Oração diária, Levanta-te, pega a tua maca, e vai para casa! - Mc 2,1-12

1ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico C

18 de janeiro de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Pai, cura os pecados que me paralisam e me impedem de caminhar para ti. Realiza em minha vida a maravilha do perdão.

PRIMEIRA LEITURA: Hb 4,1-5.11

Leitura da Carta aos Hebreus – Irmãos, 1tenhamos cuidado, enquanto nos é oferecida a oportunidade de entrar no repouso de Deus, não aconteça que alguém de vós fique para trás. 
2Também nós, como eles, recebemos uma boa nova. Mas a proclamação da palavra de nada lhes adiantou, por não ter sido acompanhada da fé naqueles que a tinham ouvido, 3enquanto nós, que acreditamos, entramos no seu repouso. É assim como ele falou: “Por isso jurei na minha ira: jamais entrarão no meu repouso”. Isso, não obstante as obras de Deus estarem terminadas desde a criação do mundo. 4Pois, em certos lugares, assim falou do sétimo dia: “E Deus repousou no sétimo dia de todas as suas obras”, 5e ainda novamente: “Não entrarão no meu repouso”. 
11Esforcemo-nos, portanto, por entrar neste repouso, para que ninguém repita o acima referido exemplo de desobediência.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 77

          — Não vos esqueçais das obras do Senhor!
— Não vos esqueçais das o­bras do Senhor!

— Tudo aquilo que ouvimos e aprendemos, e transmitiram para nós os nossos pais, à nova geração nós contaremos: As grandezas do Senhor e seu poder.

— Levantem-se e as contem a seus filhos, para que ponham no Senhor sua esperança; das obras do Senhor não se esqueçam, e observem fielmente os seus preceitos.

— Nem se tornem, a exemplo de seus pais, rebelde e obstinada geração, uma raça de inconstante coração, infiel ao Senhor Deus, em seu espírito

EVANGELHO: Mc 2,1-12 

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
          – Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Marcos.
          – Glória a vós, Senhor.

1Alguns dias depois, Jesus entrou de novo em Cafarnaum. Logo se espalhou a notícia de que ele estava em casa. 2E reuniram-se ali tantas pessoas, que já não havia lugar, nem mesmo diante da porta. E Jesus anunciava-lhes a Palavra. 3Trouxeram-lhe, então, um paralítico, carregado por quatro homens. 4Mas não conseguindo chegar até Jesus, por causa da multidão, abriram então o teto, bem em cima do lugar onde ele se encontrava. Por essa abertura desceram a cama em que o paralítico estava deitado. 5Quando viu a fé daqueles homens, Jesus disse ao paralítico: “Filho, os teus pecados estão perdoados”. 6Ora, alguns mestres da Lei, que estavam ali sentados, refletiam em seus corações: 7“Como este homem pode falar assim? Ele está blasfemando: ninguém pode perdoar pecados, a não ser Deus”. 8Jesus percebeu logo o que eles estavam pensando no seu íntimo, e disse: “Por que pensais assim em vossos corações? 9O que é mais fácil: dizer ao paralítico: ‘os teus pecados estão perdoados’, ou dizer: ‘Levanta-te, pega a tua cama e anda’? 10Pois bem, para que saibais que o Filho do Homem tem, na terra, poder de perdoar pecados disse ele ao paralítico: 11eu te ordeno: levanta-te, pega tua cama, e vai para tua casa!” 12O paralítico então se levantou e, carregando a sua cama, saiu diante de todos. E ficaram todos admirados e louvavam a Deus, dizendo: “Nunca vimos uma coisa assim”.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Jesus curou a sogra de Pedro, curou um leproso e agora perdoa os pecados e cura um paralítico. Alguns escribas o criticaram: “Só Deus pode perdoar pecados”. A paralisia não é necessariamente resultado de um pecado. O paralítico não é necessariamente pecador. No entanto, o pecado paralisa. É preciso tirar o pecado do mundo e só Deus pode fazê-lo. O demônio quer a nossa paralisia, o nosso desânimo, a nossa desistência. Jesus, porém, nos diz: “Levanta-te e anda!”. Que o pecado não nos paralise!

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Jesus se admira com a fé daqueles que vão ao seu encontro e concede o perdão ao paralítico. O Evangelho é um convite à renovação da fé em Jesus e à abertura para o perdão, ponto de partida para fazer o bem.
Oremos: “Divino Espírito Santo, amor eterno do Pai e do Filho, renova-me a fé e concede-me o dom de ser curado(a) e perdoado(a) por Jesus, para que eu esteja disponível para o serviço aos irmãos. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Leia e observe atentamente os personagens que surgem na narrativa. Quais são seus anseios? O que procuram? Quem é Jesus para a multidão que vai ao seu encontro? Qual é a sensibilidade de Jesus diante da atitude de fé do paralítico e das pessoas que o acompanham? Qual é a cura realizada por Jesus? Por que Ele apressa-se em perdoar o paralítico? Por que os escribas o repreendem? Qual é a atitude da multidão, diante da cura realizada por Jesus?
“Com o texto de hoje tem início o que chamamos, no evangelho de Marcos, de as ‘controvérsias galileanas’ (Mc 2,1–3,6), que devem ser compreendidas como disputas, dificuldades e oposições com as quais Jesus se deparou na realização de sua missão. Em geral, as dificuldades provinham da interpretação e da consequente prática da Lei. Quem pode perdoar os pecados, a não ser Deus? Os escribas têm razão, pois ‘só Deus pode perdoar pecados’. Jesus, no entanto, não disse outra coisa ao afirmar ao paralítico ‘os teus pecados são perdoados’. O passivo divino revela que o sujeito da ação de perdoar é Deus. Mas como parte da aliança nova, em que a lei será posta no fundo do ser e escrita no coração (cf. Jr 31,33), está o perdão de toda culpa (Jr 31,34). Jesus sente­se investido desse poder. A fé dos quatro homens que carregavam o paralítico provoca a reação de Jesus. Eles parecem representar os discípulos, cuja missão é conduzir as pessoas ao Senhor e suplicar por elas. Deus é bom para com todos” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você hoje? Uma multidão vai ao encontro de Jesus. Eram doentes, pecadores, paralíticos etc. Quem são as pessoas que compõem a multidão que hoje procura por Jesus? O que buscam nele? O que você busca em Jesus? Busca o perdão e a cura? Você permite que Jesus o(a) cure? Os escribas não aceitavam a cura realizada por Jesus, pois ia contra a lei. A lei vale mais do que a vida?
“A multidão corria para ouvir as palavras de Jesus, palavras de vida eterna! Como que terrenos sedentos dessa água viva, aquele povo sabia da graça que era estar na presença de Jesus. A figura do paralítico e os esforços que os amigos fizeram para que ele fosse curado impressionaram o Cristo. Jesus admirou a fé de todos! Uma comunidade mobilizada para a cura de um dos seus membros. ‘Filho, os teus pecados estão perdoados!’ Os escribas não aceitaram a cura realizada por Jesus. A religião instituída não o autorizara a realizar tais prodígios. A lei vale mais do que a vida? Jesus penetrou o coração daqueles homens e radicalizou a cura: ‘Pegue sua maca e saia andando!’. Se antes a maca era o lugar do pecado daquele paralítico, agora é o lugar da manifestação do poder de Deus!” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)
O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? Faça uma prece espontânea de pedido de perdão.

Contemplação (Vida e Missão)
Deixe-se provocar pela ação de Jesus. Qual sua ação concreta a partir da escuta, meditação e contemplação deste Evangelho?

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas