Oração diária, Uma grande multidão da Galileia seguia a Jesus - Mc 3,7-12

2ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico C

24 de janeiro de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Pai, conduze-me ao teu filho Jesus, por meio do qual o Reino mostra sua eficácia em mim, fazendo a vida e a esperança renascerem em meu coração

PRIMEIRA LEITURA: Hb 7,25–8,6

Leitura da Carta aos Hebreus – Irmãos, 25Jesus é capaz de salvar para sempre aqueles que, por seu intermédio, se aproximam de Deus. Ele está sempre vivo para interceder por eles. 
26Tal é precisamente o sumo sacerdote que nos convinha: santo, inocente, sem mancha, separado dos pecadores e elevado acima dos céus. 27Ele não precisa, como os sumos sacerdotes, oferecer sacrifícios em cada dia, primeiro por seus próprios pecados e depois pelos do povo. Ele já o fez uma vez por todas, oferecendo-se a si mesmo. 
28A Lei, com efeito, constituiu sumos sacerdotes sujeitos à fraqueza, enquanto a palavra do juramento, que veio depois da Lei, constituiu alguém que é Filho, perfeito para sempre. 8,1O tema mais importante da nossa exposição é este: temos um sumo sacerdote tão grande, que se assentou à direita do trono da majestade, nos céus. 2Ele é ministro do Santuário e da Tenda verdadeira, armada pelo Senhor e não por mão humana. 
3Todo sumo sacerdote, com efeito, é constituído para oferecer dádivas e sacrifícios; portanto, é necessário que tenha algo a oferecer. 4Na verdade, se Cristo estivesse na terra, não seria nem mesmo sacerdote, pois já existem os que oferecem dádivas de acordo com a Lei. 5Estes celebram um culto que é cópia e sombra das realidades celestes, como foi dito a Moisés, quando estava para executar a construção da Tenda. “Vê, faze tudo segundo o modelo que te foi mostrado sobre a montanha”. 6Agora, porém, Cristo possui um ministério superior. Pois ele é o mediador de uma aliança bem melhor, baseada em promessas melhores. 

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 39

          — Eis que venho fazer, com prazer, a vossa vontade, Senhor!
— Eis que venho fazer, com prazer, a vossa vontade, Senhor!

— Sacrifício e oblação não quisestes, mas abristes, Senhor, meus ouvidos; não pedistes ofertas nem vítimas, holocaustos por nossos pecados, e então eu vos disse: “Eis que venho!”

— Sobre mim está escrito no livro: “Com prazer faço a vossa vontade, guardo em meu coração vossa lei!”

— Boas novas de vossa justiça anunciei numa grande assembleia; vós sabeis: não fechei os meus lábios!

— Mas se alegre e em vós rejubile todo ser que vos busca, Senhor! Digam sempre: “É grande o Senhor!” os que buscam em vós seu auxílio

EVANGELHO:  Mc 3,7-12

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
          – Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Marcos.
          – Glória a vós, Senhor.

         Naquele tempo, 7Jesus se retirou para a beira do mar, junto com seus discípulos. Muita gente da Galileia o seguia. 8E também muita gente da Judeia, de Jerusalém, da Idumeia, do outro lado do Jordão, dos territórios de Tiro e Sidônia, foi até Jesus, porque tinham ouvido falar de tudo o que ele fazia. 9Então Jesus pediu aos discípulos que lhe providenciassem uma barca, por causa da multidão, para que não o comprimisse.
10Com efeito, Jesus tinha curado muitas pessoas, e todos os que sofriam de algum mal jogavam-se sobre ele para tocá-lo. 11Vendo Jesus, os espíritos maus caíam a seus pés, gritando: “Tu és o Filho de Deus!”12Mas Jesus ordenava severamente para não dizerem quem ele era. – Palavra da Salvação. 

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

São Marcos faz um sumário das atividades de Jesus. Ele está na beira do lago, sempre com os seus discípulos e muita gente ao redor. Vinham de toda parte porque sua fama já se tinha espalhado. Ele entra num barco para não ser apertado pela multidão. Os doentes, que eram muitos, procuravam tocar em Jesus. Os possuídos por espíritos impuros caíam aos seus pés e gritavam: “Tu és o Filho de Deus”. Jesus proibia que fizessem propaganda dele e não queria, naquele momento, que revelassem quem ele era. Este é o Salvador, enviado por Deus ao mundo, sentado num barco na beira do lago, junto do povo. Este é o modelo fundamental da comunidade de Jesus, que não pode ser perdido. A beira do lago ainda existe, e pode ser a beira de qualquer calçada. O barco, que serviu de assento, pode ser a cátedra, o trono ou um banquinho. Entre nós, pode-se também conversar de cócoras. Se a imitação é a medida do amor, não precisamos ser muito diferentes do que foi Jesus. Existiam vestes solenes em espaços grandiosos tanto em Jerusalém quanto nos templos pagãos. Jesus, porém, se contentava em ter por teto o céu aberto.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Memória litúrgica de São Francisco de Sales, fundador da Ordem da Visitação, voltada à missão de visitar os pobres e doentes. “Uma grande multidão da Galileia o seguia.” Jesus demonstrava uma profunda sensibilidade e compaixão pelo povo que o procurava. Não se cansava de fazer o bem e de resgatar a dignidade humana.
Oremos: “Divino Espírito Santo, amor eterno do Pai e do Filho, ilumina a minha mente para acolher e aderir à Palavra de Deus. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Leia o Evangelho e observe Jesus e os discípulos que se retiram da agitação do dia a dia e seguem em direção ao lago. Não permanecem sozinhos: a multidão, motivada pelas palavras de Jesus e por suas curas, os segue e vai ao seu encontro. Os espíritos impuros, ao ver Jesus, caem a seus pés. O que esses espíritos afirmam sobre Jesus? Qual é a atitude de Jesus diante de tal afirmação? Quem são os espíritos impuros?
“O lago é um lugar de muitos encontros de Jesus com as pessoas; é o espaço privilegiado onde Jesus ensina os seus discípulos e numerosas multidões; um lugar de tantas recordações e de passagem, um espaço onde tantas pessoas puderam experimentar a força da vida que Jesus comunicava. Nosso trecho é um sumário da atividade de Jesus. Em poucas linhas, é dito algo que se dilata num espaço considerável de tempo. Jesus atrai pessoas de todas as partes. Todos queriam verificar o que se ouvia dizer dele. Ele acolhe a todos, indistintamente. Nenhuma súplica cai no vazio; ele não é indiferente a ninguém e ninguém fica indiferente à sua presença. A presença de Jesus revela o mal do coração do ser humano. O sumário faz, ainda que indiretamente, a proclamação da vitória de Jesus sobre o mal, não permitindo que o mal, na boca do ser humano, distorça a sua missão. Aqui aparece ainda um tema tipicamente marcano: o ‘segredo messiânico’, cuja finalidade é evitar um juízo equivocado sobre a identidade e a missão de Jesus e oferecer ao leitor do evangelho a oportunidade de fazer a experiência de quem é Jesus” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você hoje? Quem é a multidão que hoje busca por Jesus? Você também se coloca no meio dessa multidão para ir ao encontro de Jesus? Por que a presença de Jesus incomodava algumas pessoas?
“Os demônios são deturpadores do anúncio de Jesus. Não há interesse algum em que eles reconheçam que Jesus é o Filho de Deus. Por isso, são repreendidos severamente. O texto indica que Jesus quer uma trégua das confusões com os fariseus, por causa das controvérsias do sábado, e decide tomar uma barca e ir para outro lugar, já que fora impedido pela multidão; esta, ao contrário dos seus inimigos, o reconhece como alguém que resolveria seus problemas. É lamentável que o povo só se interesse pelo milagre, e não pelo discipulado. Mas as dificuldades começam a surgir no grupo dos seguidores. A perseguição não teria mais fim. Por enquanto, ele é aceito pelo povo porque é útil, simples assim” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)
O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? Expresse sua oração a Deus com palavras que saem do seu coração.

Contemplação (Vida e Missão)
Contemple a ação libertadora de Jesus. Para qual novo horizonte esta Palavra o(a) conduz?

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas