Oração diária O valor da gratuidade

31ª Semana Comum – Ano Litúrgico C

31 de outubro de 2016

ORAÇÃO DO DIA

Pai, coloca no meu coração um amor desinteressado e gratuito, que saiba ser generoso sem esperar outra recompensa a não ser a que vem de ti.

PRIMEIRA LEITURA:  Fl 2,1-4

Leitura da Carta de São Paulo aos Filipenses – Irmãos, 1se existe consolação na vida em Cristo, se existe alento no mútuo amor, se existe comunhão no Espírito, se existe ternura e compaixão, 2tornai então completa a minha alegria: aspirai à mesma coisa, unidos no mesmo amor; vivei em harmonia, procurando a unidade. 3Nada façais por competição ou vanglória, mas, com humildade, cada um julgue que o outro é mais importante, 4e não cuide somente do que é seu, mas também do que é do outro. – Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 130

          — Guardai-me, em paz, junto a vós, ó Senhor!
— Guardai-me, em paz, junto a vós, ó Senhor!

— Senhor, meu coração não é orgulhoso, nem se eleva arrogante o meu olhar; não ando à procura de grandezas, nem tenho pretensões ambiciosas!

— Fiz calar e sossegar a minha alma; ela está em grande paz dentro de mim, como a criança bem tranquila, amamentada no regaço acolhedor de sua mãe.

— Confia no Senhor, ó Israel, desde agora e por toda a eternidade!

EVANGELHO:  Lc 14,12-14

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 12dizia Jesus ao chefe dos fariseus que o tinha convidado: “Quando deres um almoço ou um jantar, não convides teus amigos nem teus irmãos nem teus parentes nem teus vizinhos ricos. Pois estes poderiam também convidar-te e isto já seria a tua recompensa. 13Pelo contrário, quando deres uma festa, convida os pobres, os aleijados, os coxos, os cegos. 14Então serás feliz! Porque eles não te podem retribuir. Tu receberás a recompensa na ressurreição dos justos”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Jesus não dá preceitos que obrigam a todos do mesmo jeito, em todo lugar. Ele mostra caminhos e dá exemplos. Faça um bom almoço e um belo jantar e convide seus parentes e amigos, e se o convidarem depois e você puder, vá à casa de quem o convidou e participe alegremente da refeição. Tudo é permitido, nada está proibido. Use, porém, a sua inteligência evangélica. Considere o que chamamos de obrigações sociais e não se deixe escravizar por elas. Considere o valor da gratuidade, da ação feita por amor generoso sem espera de retorno ou recompensa. Um exemplo prático está no convite que se pode fazer a um pobre. Ele não poderá retribuir e você terá procedido gratuitamente com liberdade. Sua ação não foi interesseira. Foi verdadeira. Não vai receber retribuição aqui na terra, mas o pobre que participou do seu banquete, o aleijado, o coxo, o cego, estarão na entrada do céu esperando a sua chegada para abrir de par em par as portas. Os amigos que fazemos com o dinheiro da iniquidade abrirão para nós as portas da eternidade. Com o mesmo dinheiro podemos formar quadrilha, como a do Apocalipse, feita de covardes, infiéis, corruptos, assassinos, impudicos, magos, idólatras, mentirosos, cuja herança está no lago ardente de fogo e enxofre. Estes não costumam ser coxos, cegos e aleijados.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2016’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Neste momento de oração inicial, silenciemos nossa mente e nosso coração e nos aproximemos do Senhor, disponíveis para escutar o que Ele tem a nos dizer por meio de sua Palavra de vida. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém! “Vinde, Espírito Santo, enchei os corações de vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai, Senhor, o vosso Espírito, e tudo será criado, e renovareis a face da terra. Oremos: Senhor, nosso Deus, que pela luz do Espírito Santo instruístes o coração dos vossos fiéis, fazei-nos dóceis ao mesmo Espírito, para apreciarmos o que é justo e nos alegrarmos sempre com a sua presença. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto bíblico? No Evangelho, está presente uma das grandes dificuldades humanas: a de ser gratuito. Faça a leitura do texto quantas vezes julgar necessário, destacando as palavras e os verbos que mais lhe chamarem atenção, pois isso facilitará a compreensão do Evangelho. Qual é sua mensagem central?

Meditação (Caminho)
Como podemos ver no texto, todo cristão é chamado a praticar a gratuidade, ou seja, chamado a servir a Deus nos irmãos sem esperar nada em troca. O que o texto diz a você? Qual palavra ou versículo mais o(a) tocou? Medite sobre este Evangelho e escute o que Deus lhe diz por meio dele.

Oração (Vida)
O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? O que você deseja dizer a Ele? Aproxime-se dele e faça a sua oração, conte-lhe que se passa com você, pois, como diz o apóstolo Paulo, “Deus não está longe de cada um de nós”.

Contemplação (Vida e Missão)
Qual novo olhar nasceu em você, a partir da Palavra? Faça sua contemplação, procurando identificar o sentimento que nasceu em seu coração. Qual atitude você pretende viver neste dia?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.