Oração diária, Batismo do Senhor - Lc 3,15-16.21-22

Batismo do Senhor – Ano Litúrgico C

13 de janeiro de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Espírito de purificação, faze-me experimentar o batismo purificador de Jesus, que me liberta do pecado e do egoísmo, predispondo-me para o serviço generoso a meu próximo.

PRIMEIRA LEITURA: Is 42,1-4.6-7

Leitura do Livro do profeta Isaías – Assim fala o Senhor: 1”Eis o meu servo – eu o recebo; eis o meu eleito – nele se compraz minh’alma; pus meu espírito sobre ele, ele promoverá o julgamento das nações.
2Ele não clama nem levanta a voz, nem se faz ouvir pelas ruas. 3Não quebra uma cana rachada nem apaga um pavio que ainda fumega; mas promoverá o julgamento para obter a verdade. 4Não esmorecerá nem se deixará abater, enquanto não estabelecer a justiça na terra; os países distantes esperam seus ensinamentos.
6Eu, o Senhor, te chamei para a justiça e te tomei pela mão; eu te formei e te constituí como o centro de aliança do povo, luz das nações, 7para abrires os olhos dos cegos, tirar os cativos da prisão, livrar do cárcere os que vivem nas trevas”.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 28

          — Que o Senhor abençoe, com a paz, o seu povo!
— Que o Senhor abençoe, com a paz, o seu povo!

— Filhos de Deus, tributai ao Senhor,/ tributai-lhe a glória e o poder!/ Dai-lhe a glória devida ao seu nome;/ adorai-o com santo ornamento! 

— Eis a voz do Senhor sobre as águas,/ sua voz sobre as águas imensas!/ Eis a voz do Senhor com poder!/ Eis a voz do Senhor majestosa! 

— Sua voz no trovão reboando!/ No seu templo os fiéis bradam: “Glória!”/ É o Senhor que domina os dilúvios,/ o Senhor reinará para sempre!

SEGUNDA LEITURA: At 10,34-38

Leitura dos Atos dos Apóstolos – Naqueles dias, 34Pedro tomou a palavra e disse: “De fato, estou compreendendo que Deus não faz distinção entre as pessoas. 35Pelo contrário, ele aceita quem o teme e pratica a justiça, qualquer que seja a nação a que pertença.
36Deus enviou sua palavra aos israelitas e lhes anunciou a Boa Nova da paz, por meio de Jesus Cristo, que é o Senhor de todos.
37Vós sabeis o que aconteceu em toda a Judeia, a começar pela Galileia, depois do batismo pregado por João: 38como Jesus de Nazaré foi ungido por Deus com o Espírito Santo e com poder. Ele andou por toda a parte, fazendo o bem e curando a todos os que estavam dominados pelo demônio; porque Deus estava com ele”.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

EVANGELHO: Lc 3,15-16.21-22

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
          – Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas.
          – Glória a vós, Senhor.

        Naquele tempo, 15o povo estava na expectativa e todos se perguntavam no seu íntimo se João não seria o Messias. 16Por isso, João declarou a todos: “Eu vos batizo com água, mas virá aquele que é mais forte do que eu. Eu não sou digno de desamarrar a correia de suas sandálias. Ele vos batizará no Espírito Santo e no fogo”.
21Quando todo o povo estava sendo batizado, Jesus também recebeu o batismo. E, enquanto rezava, o céu se abriu 22e o Espírito Santo desceu sobre Jesus em forma visível, como pomba. E do céu veio uma voz: “Tu és o meu Filho amado, em ti ponho o meu bem-querer”.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Depois de trinta anos de silêncio em Nazaré, Jesus começa a sua vida pública a partir do seu batismo no rio Jordão. No Evangelho de São Lucas, João batiza com água e anuncia a vinda de alguém mais forte, que batizará com o Espírito Santo e com fogo. Logo em seguida, o rei Herodes manda prender João. Só depois o evangelista diz que Jesus foi batizado. Na liturgia não lemos os versículos da prisão de João para não ficarmos com a impressão de que ele não estava presente na hora do batismo de Jesus. Estava, mas, de fato, Lucas não menciona o nome de João. Diz ele que, tendo o povo sido batizado, Jesus, também batizado, estava em oração e, então, o céu se abriu e o Espírito Santo se manifestou. Do céu veio uma voz: “Tu és o meu Filho, eu hoje te gerei”.
Lucas marca o início do ministério de Jesus por um momento de profunda união com o Pai e o Espírito. Jesus está em oração, o Espírito se manifesta em forma corporal e ouve-se a voz do Pai. Somente Lucas diz que Jesus estava em oração e que o Espírito se manifestou em forma corpórea, como uma pomba. A cena destaca a união profunda das três Pessoas divinas. A figura de João Batista se torna secundária. Sua missão está realizada.
Outra razão para a ausência de João Batista, segundo alguns comentaristas, é a aproximação que Lucas faz entre Elias e Jesus. Elias foi sempre visto como figura de João Batista. O Batista atualiza em seu tempo a missão precursora de Elias, cuja presença é sinal da chegada do Messias. Mas Elias é também o profeta que, ao subir ao céu num carro de fogo, deixa cair seu manto sobre Eliseu, partilhando assim com o seu discípulo o dom do Espírito que estava nele. A cena lembra a ascensão. Jesus sobe ao céu e manda o Espírito. O Evangelista São Lucas é o único a dar grande destaque à ascensão de Jesus, seguida do envio do Espírito Santo.
A liturgia de hoje, celebrando o batismo de Jesus, é marcada pela presença do Espírito. Sobre o Filho, desce o Espírito em forma de pomba e o Pai o chama de Filho muito amado. Assim também nós: renascemos e fomos renovados no batismo pelo Espírito Santo, que Jesus derramou abundantemente sobre nós. Ao entrar na água, Jesus a santificou, e a partir de então o nosso batismo, que não é o de João, mas o de Jesus, nos torna herdeiros da vida eterna. No batismo se realiza também a profecia de Isaías. O povo é consolado. Aquele que vem com poder é o bom pastor. Quem foi batizado faz parte do rebanho do qual ele cuida com carinho e é como a ovelha que ele carrega no colo. Em Cristo, todo batizado é também filho bem-amado. Jesus está no meio de nós, vivo e vencedor. O Menino recém-nascido cresceu e começa agora a sua vida pública. Terminamos o Tempo do Natal. Vamos iniciar o Tempo Comum.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Festividade do Batismo do Senhor. O Evangelho de hoje manifesta a ação de Deus na confirmação da filiação divina de Jesus, na força do Espírito Santo: “Tu és o meu Filho amado; em ti está meu pleno agrado”. Meditemos sobre o relato do Batismo do Senhor e sobre as graças recebidas no nosso Batismo.
Oremos: “Divino Espírito Santo, amor eterno do Pai e do Filho, concede-me a graça de viver o compromisso batismal. Amém.”

