Liturgia diária, O Espírito Santo vos ensinará o que dizer - Lc 12,8-12

28ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico C

19 de outubro de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Pai, seja eu instruído pelo Espírito Santo, para estar sempre pronto a dar testemunho corajoso de minha fé em teu Filho Jesus.

PRIMEIRA LEITURA: Rm 4,13.16-18

Leitura da Carta de São paulo aos Romanos

Irmãos, 13não foi por causa da Lei, mas por causa da justiça que vem da fé, que Deus prometeu o mundo como herança a Abraão ou à sua descendência. 16É em virtude da fé que alguém se torna herdeiro. Logo, a condição de herdeiro é uma graça, um dom gratuito, e a promessa de Deus continua valendo para toda a descendência de Abraão, tanto para a descendência que se apega à Lei, quanto para a que se apoia somente na fé de Abraão, que é o pai de todos nós. 17Pois está escrito: “Eu fiz de ti pai de muitos povos”. Ele é pai diante de Deus, porque creu em Deus que vivifica os mortos e faz existir o que antes não existia. 18Contra toda a humana esperança, ele firmou-se na esperança e na fé. Assim, tornou-se pai de muitos povos, conforme lhe fora dito: “Assim será a tua posteridade”.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 104(105)

         — O Senhor se lembra sempre da Aliança.
— O Senhor se lembra sempre da Aliança.

— Descendentes de Abraão, seu servidor, e filhos de Jacó, seu escolhido, ele mesmo, o Senhor, é nosso Deus, vigoram suas leis em toda a terra.

— Ele sempre se recorda da Aliança, promulgada a incontáveis gerações; da Aliança que ele fez com Abraão, e do seu santo juramento a Isaac.

— Ele lembrou-se de seu santo juramento, que fizera a Abraão, seu servidor. Fez sair com grande júbilo o seu povo, e seus eleitos, entre gritos de alegria

EVANGELHO: Lc 12,8-12

          – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 8“Todo aquele que der testemunho de mim diante dos homens, o Filho do Homem também dará testemunho dele diante dos anjos de Deus. 9Mas aquele que me renegar diante dos homens, será negado diante dos anjos de Deus. 10Todo aquele que disser alguma coisa contra o Filho do Homem será perdoado. Mas quem blasfemar contra o Espírito Santo não será perdoado. 11Quando vos conduzirem diante das sinagogas, magistrados e autoridades, não fiqueis preocupados como ou com que vos defendereis, ou com o que direis. 12Pois, nessa hora, o Espírito Santo vos ensinará o que deveis dizer”.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Os discípulos estão sendo instruídos por Jesus no caminho para Jerusalém. Eles devem tomar decisões sérias, optar por Jesus de forma clara e consciente para poderem se posicionar, com a força do Espírito Santo, diante das autoridades que os perseguirem. No entanto, Jesus aceita que alguém diga uma palavra contra ele, mas não aceita que blasfemem contra o Espírito Santo. Os discípulos receberam e estão recebendo cada dia mais a revelação sobre a pessoa de Jesus. Outros não sabem quem é Jesus, não entendem que ele possa ser o Messias e menos ainda que ele seja Deus e Homem. Por isso, estão perdoados se falarem contra ele. O Espírito Santo, porém, é o amor que está em cada um de nós e que se manifesta nas nossas relações humanas. Não aceitar Jesus pode ser desculpado, mas não aceitar o próximo que é igual a nós, que podemos ver e sentir, é pecar contra o Espírito Santo, que é o amor em nós. Isso não tem desculpa. O mesmo vale para a Igreja, que alguém rejeita por não ter dela uma ideia exata, ou por não compreender a limitação humana de seus representantes. Mas não se alegrar com o bem do outro, não socorrer quem está em necessidade, é imperdoável.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Abrir o coração e predispor a mente, a fim de acolher os ensinamentos da palavra que a liturgia de hoje nos propõe. Rezemos:
“Ó Espírito Santo, Amor do Pai e do Filho! Inspirai-me sempre aquilo que devo pensar, aquilo que devo dizer, como eu devo dizê-lo, aquilo que devo calar, aquilo que devo escrever, como eu devo agir, aquilo que devo fazer, para procurar a vossa glória, o bem das almas e minha própria santificação. Ó Jesus, toda a minha confiança está em Vós. Ó Maria, Templo do Espírito Santo, ensinai-nos a sermos fiéis àquele que habita em nosso coração. Amém” (Cardeal Verdier). Releia o Evangelho de hoje e espelhe sua vida nessas palavras de Jesus.

Leitura (Verdade)
É preciso que nosso testemunho sobre a pessoa de Jesus tenha coerência entre palavras e atitudes.
“Para Jesus, há uma estreita identificação com o projeto de Deus e o projeto a favor do homem, que ele, Filho do Homem, encarna. Para isso, imagina uma cena judicial paralela diante dos homens e diante do Pai. Um exemplo positivo deste ensinamento é dado por Estêvão, como nos revelam os Atos dos Apóstolos. Para poder testemunhar a Cristo, precisamos vivê-lo. Caso contrário podemos cair no falso testemunho. Hoje se procura reduzir a fé a uma questão pessoal e subjetiva. Proclamar a própria adesão a Jesus pode ser considerado fanatismo. Pascal exaltava os mártires, testemunhas que se deixam matar. Se o martírio não é uma possibilidade concreta, a fidelidade é para todos. Para isso contamos com a luz do Espírito Santo” (Frei Aldo Colombo, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O Espírito de Deus é o amor, é a vida de Deus e de tudo quanto existe como criação sua. Este amor nos revelou e deu o Filho, amando-nos com o mesmo amor do Pai. A missão do discípulo é aquela de conhecer e amar sempre mais o Senhor, para ser testemunha dele diante de todos os homens.

Oração (Vida)
“Pai querido, Deus da vida. Foi vosso amor que nos criou à vossa imagem e semelhança. Ajudai-nos para que possamos viver bem o precioso dom da vida. Que o nosso olhar, nosso falar e todo o nosso viver nos assemelhem sempre mais ao vosso filho Jesus. Só assim poderemos testemunhar aos que se relacionam conosco que o vosso amor é infinito, é misericordioso e fiel. Então, ajudai-nos a permanecer sempre em vossa presença, abertos(as) ao vosso amor. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)
O que está sendo pedido à sua vida, aqui e agora? Ao concluir sua reflexão do texto bíblico e sua oração, em quais realidades você percebe a necessidade de um testemunho mais concreto? O que você pretende fazer para que isso aconteça? Que outro apelo a Palavra de Deus despertou em seu coração? O que você deseja viver hoje?

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas