Oração diária, Jesus veio ao encontro dos discípulos - Mt 28,8-15

Oitava da Páscoa – Ano Litúrgico C

22 de abril de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Pai, faze-me compreender que a ressurreição de Jesus é obra do teu amor por ele e por toda a humanidade.

PRIMEIRA LEITURA: At 2,14.22-33

Leitura dos Atos dos Apóstolos

No dia de Pentecostes, 14Pedro de pé, junto com os onze apóstolos, levantou a voz e falou à multidão: 22”Homens de Israel, escutai estas palavras: Jesus de Nazaré foi um homem aprovado por Deus, junto de vós, pelos milagres, prodígios e sinais que Deus realizou, por meio dele, entre vós. Tudo isto vós bem o sabeis. 23Deus, em seu desígnio e previsão, determinou que Jesus fosse entregue pelas mãos dos ímpios, e vós o matastes, pregando-o numa cruz. 24Mas Deus ressuscitou a Jesus, libertando-o das angústias da morte, porque não era possível que ela o dominasse.
25Pois Davi dele diz: ‘Eu via sempre o Senhor diante de mim, pois está à minha direita para eu não vacilar. 26Alegrou-se por isso meu coração e exultou minha língua e até minha carne repousará na esperança. 27Porque não deixarás minha alma na região dos mortos nem permitirás que teu Santo experimente corrupção. 28Deste-me a conhecer os caminhos da vida e a tua presença me encherá de alegria’.
29Irmãos, seja-me permitido dizer com franqueza que o patriarca Davi morreu e foi sepultado e seu sepulcro está entre nós até hoje. 30Mas, sendo profeta, sabia que Deus lhe jurara solenemente que um de seus descendentes ocuparia o trono. 31É, portanto, a ressurreição de Cristo que previu e anunciou com as palavras: ‘Ele não foi abandonado na região dos mortos e sua carne não conheceu a corrupção’. 32Com efeito, Deus ressuscitou este mesmo Jesus e disto todos nós somos testemunhas”.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 15(16)

       — Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio!
— Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio!

— Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio! Digo ao Senhor: “Somente vós sois meu Senhor; Ó Senhor, sois minha herança e minha taça, meu destino está seguro em vossas mãos!

— Eu bendigo o Senhor, que me aconselha, e até de noite me adverte o coração. Tenho sempre o Senhor ante meus olhos, pois se o tenho a meu lado não vacilo.

— Eis por que meu coração está em festa, minha alma rejubila de alegria, e até meu corpo no repouso está tranqüilo; pois não haveis de me deixar entregue à morte, nem vosso amigo conhecer a corrupção.

— Vós me ensinais vosso caminho para a vida; junto a vós, felicidade sem limites, delícia eterna e alegria ao vosso lado!

EVANGELHO: Mt 28,8-15

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 8as mulheres partiram depressa do sepulcro. Estavam com medo, mas correram com grande alegria, para dar a notícia aos discípulos. 9De repente, Jesus foi ao encontro delas, e disse: “Alegrai-vos!” As mulheres aproximaram-se, e prostraram-se diante de Jesus, abraçando seus pés.
10Então Jesus disse a elas: “Não tenhais medo. Ide anunciar a meus irmãos que se dirijam para a Galiléia. Lá eles me verão”. 11Quando as mulheres partiram, alguns guardas do túmulo foram à cidade, e comunicaram aos sumos sacerdotes tudo o que havia acontecido. 12Os sumos sacerdotes reuniram-se com os anciãos, e deram uma grande soma de dinheiro aos soldados, 13dizendo-lhes: “Dizei que os discípulos dele foram durante a noite e roubaram o corpo, enquanto vós dormíeis. 14Se o governador ficar sabendo disso, nós o convenceremos. Não vos preocupeis”.
15Os soldados pegaram o dinheiro, e agiram de acordo com as instruções recebidas. E assim, o boato espalhou-se entre os judeus, até o dia de hoje.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

O anúncio do Evangelho não está isento de lutas. Desde o primeiro momento tentaram negar a ressurreição, e ainda hoje, para alguns, trata-se de uma fábula. Se Cristo não tivesse ressuscitado, vã seria a nossa fé. Nossa vida cristã não teria sentido. Nossos primeiros irmãos deixaram por escrito que alguns soldados foram pagos para dizer que o corpo de Jesus tinha sido roubado pelos discípulos. E isso, durante a noite, enquanto os soldados dormiam. Se dormiam, como viram que o corpo fora roubado? Segundo Mateus, algumas mulheres viram o túmulo vazio, mas logo se encontraram com Jesus, que as cumprimentou e mandou-as dizer aos irmãos que fossem para a Galileia. “Lá me verão”, disse Jesus. Foi onde tudo começou e de lá deverão sair os missionários de Jesus, portadores da alegria da ressurreição, sem medo dos obstáculos e das contradições.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Nesta oitava da Páscoa, celebremos cada dia com grande júbilo, pois o Senhor ressuscitou e está vivo em nosso meio. A liturgia que nos apresenta a aparição do Ressuscitado às mulheres e aos seus discípulos também nos coloca diante do Senhor ressuscitado, para que cada um de nós possa viver com profundidade o encontro com o Senhor.
Peçamos a graça de bem compreendermos a Palavra que vamos meditar e rezar. Silenciando o coração, repita algumas vezes a oração: “Jesus Mestre, iluminai minha mente, movei meu coração, para que esta meditação produza em mim frutos de vida. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto bíblico? Leia-o atentamente e procure compreendê-lo. Qual é a experiência vivida pelas mulheres diante do túmulo vazio? Por que a preocupação dos sumos sacerdotes em esconder a ressurreição de Jesus? Qual é a mensagem que o próprio Cristo dirige às mulheres?
“Nosso relato do evangelho de Mateus é a sequência do relato em que o Anjo do Senhor anuncia a Maria Madalena e à outra Maria que Jesus havia ressuscitado dos mortos. Alegria e temor reverencial são sinais e, ao mesmo tempo, critério para o reconhecimento do Ressuscitado, dons que impulsionam a transmitir, sem demora, a mensagem cristã por excelência: Jesus ressuscitou. O Cristo não só convida à alegria, mas a oferece como dom de sua presença. Esse dom da alegria é, ao mesmo tempo, um dos critérios pelos quais se pode reconhecer a presença do Senhor que venceu o mal e a morte e vive no meio do seu povo. O medo é paralisante. Por isso, o convite a vencer o medo. Portadoras desse anúncio jubiloso, as duas mulheres são enviadas pelo Senhor a fazer os discípulos partirem para a Galileia, palco da grande atividade pública de Jesus. É como se eles fossem convidados a refazer a história para encontrar nela o próprio Ressuscitado. A alegria e o envio das mulheres contrastam com a atitude dos sumos sacerdotes e anciãos, que pagaram pela mentira dos soldados” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você hoje? Qual palavra encontrou sintonia com a realidade que você está vivendo? Como ressoam em seu coração as palavras de Jesus: “Alegrai-vos! Não tenhais medo”? Por que Jesus diz: “Alegrai-vos”? O que significa viver a alegria? Você reconhece a presença de Jesus em sua vida?
“Correr para anunciar a ressurreição… Acredito que essa ligeireza é premente em nossos tempos. Dispomos de tantos meios sofisticados e avançados para nos comunicar e, no entanto, podemos nos limitar a evangelizar de maneira muito fria e indiferente. A força da notícia daquelas discípulas foi o testemunho delas: elas viram e ouviram do próprio Jesus. Essa é a diferença! Não podemos confundir o ato de informar com o testemunho de vida. Ficar atrás de uma máquina, disseminando textos sagrados e lindos, talvez não tenha a força arrebatadora de um belo testemunho presencial, de quem ‘viu’ e ‘ouviu’ do próprio Jesus. Sem experiência com o próprio Cristo, não há o que se dizer ao mundo” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)
Celebremos as alegrias da ressurreição de Jesus Cristo, com Maria, sua Mãe.

  • Rainha do céu, alegrai-vos, aleluia!
  • Porque quem merecestes trazer em vosso puríssimo seio, aleluia!
  • Ressuscitou como disse, aleluia!
  • Rogai a Deus por nós, aleluia!
  • Exultai e alegrai-vos, ó Virgem Maria, aleluia!
  • Porque o Senhor ressuscitou verdadeiramente, aleluia!
    Ave, Maria…
  • Rogai por nós, Santa Mãe de Deus.
  • Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.
    Oremos: “Ó Deus, que alegrastes o mundo com a ressurreição de vosso Filho, Jesus Cristo, Senhor nosso, concedei-nos, vo-lo suplicamos, que por sua Mãe, a Virgem Maria, alcancemos as alegrias da vida eterna. Pelo mesmo Cristo, nosso Senhor. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)
O que você se dispõe a viver neste tempo pascal? Que apelos a Palavra de Deus despertou em seu coração? O que você deseja colocar em prática na sua vida?

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas