Oração diária, Finados... - Jo 19,17-18.25-39

Finados – Ano Litúrgico B

02 de novembro de 2018

ORAÇÃO DO DIA

Pai, faze que eu entenda cada vez mais o sentido da Eucaristia, sacramento de comunhão transformadora com o teu Filho Jesus. Que ela seja, para mim, fonte de vida eterna.

Primeira leitura: Jó 19,1.23-27a

PRIMEIRA LEITURA: Jó 19,1.23-27a

Leitura do Livro de Jó – 1Jó tomou a palavra e disse:
23”Gostaria que minhas palavras fossem escritas e gravadas numa inscrição 24com ponteiro de ferro e com chumbo, cravadas na rocha para sempre! 25Eu sei que o meu redentor está vivo e que, por último, se levantará sobre o pó; 26e depois que tiverem destruído esta minha pele, na minha carne, verei a Deus. 27aEu mesmo o verei, meus olhos o contemplarão, e não os olhos de outros”.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 26

— O Senhor é minha luz e salvação.
— O Senhor é minha luz e salvação.

— O Senhor é minha luz e salvação;/ de quem eu terei medo?/ O Senhor é a proteção da minha vida;/ perante quem eu tremerei?

— Ao Senhor eu peço apenas uma coisa,/ e é só isto que eu desejo:/ habitar no santuário do Senhor/ por toda a minha vida;/ saborear a suavidade do Senhor/ e contemplá-lo no seu templo.

— Ó Senhor, ouvi a voz do meu apelo,/ atendei por compaixão!/ É vossa face que eu procuro./ Não afasteis em vossa ira o vosso servo,/ sois vós o meu auxílio!

— Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver/ na terra dos viventes./ Espera no Senhor e tem coragem,/ espera no Senhor!

SEGUNDA LEITURA: Fl 3,20-21

Leitura da Carta de São Paulo aos Filipenses – Irmãos: 20Nós somos cidadãos do céu. De lá aguardamos o nosso Salvador, o Senhor Jesus Cristo. 21Ele transformará o nosso corpo humilhado e o tornará semelhante ao seu corpo glorioso, com o poder que tem de sujeitar a si todas a coisas.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

EVANGELHO: Jo 11,17-27

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São João.
          – Glória a vós, Senhor.

17Quando Jesus chegou a Betânia, encontrou Lázaro sepultado havia quatro dias. 18Betânia ficava a uns três quilômetros de Jerusalém. 19Muitos judeus tinham vindo à casa de Marta e Maria para as consolar por causa do irmão. 20Quando Marta soube que Jesus tinha chegado, foi ao encontro dele. Maria ficou sentada em casa.
21Então Marta disse a Jesus: “Senhor, se tivesses estado aqui, meu irmão não teria morrido. 22Mas mesmo assim, eu sei que o que pedires a Deus, ele te concederá”.
23Respondeu-lhe Jesus: “Teu irmão ressuscitará”.
24Disse Marta: “Eu sei que ele ressuscitará na ressurreição, no último dia”.
25Então Jesus disse: “Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, mesmo que morra, viverá. 26E todo aquele que vive e crê em mim não morrerá jamais. Crês isto?”
27Respondeu ela: “Sim, Senhor, eu creio firmemente que tu és o Messias, o Filho de Deus, que devia vir ao mundo”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Jesus morreu como todos nós morremos. E tinha de morrer por força da sua encarnação. O ser humano tem um tempo de vida neste mundo. Nasce, cresce, envelhece e morre. Jesus não poderia ficar aqui, de forma visível, para sempre. Não teve tempo de envelhecer por ter morrido na cruz como um condenado. Vendo Cristo morrer e ressuscitar, nossa posição diante da morte é muito tranquila. Adormecemos e despertamos do outro lado, na casa do Pai. No entanto, a ausência de alguém que estava conosco, o estado inerte de um corpo sem movimento, o profundo silêncio do sono da morte não deixam de ser uma grande interrogação. Por quê? E agora, o que está acontecendo?

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Comemoração dos Fiéis Defuntos. Lembramos hoje nossos falecidos e nosso peregrinar por este mundo a caminho da vida eterna. Que neste dia a Palavra de Deus nos console e renove em nós a certeza de que fomos criados para a eternidade.
Oração: “Senhor Jesus Cristo, envia sobre nós, como prometeste, teu Espírito Santo. Que Ele nos conceda a vida e nos ensine a plenitude da verdade. Que nele encontremos salvação, felicidade e plenitude de amor. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? A quem Jesus está instruindo? Quais são as suas exortações? Qual é o caminho apontado por Jesus?
“‘Nele brilhou para nós a esperança da feliz ressurreição. E, aos que a certeza da morte entristece, a promessa da imortalidade consola. Senhor, para os que creem em vós, a vida não é tirada, mas transformada. E, desfeito o nosso corpo mortal, nos é dado, nos céus, um corpo imperecível’ (Prefácio dos Mortos I). Neste Dia de Finados, celebramos a fé na ressurreição e a certeza da vida eterna. Aniquilando a morte, Jesus nos abre a porta dos céus. Ó Deus, glória dos fiéis e vida dos justos, que nos remistes pela morte e ressurreição do vosso Filho, concedei aos nossos irmãos e irmãs que, tendo professado o mistério da nossa ressurreição, mereçam alegrar-se na eterna felicidade! Amém!” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
“Hoje é um dia de reverência aos nossos fiéis defuntos. Um misto de tristeza e esperança inunda o coração de muitas pessoas, o que é natural. Mas precisamos reafirmar a fé na ressurreição dos mortos. Jesus Ressuscitado é a razão da nossa fé e da nossa esperança. O nosso Redentor vive! O Cristo glorioso quer consigo todos os que o Pai lhe confiou. Essa é a nossa esperança: estar na glória com Jesus. A morte é a marca da finitude que todo ser criado leva. Mas nossa fé cristã nos revela que não é sua condição definitiva. Peçamos por todos que já morreram, para que contemplem a luz de Cristo. Dai-lhes, Senhor, o repouso eterno, e brilhe para eles a vossa luz!” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)
“Senhor Jesus, concede-me crer firmemente no amor que Tu me revelaste e que doaste no teu Evangelho. Faze que eu ouça cada dia a tua voz que me chama a seguir-te para sentir sempre em mim os benefícios da tua redenção. Amém” (São João Paulo II).

Contemplação (Vida e Missão)
Como você deseja viver concretamente, durante o dia, os apelos que o Senhor lhe revelou?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas