Oração diária, O Pai ama o Filho e entregou tudo em suas mãos - Jo 3,31-36

2ª Semana da Páscoa – Ano Litúrgico B

12 de abril de 2018

ORAÇÃO DO DIA

Pai, faze-me dócil e acolhedor diante do testemunho de Jesus que nos revela a tua Palavra, empenhando-me a levar cada ser humano a entrar em profunda comunhão contigo.

PRIMEIRA LEITURA: At 5,27-33

Leitura dos Atos dos Apóstolos – Naqueles dias, 27eles levaram os apóstolos e os apresentaram ao Sinédrio. O sumo sacerdote começou a interrogá-los, 28dizendo: “Nós tínhamos proibido expressamente que vós ensinásseis em nome de Jesus. Apesar disso, enchestes a cidade de Jerusalém com a vossa doutrina. E ainda nos quereis tornar responsáveis pela morte desse homem!”
29Então Pedro e os outros apóstolos responderam: “É preciso obedecer a Deus, antes que aos homens. 30O Deus de nossos pais ressuscitou Jesus, a quem vós ma­tastes, pregando-o numa cruz. 31Deus, por seu poder, o exaltou, tornando-o Guia Supremo e Salvador, para dar ao povo de Israel a conversão e o perdão dos seus pecados. 32E disso somos testemunhas, nós e o Espírito Santo, que Deus concedeu àqueles que a Ele obedecem”. 33Quando ouviram isto, ficaram furiosos e queriam matá-los. – Palavra do Senhor.
– Graças a Deus. 

SALMO 33

 — Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido.
— Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido.
— Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, seu louvor estará sempre em minha boca. Provai e vede quão suave é o Senhor! Feliz o homem que tem nele o seu refúgio!
— Mas ele volta a sua face contra os maus, para da terra apagar sua lembrança. Clamam os justos, e o Senhor bondoso escuta e de todas as angústias os liberta.— Do coração atribulado ele está perto e conforta os de espírito abatido. Muitos males se abatem sobre os justos, mas o Senhor de todos eles os liberta.

EVANGELHO: Jo 3,31-36

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São João.
          – Glória a vós, Senhor.31“Aquele que vem do alto está acima de todos. O que é da terra, pertence à terra e fala das coisas da terra. Aquele que vem do céu está acima de todos. 32Dá testemunho daquilo que viu e ouviu, mas ninguém aceita o seu testemunho. 33Quem aceita o seu testemunho atesta que Deus é verdadeiro. 34De fato, aquele que Deus enviou fala as palavras de Deus, porque Deus lhe dá o espírito sem medida.
35O Pai ama o Filho e entregou tudo em sua mão. 36Aquele que acredita no Filho possui a vida eterna. Aquele, porém, que rejeita o Filho não verá a vida, pois a ira de Deus permanece sobre ele”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Houve uma discussão entre os discípulos de Jesus e os discípulos de João Batista. João conversa com os seus discípulos. A passagem de hoje é lida como continuação da fala de João Batista, mas de fato é continuação da conversa de Jesus com Nicodemos. O Pai ama o Filho e entregou tudo em suas mãos. É preciso, pois, crer no Filho para ter a vida eterna, porque o Filho fala as palavras de Deus. Ele veio do alto, veio do céu e dá testemunho do que viu e ouviu. Ele sabe o que é e como é a vida do outro lado. Quem acredita nele, acredita em Deus. Quem não acredita nele, a ira de Deus permanece sobre ele. Podemos acreditar em Jesus de forma explícita, completa e perfeita, sabendo quem ele é, aderindo a ele de todo o coração e praticando tudo o que ele ensinou, principalmente o mandamento do amor. Como tudo se centraliza na prática do amor fraterno, quem ama o próximo faz o que Jesus mandou e, de certa forma, crê em Jesus. No entanto, se a fé não for clara e determinada, ela pode fraquejar. Alguém pode desistir de amar quando o amor não é fundamentado na fé. Daí a necessária presença dos cristãos no mundo: para que ninguém desista de amar e perceba a importância da fé.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Antes de nos aproximarmos do texto que a liturgia de hoje nos propõe, preparemo-nos para acolher a comunicação do próprio Deus, que fala conosco pela sua Palavra. Rezemos: “Vinde, Espírito Santo, enchei os corações de vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai, Senhor, o vosso Espírito, e tudo será criado, e renovareis a face da terra. Oremos: Senhor, nosso Deus, que pela luz do Espírito Santo instruístes o coração dos vossos fiéis, fazei-nos dóceis ao mesmo Espírito, para apreciarmos o que é justo e nos alegrarmos sempre com a sua presença. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Leia-o atentamente. Depois, faça uma nova leitura, repetindo as palavras que mais chamaram sua atenção. Quem é Jesus segundo o texto? Quais são as convicções que se expressam no Evangelho?
“O discurso precedente é interrompido pela notícia do batismo de João e o de Jesus (vv. 22-30). Os versículos 31 a 36 são a retomada do discurso motivado pela visita, à noite, de Nicodemos, um notável entre os judeus. Aquele que vem do Alto tem não somente sua origem em Deus, mas é movido pelo ‘sopro’ de Deus (cf. v. 6). O Espírito Santo, o sopro de Deus, é que faz contemplar e escutar o que é celeste. Como todo enviado, ele traz a marca, o selo, de quem o enviou. Sua mensagem é uma palavra apropriada, uma vez que ele fala do que viu e ouviu (cf. v. 32). É Deus que fala por meio dele; sua palavra é de Deus. O testemunho do Filho único de Deus está enraizado nesse dinamismo. Acolher o seu testemunho é fazer a experiência de que Deus é verdadeiro. Jesus é quem, pelo seu testemunho, pela sua vida, revela o Pai. A fé no Filho, que vive em comunhão com o Pai, dá a vida eterna. Não é mais a Lei que dá a vida (cf. Dt 30,15-18), mas a fé no Filho” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
Releia o texto e, silenciando seu coração, pergunte-se o que o Senhor quer dizer-lhe por meio da Palavra. Qual é a importância das palavras de Jesus para sua vida?

Oração (Vida)
Prece a Cristo Ressuscitado
“Jesus Cristo Ressuscitado, que rompes as cadeias da morte e estás acima das categorias de tempo e espaço, ensina-nos que morrer não é o fim, mas passagem para a vida eterna. Aumenta nossa fé, fortalece nossa esperança e incentiva-nos à prática da caridade. Tu, que aos apóstolos reunidos no cenáculo ofereces o dom da paz, vem visitar nossos lares, afasta de nós todo tipo de vício, falta de respeito e violência e ajuda-nos a manter um clima de compreensão e diálogo renovador. Abençoa, Senhor Jesus, as famílias do mundo inteiro. Cuida de nossas crianças e jovens, move os governantes a defender os interesses do povo, criando mais emprego e melhores condições de saúde e segurança. Que todos nós, seguidores de Jesus Ressuscitado, possamos unir nossas forças e inteligência para a construção de uma sociedade fraterna, em que todos vivam como irmãos e amigos. Acolhe nossa prece, ó Cristo Ressuscitado, tu que vives com o Pai na unidade do Espírito Santo. Amém” (Pe. Luiz Miguel Duarte, sacerdote paulino).

Contemplação (Vida e Missão)
É o momento de responder à presença de Deus em nossa vida com um compromisso, um gesto concreto. De que forma você deseja colocar em prática os apelos que a Palavra de Deus despertou em seu coração neste dia?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém