Liturgia diária - O Cristo será da descendência de Davi - Jo 7,40-53

4ª Semana da Quaresma – Ano Litúrgico A

01 de abril de 2017

ORAÇÃO DO DIA

Pai, ajuda-me a acolher, sem preconceitos, a revelação de Jesus, pois sua identidade messiânica de Filho de Deus transparece nas palavras e nos sinais que ele realizou.

PRIMEIRA LEITURA:  Jr 11,18-20

Leitura do Livro do Profeta Jeremias – 18Senhor, avisaste-me e eu entendi; fizeste-me saber as intrigas deles. 19Eu era como manso cordeiro levado ao sacrifício, e não sabia que tramavam contra mim: “Vamos cortar a árvore em toda a sua força, eli­miná-lo do mundo dos vivos, para seu nome não ser mais lembrado”.
20E tu, Senhor dos exércitos, que julgas com justiça e perscrutas os afetos do coração, concede que eu veja a vingança que tomarás contra eles, pois eu te confiei a minha causa.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 7

          — Senhor meu Deus, em vós procuro o meu refúgio.
— Senhor meu Deus, em vós procuro o meu refúgio.

— Senhor meu Deus, em vós procuro o meu refúgio: vinde salvar-me do inimigo, libertai-me! Não aconteça que agarrem minha vida como um leão que despedaça a sua presa, sem que ninguém venha salvar-me e libertar-me!

— Julgai-me, Senhor Deus, como eu mereço e segundo a inocência que há em mim! Ponde um fim à iniquidade dos perversos, e confir­mai o vosso justo, ó Deus-Justiça, vós que sondais os nossos rins e corações.

— O Deus vivo é um escudo protetor, e salva aqueles que têm reto coração. Deus é juiz, e ele julga com justiça, mas é um Deus que ameaça cada dia.

EVANGELHO:  Jo 7,40-53

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São João.
          – Glória a vós, Senhor.

         Naquele tempo, 40ao ouvirem as palavras de Jesus, algumas pessoas diziam: “Este é, verdadeiramente, o Profeta”. 41Outros diziam: “Ele é o Messias”. Mas alguns objetavam: “Porventura o Messias virá da Galileia? 42Não diz a Escritura que o Messias será da descendência de Davi e virá de Belém, povoado de onde era Davi?”
43Assim, houve divisão no meio do povo por causa de Jesus. 44Alguns queriam prendê-lo, mas ninguém pôs as mãos nele. 45Então, os guardas do Templo voltaram para os sumos sacerdotes e os fariseus, e estes lhes perguntaram: “Por que não o trouxestes?”
46Os guardas responderam: “Ninguém jamais falou como este homem”. 47Então os fari­seus disseram-lhes: “Também vós vos dei­xastes enganar? 48Por acaso algum dos chefes ou dos fariseus acreditou nele? 49Mas esta gente que não conhece a Lei, é maldita!”
50Nicodemos, porém, um dos fariseus, aquele que se tinha encontrado com Jesus anteriormente, disse: 51“Será que a nossa Lei julga alguém, antes de o ouvir e saber o que ele fez?” 52Eles responderam: “Também tu és galileu, porventura? Vai estudar e verás que da Galileia não surge profeta”. 53E cada um voltou para sua casa.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Aproximam-se os dias da Paixão e Morte do Senhor. Tramam contra a sua vida. No meio das controvérsias, surge a figura de Nicodemos, fariseu sábio e sensato. Cristo vem da Galileia ou vem de Belém? “Examine as Escrituras”, dizem, “e você verá que da Galileia não surge profeta”. Devia estar escrito “da Galileia não surge ‘o’ profeta”. Ao menos Jonas foi um profeta da Galileia, mas “o” profeta por excelência, aquele semelhante a Moisés que Deus faria surgir do meio do povo, identificado com o Messias, deveria vir de Belém. Assim foi dito de Jesus: “Verdadeiramente ele é ‘o’ profeta”, e não um profeta entre outros. Moisés tinha dito que era preciso ouvir este profeta. Os “malditos” que não conheciam a Lei o ouviram. Os chefes, porém, não acreditaram nele.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2017’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
No início da nossa leitura orante, peçamos ao Espírito Santo a graça de compreender o mistério da vida de Cristo que a Palavra nos apresenta hoje.
Oremos: “Senhor Jesus, dá-me um coração simples para compreender a riqueza de ensinamentos escondida em tua Palavra. Envia teu Espírito Santo para que eu não tenha medo de escutá-la e vivê-la conforme a tua vontade. Que a Palavra transforme o meu coração através da fé e confiança que eu deposito em ti. Amém.”

Leitura (Verdade)
Leia o texto bíblico atentamente. O que diz o Evangelho? Qual tema perpassa a discussão dos personagens? O que as pessoas falam a respeito de Jesus?
Algumas pessoas da multidão, diante dos sinais e das palavras de Jesus, começam a acreditar que Ele é um Profeta. Já para outros, Jesus é o Cristo, o Messias. Surgem então alguns questionamentos: porventura o Messias virá da Galileia? Não diz a Escritura que o Messias virá da descendência de Davi e virá de Belém, povoado de onde era Davi?
Conforme as Escrituras, Deus, por meio do profeta Natã, havia prometido a Davi uma descendência que ocupasse o seu trono para sempre. Porém, os reis descendentes de Davi foram todos depostos e não restou nenhum herdeiro. E então, o que dizer da promessa de Deus? No povo ainda permanecia a esperança de que um dia ressurgiria um novo Filho de Davi para libertar e conduzir o seu povo e de que Deus, assim, continuaria o seu reinado. Quando o povo reconheceu em Jesus de Nazaré o enviado de Deus, logo o aclamaram como Messias e Filho de Davi.
Sobre o fato de que o Messias virá de Belém, cidade de Davi: Belém é a cidade de origem da dinastia davídica. Jesus nasce como descendente de Davi na cidade da família de Davi, e José, pai adotivo de Jesus, confere-lhe juridicamente a ascendência davídica.
Diante da afirmação dos guardas – “Ninguém jamais falou como este homem” –, entendemos a força das palavras de Jesus. Os guardas reconhecem que a Palavra de Jesus de Nazaré é única, diferente. Jesus fala como quem tem autoridade. E essa autoridade se deve ao fato de que suas palavras estão ligadas ao seu testemunho. Uma autoridade que foi capaz de vencer as autoridades que o queriam prender.

Meditação (Caminho)
Agora, vamos trazer a reflexão da Palavra para a nossa vida. O que o texto diz a você? Que aspectos do mistério de Deus esta passagem lhe possibilita conhecer? Qual traço de Jesus a Palavra lhe revela? Para você, Jesus é um profeta, o Messias, o libertador? Como você acolhe em seu coração a atitude de encantamento dos guardas e suas palavras: “Ninguém jamais falou como este homem”?

Oração (Vida)
Mantendo em mente a sua caminhada quaresmal e os apelos que a Palavra de Deus revelou ao seu coração, apresente ao Senhor a sua oração.
Em comunhão com a Igreja, reze também a oração da Campanha da Fraternidade: “Deus, nosso Pai e Senhor, nós vos louvamos e bendizemos, por vossa infinita bondade. Criastes o universo com sabedoria e o entregastes em nossas frágeis mãos para que dele cuidemos com carinho e amor. Ajudai-nos a ser responsáveis e zelosos pela Casa Comum. Cresça, em nosso imenso Brasil, o desejo e o empenho de cuidar mais e mais da vida das pessoas e da beleza e riqueza da criação, alimentando o sonho do novo céu e da nova terra que prometestes. Amém!”

Contemplação (Vida e Missão)
Com a Palavra de Deus na mente e no coração, qual atitude você se propõe a viver hoje?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.