Oração diária, Um homem tinha a mão seca e Jesus o curou - Mc 3,1-6

2ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico C

23 de janeiro de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Pai, sejam minhas mãos usadas somente para a prática do bem. Livra-me de mantê-las fechadas a quem precisa de minha ajuda, e de usá-las para fazer o mal.

PRIMEIRA LEITURA: Hb 7,1-3.15-17

Leitura da Carta aos Hebreus – Irmãos, 1Melquisedec, rei de Salém, sacerdote do Deus Altís­simo, saiu ao encontro de Abraão, quando esse regressava do combate contra os reis, e o abençoou. 2Foi a ele que Abraão entregou o dízimo de tudo. E o seu nome significa, em primeiro lugar, “Rei de Justiça”; e, depois: “Rei de Salém”, o que quer dizer, “Rei da Paz”. 
3Sem pai, sem mãe, sem genealogia, sem início de dias, nem fim de vida! É assim que ele se assemelha ao Filho de Deus e permanece sacerdote para sempre. 15Isto se torna ainda mais evidente quando surge um outro sacerdote, semelhante a Melqui­sedec, 16não em virtude de uma prescrição de ordem carnal, mas segundo a força de uma vida imperecível. 17Pois diz o testemunho: “Tu és sacerdote para sempre na ordem de Melquisedec”

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 109

          — Tu és sacerdote eternamente segundo a ordem do rei Melquisedec!
— Tu és sacerdote eternamente segundo a ordem do rei Melquisedec!

— Palavra do Senhor ao meu Senhor: “Assenta-te ao lado meu direito até que eu ponha os inimigos teus como escabelo por debaixo de teus pés!”

— O Senhor estenderá desde Sião vosso cetro de poder, pois Ele diz: “Domina com vigor teus inimigos;

— tu és príncipe desde o dia em que nasceste; na glória e esplendor da santidade, como o orvalho, antes da aurora, eu te gerei!” Jurou o Senhor e manterá sua palavra: “Tu és sacerdote eternamente, segundo a ordem do rei Melquisedec!”

EVANGELHO: Mc 3,1-6

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
          – Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Marcos.
          – Glória a vós, Senhor.

         Naquele tempo, 1Jesus entrou de novo na sinagoga. Havia ali um homem com a mão seca. 2Alguns o observavam para ver se haveria de curar em dia de sábado, para poderem acusá-lo. 3Jesus disse ao homem da mão seca: “Levanta-te e fica aqui no meio!” 4E perguntou-lhes: “E permitido no sábado fazer o bem ou fazer o mal? Salvar uma vida ou deixá-la morrer?” Mas eles nada disseram. 5Jesus, então, olhou ao seu redor, cheio de ira e tristeza, porque eram duros de coração; e disse ao homem: “Estende a mão”. Ele a estendeu e a mão ficou curada. 
6Ao saírem, os fariseus com os partidários de Herodes, imediatamente tramaram, contra Jesus, a maneira como haveriam de matá-lo.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Era sábado. Jesus entrou na sinagoga e encontrou um homem com a mão seca. Colocou-o no meio da assembleia e perguntou a todos o que fazer. Podia curar aquele homem no Dia do Senhor? Jesus o curou. Então, fariseus e herodianos, que nunca se entenderam, juntaram-se para tramar a morte de Jesus. É verdade que a Bíblia manda que se leve a sério a observância do sábado. É verdade também que Jesus podia curar nos outros dias da semana, e não no sábado. Isso, porém, significaria que o homem foi feito para o sábado, e não o sábado para o homem. Jesus sabia que mesmo os judeus observantes salvavam um animal que tivesse caído num buraco num dia de sábado. Jesus ensinava e era preciso que aprendessem que sagrado para Deus em primeiro lugar é o ser humano. Não curar no sábado significaria inverter a ordem dos valores. Para os fariseus e os herodianos, porém, quem invertia a ordem era Jesus. Romper com os costumes e com a tradição, e ensinar com autoridade o contrário do que ensinavam os escribas, era uma ameaça à posição social ocupada pelas classes dirigentes. Jesus perturbava a ordem estabelecida. Na verdade, ele se entristecia diante de corações tão duros.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
O modo de agir de Jesus busca dar um sentido à observância do sábado em vista da pessoa humana. O Evangelho de hoje é um convite para fazermos o bem em todas as circunstâncias. A vida deve vir sempre em primeiro lugar.
Oremos: “Divino Espírito Santo, amor eterno do Pai e do Filho, ajuda-me a compreender as palavras e gestos de Jesus. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Leia o Evangelho com um olhar atento a cada palavra e a cada gesto. Olhe para Jesus, que entra na sinagoga, e veja também o homem com a mão seca que está lá. Na sinagoga estavam também os fariseus e herodianos observando as atitudes de Jesus. O que Jesus diz ao homem com a mão seca? Quais os sentimentos de Jesus diante da dureza do coração dos fariseus?
“Com este episódio, encerra-se a seção denominada de ‘controvérsias galileanas’. Os opositores de Jesus estão sempre à espreita para poder acusá-lo e eliminá-lo. A interpretação que Jesus faz da Lei e a sua liberdade na prática da mesma Lei põem em xeque um sistema de exclusão que instrumentaliza Deus. O que é permitido fazer no sábado? Para o homem de fé, instruído na Lei do Senhor, bem e mal, salvar e deixar morrer, não são alternativas que se possam admitir. A Lei foi dada por Deus a seu povo para preservar o dom da vida e o dom da liberdade. Para os opositores de Jesus, no sábado, fazer o bem era não fazer; para Jesus, no entanto, fazer o bem era salvar a vida. O silêncio à pergunta de Jesus dos que lhe faziam frente revela a dureza do coração deles; não é o silêncio de quem não sabe responder, mas o silêncio de quem não quer se comprometer, nem se dispor a mudar de vida e mentalidade; silêncio de quem despreza o outro. Esse fechamento impede reconhecer o tempo da visita salvífica de Deus (cf. Is 35,3ss). A observação acerca da decisão de matar Jesus mostra que a sua morte foi premeditada” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você hoje? Por que a fama e as curas que Jesus realizava causavam tanta raiva e incômodo nos fariseus? O que Jesus fez de tão absurdo a ponto de merecer a morte? Que mal havia em curar o homem com a mão seca? Qual a reflexão em torno da pergunta de Jesus: “Em dia de sábado, o que é permitido: fazer o bem ou fazer o mal, salvar uma vida ou matar?”?
“Para seus inimigos, Jesus já estava passando dos limites. Suas atitudes eram interpretadas como nocivas para a religião e, se continuasse assim, teria de ser eliminado. O conflito chegava ao ápice naquele momento: o sábado nunca tinha sido tão violentado como nos últimos tempos, com as atitudes dele, segundo os fariseus. O tema da morte de Jesus, agora, passa a dominar as narrativas de Marcos. E o final dessa história nós conhecemos muito bem… Mas Jesus está preocupado em devolver a vida e a dignidade às pessoas, mesmo que isso lhe custe a própria vida e o derramamento do seu sangue precioso. Jesus lançou um olhar de tristeza sobre seus inimigos por causa da dureza do coração deles. Que ele nunca nos olhe assim!” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)
“Ó Pai de misericórdia, abre nossos olhos e o nosso coração para reconhecermos em cada ser humano a dignidade de filhos teus. Que possamos estender as nossas mãos para aqueles que encontramos no nosso dia a dia e ajudá-los em suas necessidades. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)
O que a meditação do Evangelho de hoje o(a) leva a viver? Quais gestos Jesus o(a) convida a ter?

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas