Liturgia diária, Nossa Senhora das Dores - Lc 2,33-35

Nossa Senhora das Dores- Ano Litúrgico A

15 de setembro de 2017

ORAÇÃO DO DIA

Pai, a prática do amor e da justiça revele tua ação no íntimo do meu coração, transformando-me em instrumento de tua misericórdia, que eleva a humanidade decaída.

PRIMEIRA LEITURA: Hb 5,7-9

Leitura da Carta aos Hebreus

7Cristo, nos dias de sua vida terrestre, dirigiu preces e súplicas, com forte clamor e lágrimas, àquele que era capaz de salvá-lo da morte. E foi atendido por causa de sua entrega a Deus. 8Mesmo sendo Filho, aprendeu o que significa a obediência a Deus por aquilo que ele sofreu. 9Mas, na consumação de sua vida, tornou-se causa de salvação eterna para todos os que lhe obedecem.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 31

          — Salvai-me pela vossa compaixão, ó Senhor Deus!
— Salvai-me pela vossa compaixão, ó Senhor Deus!

— Senhor, eu ponho em vós minha esperança; que eu não fique envergonhado eternamente. Porque sois justo, defendei-me e libertai-me; apressai-vos, ó Senhor, em socorrer-me!

— Sede uma rocha protetora para mim, um abrigo bem seguro que me salve! Sim, sois vós a minha rocha e fortaleza; por vossa honra orientai-me e conduzi-me!

— Retirai-me desta rede traiçoeira, porque sois o meu refúgio protetor! Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito, porque vós me salvareis, ó Deus fiel!

— A vós, porém, ó meu Senhor, eu me confio, e afirmo que só vós sois o meu Deus! Eu entrego em vossas mãos o meu destino; libertai-me do inimigo e do opressor!

— Como é grande, ó Senhor, vossa bondade, que reservastes para aqueles que vos temem! Para aqueles que em vós se refugiam, mostrando, assim, o vosso amor perante os homens.

EVANGELHO:  Jo 19,25-27

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São João.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 25perto da cruz de Jesus, estavam de pé a sua mãe, a irmã da sua mãe, Maria de Cléofas, e Maria Madalena. 26Jesus, ao ver sua mãe e, ao lado dela, o discípulo que ele amava, disse à mãe: “Mulher, este é o teu filho”. 27Depois disse ao discípulo: “Esta é a tua mãe”. Daquela hora em diante, o discípulo a acolheu consigo

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

“Uma espada de dor traspassará a tua alma.” Certamente naquele dia de bênção e alegria no Templo de Jerusalém, Maria poderia esperar uma palavra profética mais animadora do que esta feita de espada e de dores. Contudo, Maria é a mulher forte que assumiu a sua vocação de Mãe daquele que deveria beber o cálice do martírio até o fim. Depois da festa da Santa Cruz, celebramos as Dores de Nossa Senhora. A piedade cristã reuniu sete momentos cruciantes da vida de Maria junto a seu filho, Jesus. A primeira foi esta, na apresentação do menino no Templo; a segunda, quando tiveram que fugir para o Egito; a terceira, quando aos doze anos o menino se perdeu no Templo; depois, já adulto, Maria o encontra no caminho do Calvário; ficou firme aos pés da cruz; viu quando a lança atravessou o lado de Jesus e acompanhou o corpo até o sepulcro. Sentimos com Maria a força da dor, dividimos com ela os sofrimentos para com ela participar da glória no paraíso. Maria é cheia de graça, é bendita entre todas as mulheres, é Mãe de Deus, mas é sempre a jovem de Nazaré, que vai depressa ajudar Isabel, que guarda no coração o que dizem de Jesus, que não entende tudo o que ele diz. É a mãe que carregou o menino em seu ventre e em seu colo, que o viu crescer e agora o vê pregado na cruz. Outras dores se ocultavam em seu coração preocupado com as estranhas companhias de seu filho, aqueles apóstolos e discípulos, que o faziam correr riscos diante das autoridades.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2017’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém! A Igreja recorda e celebra Nossa Senhora com o título de Nossa Senhora das Dores. É o amor incondicional de Mãe de Nossa Senhora. Rezemos: “Divino Espírito Santo, necessitamos muito de vossa ajuda para conhecer o caminho que devemos seguir. Temos necessidade de vós, para que o nosso coração, inundado pela vossa consolação, se abra e que, muito além das palavras e dos conceitos, possamos perceber a vossa presença. Iluminai a nossa mente, movei o nosso coração, para que esta meditação produza em nós frutos de vida. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto bíblico? Faça uma leitura atenta do Evangelho, quantas vezes julgar necessário, e destaque as palavras que se repetem. Há relação entre elas? Procure compreender também o contexto do relato evangélico. Qual tema perpassa a discussão dos personagens? Qual é a mensagem central do texto?

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você? Que mensagem a Palavra de Deus revela a você neste dia? Se sentir necessidade, leia o Evangelho novamente para escutar o que o Senhor tem a lhe dizer. Durante a leitura, permita que a Palavra se misture com a sua vida.

Oração (Vida)
O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? Faça a sua oração com o Senhor e apresente-lhe o desejo que brotou em seu coração. Peça a Ele a graça de uma vida nova, vivida com a Palavra, e agradeça-lhe tudo que Ele lhe dá todos os dias.

Contemplação (Vida e Missão)
Qual novo olhar nasceu em você, a partir da Palavra? Com a Palavra de Deus na mente e no coração, qual atitude você se compromete a viver no dia de hoje?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.