Liturgia diária, O servo não é maior do que o seu senhor - Jo 15,18-21

5ª Semana da Páscoa – Ano Litúrgico C

25 de maio de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Pai, faze-me forte para enfrentar o ódio e a perseguição do mundo, sem abrir mão de minha fidelidade a ti e a teu Reino, a exemplo de Jesus.

PRIMEIRA LEITURA: At 16,1-10

Leitura dos Atos dos Apóstolos

Naqueles dias, 1Paulo foi para Derbe e Listra. Havia em Listra um discípulo chamado Timóteo, filho de uma judia, crente, e de pai grego. 2Os irmãos de Listra e Icônio davam bom testemunho de Timóteo. 3Paulo quis então que Timóteo partisse com ele. Tomou-o consigo e circuncidou-o, por causa dos judeus que se encontravam nessas regiões, pois todos sabiam que o pai de Timóteo era grego.
4Percorrendo as cidades, Paulo e Timóteo transmitiam as decisões que os apóstolos e anciãos de Jerusalém haviam tomado. E recomendavam que fossem observadas. 5As Igrejas fortaleciam-se na fé e, de dia para dia, cresciam em número. 6Paulo e Timóteo atravessaram a Frígia e a região da Galácia, pois o Espírito Santo os proibira de pregar a Palavra de Deus na Ásia.
7Chegando perto da Mísia, eles tentaram entrar na Bitínia, mas o Espírito de Jesus os impediu. 8Então atravessaram a Mísia e desceram para Trôade. 9Durante a noite, Paulo teve uma visão: na sua frente, estava de pé um macedônio que lhe suplicava: “Vem à Macedônia e ajuda-nos!” 10Depois dessa visão, procuramos partir imediatamente para a Macedônia, pois estávamos convencidos de que Deus acabava de nos chamar para pregar-lhes o Evangelho.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 99(100)

         — Aclamai o Senhor, ó terra inteira.
— Aclamai o Senhor, ó terra inteira.

— Aclamai o Senhor, ó terra inteira, servi ao Senhor com alegria, ide a ele cantando jubilosos!

— Sabei que o Senhor, só ele, é Deus, Ele mesmo nos fez, e somos seus, nós somos seu povo e seu rebanho.

— Sim, é bom o Senhor e nosso Deus, sua bondade perdura para sempre, seu amor fiel eternamente!

EVANGELHO: Jo 15,18-21

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São João.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 18“Se o mundo vos odeia, sabei que primeiro me odiou a mim. 19Se fôsseis do mundo, o mundo gostaria daquilo que lhe pertence. Mas, porque não sois do mundo, porque eu vos escolhi e apartei do mundo, o mundo por isso vos odeia.
20Lembrai-vos daquilo que eu vos disse: ‘O servo não é maior que seu senhor’. Se me perseguiram a mim, também perseguirão a vós. Se guardaram a minha palavra, também guardarão a vossa. 21Tudo isto eles farão contra vós por causa do meu nome, porque não conhecem aquele que me enviou”.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Perseguiram a Jesus, perseguirão a nós também porque o servo não é maior do que o seu senhor. Nós estamos no mundo, mas não somos do mundo. Não pensamos como o mundo nem agimos como o mundo. Escrevendo aos romanos, São Paulo recomenda não se deixar esquematizar pela sociedade na qual estamos inseridos. Não assimilar o esquema do mundo. Ao contrário, temos que ir na direção oposta. Há o mundo criado por Deus e há a sociedade criada por nós. O mundo que hoje muitos propõem como espaço cultural da vida humana não coincide com a proposta evangélica do Reino de Deus. Há, sem dúvida, uma luta entre a cultura da vida e a cultura da morte. Temos consciência de defender a vida e tudo o que coopera para que todos tenham vida em abundância. A liberdade é um valor a ser defendido. A libertinagem, porém, que permite a cada um fazer o que bem entende, cria uma cultura de morte com predomínio do egoísmo sobre o respeito mútuo. Penso em minhas conveniências, não penso na família; penso em meu corpo, não penso no nascituro; penso no meu prazer, não penso nas consequências. Um mundo sem família, um mundo sem ética, um mundo de espertos impunes pode ser para o cristão o mundo do bom combate. Um combate em favor da realização plena do ser humano.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
A Palavra de Deus hoje nos convida a crescer na confiança no Senhor e a viver a nossa fé com coragem quando surgirem as perseguições. Jesus nos lembra: “Se me perseguiram, perseguirão a vós também”. Que o Senhor, por meio de sua Palavra, nos anime e encoraje na nossa missão de sermos sal e luz do mundo.

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Leia-o e retome as palavras que mais chamaram a sua atenção. Qual é a mensagem central do Evangelho de hoje? Qual convite Jesus nos faz? A quem a mensagem de Jesus é dirigida?
“No tempo da perseguição por causa da fé, é preciso olhar para o Senhor que foi perseguido e rejeitado para aprender dele: não obstante toda perseguição, rejeição e traição por parte do seu próprio povo e discípulos, ele sempre se manteve fiel ao Deus que nunca o abandonou. É bastante provável que, em nosso texto de hoje, ‘mundo’ represente a sinagoga que persegue os cristãos até a morte (cf. At 7; 9,1-2). No envio dos discípulos, Jesus os prevenia da possibilidade de resistência violenta contra a missão cristã (Lc 10,3; Mt 10,16). Já no prólogo do evangelho, João anuncia a rejeição do Verbo de Deus (1,5.10). No diálogo catequético-batismal de Jesus com Nicodemos, Jesus apresenta o motivo da rejeição da luz por parte dos homens: ‘Porque suas obras eram más’ (3,19). É em razão da configuração da vida a Cristo que o discípulo é perseguido. Mas é nessa comunhão com o Senhor que o discípulo deve encontrar o apoio para enfrentar a rejeição, a perseguição e até a ameaça da própria vida e não sucumbir diante das adversidades próprias da missão. A razão da perseguição ou do ódio do mundo por aquilo que é de Deus é dupla: ignorância e falta de fé. Os perseguidores desconhecem o Pai e, por isso, não reconhecem que Ele enviou Jesus” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você hoje? O que significa sermos escolhidos por Jesus do meio do mundo? Qual é a missão do cristão no mundo? O que a Palavra lhe pede neste dia?
“Um Evangelho que não desperta o ódio do mundo, ou é muito brando ou está corrompido. Se os valores do Evangelho não questionam a política de morte, de exclusão, de fome, de miséria, de escravidão, e tantas outras situações que clamam por justiça, significa que calaram a voz dos profetas. O cristão não pode disseminar o ódio no mundo; ao contrário, o amor é a nossa meta e a nossa linguagem. É justamente pelo amor que seremos a revolução de que este mundo necessita. Quando pregamos o Evangelho sem cruz, nossa pregação perde sua força profética e não somos sinais de contradição para ninguém. Um bom cristão está sempre na contramão de tudo que não promove a vida” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)
Papa Francisco tem nos convidado a rezar pelos cristãos perseguidos. Ele nos motiva: “Do Senhor ressuscitado imploramos hoje a graça de não cedermos ao orgulho que alimenta a violência e as guerras, mas termos a coragem humilde do perdão e da paz. A Jesus vitorioso pedimos que alivie os sofrimentos de tantos irmãos nossos perseguidos por causa do seu nome, bem como de todos aqueles que sofrem injustamente as consequências dos conflitos e das violências em curso, e que são tantas”. Rezemos hoje por essas intenções.

Contemplação (Vida e Missão)
Qual apelo a Palavra de Deus despertou hoje em seu coração? Pense em uma ação concreta e procure torná-la realidade. Conte, para isso, com a graça de Deus.

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas