade do Pai. Amém” (Papa Paulo VI).

Contemplação (Vida e Missão)
Com a Palavra de Deus na mente e no coração, qual atitude você se propõe a viver hoje?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas