Liturgia diária, O santo de Deus - Lc 4,31-37
site-de-catequese

22ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico A

05 de setembro de 2017

ORAÇÃO DO DIA

Pai, faze-me forte para enfrentar e vencer as forças malignas que cruzam meu caminho, tentando afastar-me de ti. Como Jesus, quero abalar o poder do mal deste mundo.

PRIMEIRA LEITURA: 1Ts 5, 1-6.9-11

Leitura da primeira carta de são Paulo aos Tessalonicenses – 1A respeito da época e do momento, não há necessidade, irmãos, de que vos escrevamos. 2Pois vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como um ladrão de noite. 3Quando os homens disserem: Paz e segurança!, então repentinamente lhes sobrevirá a destruição, como as dores à mulher grávida. E não escaparão. 4Mas vós, irmãos, não estais em trevas, de modo que esse dia vos surpreenda como um ladrão. 5Porque todos vós sois filhos da luz e filhos do dia. Não somos da noite nem das trevas. 6Não durmamos, pois, como os demais. Mas vigiemos e sejamos sóbrios. 9Porquanto não nos destinou Deus para a ira, mas para alcançar a salvação por nosso Senhor Jesus Cristo. 10Ele morreu por nós, a fim de que nós, quer em estado de vigília, quer de sono, vivamos em união com ele. 11Assim, pois, consolai-vos mutuamente e edificai-vos uns aos outros, como já o fazeis.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 26

          — Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver, na terra dos viventes.
— Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver, na terra dos viventes.

—  O Senhor é minha luz e salvação; de quem eu terei medo? O Senhor é a proteção da minha vida; perante quem eu tremerei?

— Ao Senhor eu peço apenas uma coisa, e é só isto que eu desejo: habitar no santuário do Senhor por toda a minha vida; saborear a suavidade do Senhor e contemplá-lo no seu templo.

— Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver, na terra dos viventes. Espera no Senhor e tem coragem, espera no Senhor! .

EVANGELHO: Lc 4, 31-37

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, Jesus 31desceu a Cafarnaum, cidade da Galiléia, e ali ensinava-os aos sábados. 32Maravilharam-se da sua doutrina, porque ele ensinava com autoridade. 33Estava na sinagoga um homem que tinha um demônio imundo, e exclamou em alta voz: 34Deixa-nos! Que temos nós contigo, Jesus de Nazaré? Vieste para nos perder? Sei quem és: o Santo de Deus! 35Mas Jesus replicou severamente: Cala-te e sai deste homem. O demônio lançou-o por terra no meio de todos e saiu dele, sem lhe fazer mal algum. 36Todos ficaram cheios de pavor e falavam uns com os outros: Que significa isso? Manda com poder e autoridade aos espíritos imundos, e eles saem? 37E corria a sua fama por todos os lugares da circunvizinhança.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Jesus adulto é batizado, passa pelo deserto da tentação e dá início a sua pregação. Começou em Nazaré e começaram as oposições, mas ele prossegue o seu caminho. Em Nazaré anunciou o ano da libertação. Em Cafarnaum enfrentou o demônio que aprisiona. Sua fama se espalhava e perguntavam o que estava acontecendo. Em Nazaré citou Isaías e falou dos pobres, presos, cegos, oprimidos. Falou também da viúva de Sarepta e de Naamã, o sírio. Juntem todos e compreenderemos a missão universal de Israel. Israel não foi eleito para si, foi eleito para o serviço da humanidade. Em Cafarnaum, a situação humana é concreta. Lá estava um homem que tinha um espírito impuro. Um homem possesso de um espírito de demônio impuro. Entenda como quiser, mas entenda que se trata de um ser humano diminuído. Não é bem humano, não é claramente imagem e semelhança de Deus. É preciso restaurá-lo. Libertá-lo do que o amarra, do que o diminui. Ele é o retrato dos pobres, dos presos, dos cegos, dos oprimidos, dos estrangeiros. É vítima de uma ideologia religiosa de dominação que, em vez de libertar, aprisiona.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2017’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Iniciemos a nossa oração em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém! Peçamos que o Divino Espírito Santo renove em nós os seus dons e seja sempre a luz a nos guiar. “Ó Espírito Santo, ilumina a nossa mente e o nosso coração para que a tua palavra se torne vida em nossa vida. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto bíblico? Faça a leitura do Evangelho, atentando-se aos lugares, às pessoas, ao que está acontecendo na narrativa. Quem é Jesus? O que Ele ensina? Como é o seu ensinamento? Como as pessoas acolhem as palavras de Jesus? O que Ele realiza na vida daqueles que o escutam?

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você? Neste momento de meditação, leia o Evangelho novamente e deixe-se tocar pela Palavra. Permita que a sua vida se misture com a Palavra e escute, por meio dela, o que o Senhor quer lhe dizer.

Oração (Vida)
O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? Faça a sua oração, rezando por si mesmo(a) e pelas realidades que o(a) cercam. Por meio da oração, você fala ao coração de Deus, por isso, não tenha medo de dizer-lhe o que se passa com você. Reze também pela paz no mundo.

Contemplação (Vida e Missão)
Qual novo olhar nasceu em você, a partir da Palavra? Qual sentimento você experimenta? Que palavra deseja colocar em prática hoje?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.