Leitura (Verdade)
Leia atentamente o texto. Permaneça em silêncio para escutar o que Deus tem a dizer-lhe. O que diz o Evangelho de hoje? Quem são as pessoas que aparecem na narrativa? Que expectativa perpassa o coração do povo? Qual o batismo de João Batista? O que aconteceu no momento em que Jesus estava em oração? O que proclama a voz vinda do céu?
“[…] No terceiro evangelho, a cena do batismo de Jesus é apresentada depois da prisão de João. Talvez Lucas queira distinguir o tempo de João do tempo de Jesus, distinção que ele faz em 16,16: ‘A Lei e os Profetas vão até João. Daí em diante é anunciada a Boa-Nova do Reino de Deus…’. A cena do batismo é precedida da pregação de João Batista, que, em coerência com a teologia lucana dos evangelhos da infância, afirma que ele não é o Messias. Ele batiza com água, mas o Messias, que vem depois dele, ‘batizará com o Espírito Santo e com fogo’ (v. 26). O que purifica é a presença do Espírito do qual Jesus é portador. O céu se abre! O céu pode se abrir? Na linguagem simbólica, o céu se abre para que desça o que é celeste. É na oração de Jesus que o céu se abre, isto é, na oração de Jesus é que se dá uma verdadeira comunicação entre o céu e a terra. E o Espírito Santo, do qual Jesus é revestido para a sua missão, faz com que a terra não seja estranha ao céu, e o céu ilumine o que é da terra. Há, ainda, um outro detalhe a ser considerado, próprio a Lucas: ‘O Espírito Santo desceu sobre ele, em forma corpórea…’ (v. 22). Para Lucas, a expressão ‘em forma corpórea’ significa que o Espírito Santo não é considerado uma realidade invisível ou intangível. Ele pode ser tocado e visto na pessoa de Jesus. O sentido do que foi narrado é dado pela voz celeste, que evoca o Sl 2,7: ‘Tu és o meu filho amado, em ti eu me agrado’. Esse Salmo evoca o triunfo do Ressuscitado e afirma a filiação divina de Jesus” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você hoje? Qual palavra mais chamou sua atenção durante a leitura?
“João batizava com água, esperando a manifestação de Jesus, que batizaria com o Espírito Santo. João nos levou ao batismo de Jesus. A vivência profunda do batismo exige um compromisso de vida comunitária. Batismo sem comunidade torna-se um ritual vazio ou um ato social, e não um compromisso consciente e responsável de adesão ao Cristo e à sua comunidade. O banho da regeneração e a renovação do Espírito Santo fortalecem os laços comunitários. É nela que vivemos a fraternidade, a partilha dos bens e dos dons e construímos a grande família do Senhor! Nosso batismo é a participação na morte e ressurreição de Cristo, operando o nosso segundo nascimento pela água e pelo espírito” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)
Renovo minha fé batismal rezando o Credo, símbolo da fé cristã:
“Creio em Deus Pai, todo-poderoso, criador do céu e da terra, e em Jesus Cristo, seu único Filho, Nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado, desceu à mansão dos mortos, ressuscitou ao terceiro dia, subiu aos céus e está sentado à direita de Deus Pai, todo-poderoso, de onde há de vir a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)
Contemple a manifestação da Trindade Santa, a ação do Pai e do Espírito Santo no Filho Jesus Cristo. Qual atitude concreta você pretende viver depois de ler, meditar e contemplar o Batismo do Senhor?

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas