Oração diária, Ninguém vai ao Pai senão por mim - Jo 14,6-14

São Filipe e São Tiago – Ano Litúrgico B

03 de maio de 2018

Comentário do Evangelho

Sabemos que o fim é o Pai, e sabemos que o Filho é o caminho. Ele é o caminho, a verdade e a vida, o verdadeiro caminho que leva à vida. Quem entra por esse caminho já tem o fim garantido, porque quem vê Jesus, vê o Pai. Jesus pede a Filipe e a nós que acreditemos no que ele diz: ele está no Pai e o Pai está nele. Tudo o que Jesus ensinou e os escritores sagrados redigiram foi meditado, estudado, refletido pelos cristãos de todos os tempos, até os nossos dias. Buscaram palavras apropriadas para transmitir com clareza e exatidão o que Jesus disse e o que as Escrituras nos transmitiram. Os pensadores cristãos e os Concílios, em seus estudos e meditações, transmitiram a fé das comunidades: Jesus ensinou que ele é uma pessoa e o Pai é outra pessoa, e assim também o Espírito Santo, mas que os três são um só Deus.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Celebramos hoje São Filipe e São Tiago, apóstolos. No início de nossa leitura orante, peçamos ao Espírito Santo a graça de compreendermos o mistério da vida de Cristo que a Palavra hoje nos apresenta: sua relação com o Pai.
Rezemos: “Senhor Jesus, dá-me um coração simples para compreender a riqueza de ensinamentos escondida em tua Palavra. Envia teu Espírito Santo para que eu não tenha medo de escutá-la e vivê-la conforme a tua vontade. Que a Palavra transforme o meu coração através da fé e confiança que eu deposito em ti. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Leia-o e procure compreender o contexto do relato bíblico. Quais são as palavras ou gestos de Jesus? Qual tema perpassa a discussão dos personagens? De que forma Jesus manifesta o Pai?
“A nossa fé é apostólica, ela depende do testemunho dos apóstolos que foram testemunhas oculares de tudo o que Jesus fez e ensinou. Por isso, a festa dos apóstolos Filipe e Tiago é a ocasião de agradecermos a Deus aqueles que nos precederam e a fé que nos transmitiram. O evangelho deste dia é parte do discurso de despedida de Jesus (13,31–14,31). O discurso é interrompido algumas vezes pela intervenção de um dos discípulos. Do ponto de vista retórico, essas intervenções fazem o discurso avançar e permitem a Jesus esclarecer questões importantes acerca do seu destino e da vida dos seus discípulos. O pedido de Filipe, repetido por Jesus (v. 9), revela a incompreensão e a incredulidade dos discípulos (v. 10), a dificuldade de poder entrar no mistério de Deus revelado em Jesus. A comunhão de Jesus com o Pai é tal (v. 10) que estar diante de Jesus é estar diante de Deus. O que é dito a Nicodemos vale para os discípulos: ‘É preciso nascer do alto’ (Jo 3,7). A verdade é esta: Jesus ‘é a imagem do Deus invisível’ (Cl 1,15). Os discípulos terão de passar pela dura prova da paixão e morte de Jesus para que, à luz da ressurreição, possam compreender que na vida de Jesus a graça de Deus habitava em plenitude” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
Qual mensagem a Palavra de Deus lhe revela hoje? Você crê que Jesus revela o Pai? Como vive sua fé no Filho de Deus que veio ao mundo e é o Caminho para o Pai?
A falta de fé impediu Filipe de fazer a experiência de que estar diante de Jesus é estar diante de Deus. Também nós podemos estar vivendo essa mesma dificuldade. Filipe teve que fazer o longo e duro percurso da fé para poder compreender que Jesus é o Enviado e revela o Pai. Somente por meio de Jesus conhecemos o Pai, e as obras que Ele realiza dão testemunho de que o Pai está nele.

Oração (Vida)
Apresente ao Senhor o desejo que brotou em seu coração e peça a graça de vivê-lo durante o dia. Faça sua prece de agradecimento ou pedido.
Conclua com a oração: “Jesus, divino Mestre, nós vos adoramos, Filho muito amado do Pai, caminho único para chegarmos a Ele. Nós vos louvamos e agradecemos, porque sois o exemplo que devemos seguir. Com simplicidade queremos aprender de Vós o modo de ver, julgar e agir. Queremos ser atraídos por Vós, para que, caminhando nas vossas pegadas, possamos viver dia a dia a liberdade dos filhos de Deus e buscar, em tudo, a vontade do Pai. Aumentai nossa esperança, impulsionando plenamente o nosso ser e o nosso agir. Ajudai-nos a retratar em nossa vida a vossa imagem, para que assim vos possamos possuir eternamente no céu. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)
Com a Palavra de Deus na mente e no coração, qual atitude você se propõe a viver hoje?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas