Oração diária, Jovem, eu te digo, levanta-te! - Lc 7,11-17

23ª Semana Comum – Ano Litúrgico B

18 de setembro de 2018

ORAÇÃO DO DIA

Pai, torna-me sensível ao sofrimento e à dor de cada pessoa que encontro no meu caminho. Que a minha compaixão se demonstre com gestos concretos.

PRIMEIRA LEITURA: 1Cor 12,12-14.27-31a

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios – Irmãos, 12como o corpo é um, embora tenha muitos membros, e como todos os membros do corpo, embora sejam muitos, formam um só corpo, assim também acontece com Cristo. 13De fato, todos nós, judeus ou gregos, escravos ou livres, fomos batizados num único Espírito, para formarmos um único corpo, e todos nós bebemos de um único Espírito. 14Com efeito, o corpo não é feito de um membro apenas, mas de muitos membros.
27Vós, todos juntos, sois o corpo de Cristo e, individualmente, sois membros desse corpo. 28E, na Igreja, Deus pôs, em primeiro lugar, os apóstolos; em segundo lugar, os profetas; em terceiro lugar, os que têm o dom e a missão de ensinar; depois, outras pessoas com dons diversos, a saber: dom de milagres, dom de curas, dom para obras de misericórdia, dom de governo e direção, dom de línguas. 29Acaso todos são apóstolos? Todos são profetas? Todos ensinam? Todos realizam milagres? 30Todos têm o dom das curas? Todos falam em línguas? Todos as interpretam? 31aAspirai aos dons mais elevados.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 99

— Nós somos o seu povo e seu rebanho.
— Nós somos o seu povo e seu rebanho.

— Aclamai o Senhor, ó terra inteira, servi ao Senhor com alegria, ide a ele cantando jubilosos!

— Sabei que o Senhor, só ele, é Deus, Ele mesmo nos fez, e somos seus, nós somos seu povo e seu rebanho.

— Entrai por suas portas dando graças, e, em seus átrios com hinos de louvor; dai-lhe graças, seu nome bendizei!

— Sim, é bom o Senhor e nosso Deus, sua bondade perdura para sempre, seu amor é fiel eternamente!

EVANGELHO: Lc 7,11-17

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 11Jesus dirigiu-se a uma cidade chamada Naim. Com ele iam seus discípulos e uma grande multidão. 12Quando chegou à porta da cidade, eis que levavam um defunto, filho único; e sua mãe era viúva. Grande multidão da cidade a acompanhava. 13Ao vê-la, o Senhor sentiu compaixão para com ela e lhe disse: “Não chores!”
14Aproximou-se, tocou o caixão, e os que o carregavam pararam. Então, Jesus disse: “Jovem, eu te ordeno, levanta-te!” 15O que estava morto sentou-se e começou a falar. E Jesus o entregou à sua mãe.16Todos ficaram com muito medo e glorificavam a Deus, dizendo: “Um grande profeta apareceu entre nós e Deus veio visitar o seu povo”. 17E a notícia do fato espalhou-se pela Judeia inteira e por toda a redondeza. – Palavra da Salvação.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

A viúva de Naim é um relato próprio de São Lucas, que não se encontra nos outros Evangelhos. Um enterro de um filho único, uma viúva que chora, uma multidão que a acompanha e se encontra com outra multidão à porta da cidade, que acompanha Jesus. Duas procissões, uma alegre e outra triste. E desse encontro surge a vida, porque o Senhor da vida se comove com o sofrimento da pobre senhora que era viúva e perdera seu filho único. Em nível de fé, tudo se resolve com facilidade e rapidez. Em nível humano, o ambiente é triste, de dor, marcado profundamente pela separação que não tem retorno. “Somente quem já viveu este terrível passado poderá compreender a perda de um filho amado”, canta a trova. A fé nos diz de forma objetiva que a mãe um dia se encontrará com o filho, que agora vive feliz diante de Deus. A mãe também experimentará a morte assim como todos os que a consolam, até mesmo o Senhor Jesus. Quem tem fé pode olhar a morte como uma passagem rápida, mas aquele que fica sente a dor da saudade.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Deus visita o seu povo em Jesus, “um grande profeta”, realizando o Reino pela Ressurreição, oferecendo a sua vida e dando-lhe pleno sentido. Que neste dia a Palavra de Deus esteja em nossa mente, em nosso coração e em nossas ações.
Oremos: “Senhor Jesus Cristo, envia sobre nós, como prometeste, teu Espírito Santo. Que Ele nos conceda a vida e nos ensine a verdade. Que nele encontremos salvação, felicidade e plenitude de amor. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Quais são os personagens presentes na narrativa? Observe os sentimentos de Jesus relatados pelo evangelista. O que significa ter compaixão? Qual interpretação é possível para a aclamação do povo: “Um grande profeta apareceu entre nós e Deus veio visitar o seu povo”?
“Jesus vai para Naim, pequeno vilarejo entre Cafarnaum e a Samaria. É acompanhado de seus discípulos e de grande multidão. Às portas da cidade Jesus e seus discípulos se encontram com outro grupo. O paralelo é evidente: os dois grupos caminham em direções opostas; o primeiro segue um homem poderoso em gestos e palavras, o segundo grupo, um morto. Até este ponto a descrição da cena e dos personagens é puramente objetiva. Somos surpreendidos por uma focalização interna, a menção da compaixão de Jesus. Não é da morte que Jesus tem compaixão, nem do morto, mas da pessoa que sofre. O acento de todo o episódio é posto em Jesus, sobre sua compaixão e sua palavra poderosa. Nomeando Jesus como senhor, o narrador nos informa que se trata do Senhor da vida que se dirige à viúva. Nesta passagem não é a morte nem o morto que importam, nem mesmo o retorno à vida, mas que uma mãe já viúva tenha perdido o seu filho único. O retorno à vida não é o objetivo da iniciativa de Jesus. Mas a consolação da mãe que chora. A passagem de Jesus por Naim possibilita um duplo reconhecimento, a saber, da identidade de Jesus (Profeta) e da visita salvífica de Deus” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que diz o texto a você? Você também reconhece que Jesus, “um grande profeta, apareceu entre nós e Deus veio visitar o seu povo”? A exemplo de Jesus, você é promotor(a) da vida, da compaixão e da solidariedade?

Oração (Vida)
O Senhor é nossa força, consolo e abrigo. A Ele entregamos a nossa vida e este novo dia. A Ele confiamos as pessoas que amamos e todas aquelas com as quais partilharemos a vida neste dia. Agradeçamos ao Senhor pelos seus ensinamentos.

Contemplação (Vida e Missão)
Qual novo olhar nasceu em você, a partir da Palavra? Quais apelos você sentiu em seu coração e quais compromissos deseja concretizar em sua vida?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas