Oração diária, A hospitalidade na casa de Marta e Maria - Lc 10,38-42

27ª Semana Comum – Ano Litúrgico B

09 de outubro de 2018

ORAÇÃO DO DIA

Pai, que o meu agir não seja movido por um ativismo insensível à palavra de Jesus. Antes, seja toda a minha ação decorrência da escuta atenta desta palavra.

PRIMEIRA LEITURA: Gl 1,13-24

Leitura da Carta de São Paulo aos Gálatas – Irmãos, 13certamente ouvistes falar como foi outrora a minha conduta no judaísmo, com que excessos perseguia e devastava a Igreja de Deus 14e como progredia no judaísmo mais do que muitos judeus de minha idade, mostrando-me extremamente zeloso das tradições paternas. 15Quando, porém, aquele que me separou desde o ventre materno e me chamou por sua graça 16se dignou revelar-me o seu Filho, para que eu o pregasse entre os pagãos, não consultei carne nem sangue 17nem subi, logo, a Jerusalém para estar com os que eram apóstolos antes de mim. Pelo contrário, parti para a Arábia e, depois, voltei ainda a Damasco. 18Três anos mais tarde, fui a Jerusalém para conhecer Cefas e fiquei com ele quinze dias. 19E não estive com nenhum outro apóstolo, a não ser Tiago, o irmão do Senhor. 20Escrevendo estas coisas, afirmo diante de Deus que não estou mentindo. 21Depois, fui para as regiões da Síria e da Cilícia. 22Ainda não era pessoalmente conhecido das Igrejas da Judeia que estão em Cristo. 23Apenas tinham ouvido dizer que “aquele que, antes, nos perseguia, está agora pregando a fé que, antes, procurava destruir”. 24E glorificavam a Deus por minha causa.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 139(138) 

— Conduzi-me no caminho para a vida, ó Senhor!
— Conduzi-me no caminho para a vida, ó Senhor!

— Senhor, vós me sondais e conheceis, sabeis quando me sento ou me levanto; de longe penetrais meus pensamentos, percebeis quando me deito e quando eu ando, os meus caminhos vos são todos conhecidos.

— Fostes vós que me formastes as entranhas, e no seio de minha mãe vós me tecestes. Eu vos louvo e vos dou graças, ó Senhor, porque de modo admirável me formastes! Que prodígio e maravilha as vossas obras!

— Até o mais íntimo, Senhor me conheceis; nenhuma sequer de minhas fibras ignoráveis; quando eu era modelado ocultamente, era formado nas entranhas subterrâneas.

EVANGELHO:  Lc 10,38-42

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 38Jesus entrou num povoado, e certa mulher, de nome Marta, recebeu-o em sua casa. 39Sua irmã, chamada Maria, sentou-se aos pés do Senhor, e escutava a sua palavra. 40Marta, porém, estava ocupada com muitos afazeres. Ela aproximou-se e disse: “Senhor, não te importas que minha irmã me deixe sozinha, com todo o serviço? Manda que ela me venha ajudar!” 41O Senhor, porém, lhe respondeu: “Marta, Marta! Tu te preocupas e andas agitada por muitas coisas. 42Porém, uma só coisa é necessária. Maria escolheu a melhor parte e esta não lhe será tirada”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

A segunda etapa da subida a Jerusalém é longa. Lucas organiza os acontecimentos como lhe parece melhor, sem se preocupar com a geografia do percurso. Hoje Jesus está perto de Jerusalém, na casa de Marta e Maria, que moravam em Betânia. Lucas não define o lugar e não apresenta as duas irmãs como já conhecidas de Jesus. Começa a etapa dizendo: “Estando em viagem, entrou num povoado, e uma mulher, de nome Marta, o recebeu em sua casa”. O que está acontecendo é o que importa para a formação dos discípulos. Primeiro a acolhida. Jesus é muito bem acolhido. Depois, a atenção de Maria que faz companhia ao hóspede. Ao mesmo tempo, a atenção de Marta que prepara alguma coisa para comer. No fim, Jesus valoriza mais a atitude de Maria que, sentada, o escutava; e menos a de Marta que, de pé, cozinhava. Os discípulos estão aprendendo que, entre ouvir a Palavra de Deus e comer uma refeição, é melhor ouvir a Palavra. Uma questão de valores! A cena é enfeitada por um elemento muito humano: a reação de Marta. Marta se queixa por que Maria não a ajudava ou por algum ciúme? É comum as pessoas se queixarem com os serviços miúdos de tipo doméstico. Por que devo fazer eu, e não o outro ou a outra?

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
O Evangelho de hoje nos fala da acolhida que Jesus recebe na casa de Marta e Maria. As duas mulheres recebem o Senhor de formas distintas: uma preocupa-se em lhe dar a melhor acolhida encaminhando os afazeres da casa; a outra dá prioridade para ouvir a sua Palavra. Possamos ao longo do dia receber o Senhor e acolher os seus ensinamentos no mais profundo do nosso ser.

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Quem são os personagens da narrativa? Como é a acolhida que Marta e Maria oferecem a Jesus? Por que Jesus chama a atenção de Marta? Qual é o convite que o Senhor nos faz por meio do texto?
“Não há no evangelho de hoje oposição entre ação e contemplação. Neste caso, Jesus daria prioridade à contemplação sobre a ação. Aqui, a questão é bem outra: trata-se de receber Jesus, e de recebê-lo de verdade na casa e no mais profundo de si mesmo. Foi Marta quem o recebeu. Daí ser não só precipitado, mas também má leitura do texto, desqualificar Marta. Jesus aceita o convite de Marta. A fé em Jesus é hospitalidade – trata-se de recebê-lo em si, em sua intimidade pessoal e familiar. E recebê-lo bem! Receber bem é deixar o outro falar e se dispor a ouvi-lo. Frequentemente, há muito barulho a nossa volta, muito barulho em nós. Escutar alguém exige atenção. Escutar distraidamente, continuando a fazer as tarefas, é um modo de dizer àquele que fala que o que ele diz não tem nada de decisivo. Nosso relato tem valor simbólico e responde a uma questão fundamental para o cristão: o que é ser, realmente, discípulo de Jesus? A lição deste episódio é que não opõe duas opções, afirmando uma prioridade: escutar, receber uma palavra que se instala em nós como um hóspede se instala em nossa casa. Nosso texto é um apelo a dar prioridade à escuta da palavra do Senhor” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você hoje? Como você acolhe os ensinamentos de Jesus em sua vida? Seus ensinamentos encontram sintonia com a realidade que você vive hoje? A Palavra de Deus, rezada e meditada, renova em você a fé, a esperança, a confiança no Senhor?

Oração (Vida)
“Senhor Jesus, Tu és o Caminho. Em meio a sombras e luzes, alegrias e esperanças, tristezas e angústias, Tu nos levas ao Pai. Não nos deixes caminhar sozinhos. Fica conosco, Senhor! Tu és a Verdade. Desperta nossas mentes e faze arder nossos corações sedentos de justiça e santidade. Ajuda-nos a sentir a beleza de crer em ti. Fica conosco, Senhor! Tu és a Vida. Abre nossos olhos para te reconhecermos no ‘partir o Pão’, sublime sacramento da Eucaristia. Alimenta-nos com o Pão da Unidade. Sustenta-nos em nossos sofrimentos, faze-nos solidários com os pobres, os oprimidos e excluídos. Fica conosco, Senhor! Jesus Cristo, Caminho, Verdade e Vida, no vigor do Espírito Santo, faze-nos teus discípulos missionários. Com a humilde serva do Senhor, nossa Mãe Aparecida, queremos ser alegres no caminho para a Terra Prometida. Corajosas testemunhas da verdade libertadora. Promotores da vida em plenitude. Fica conosco, Senhor! Amém” (Oração composta pela Arquidiocese de Brasília).

Contemplação (Vida e Missão)
Com a Palavra de Deus na mente e no coração, qual atitude você se propõe viver hoje?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas