Oração diária, Os doentes na piscina de Bezata - Jo 5,1-16

4ª Semana da Quaresma – Ano Litúrgico B

13 de março de 2018

ORAÇÃO DO DIA

Pai, aproxima-me de Jesus, de quem jorra a fonte da vida, para que eu possa ser curado de todas as doenças e enfermidades que me afastam de ti.

PRIMEIRA LEITURA: Ez 47,1-9.12

Leitura da Profecia de Ezequiel

Naqueles dias, 1o anjo fez-me voltar até a entrada do Templo e eis que saía água da sua parte subterrânea na direção leste, porque o Templo estava voltado para o oriente; a água corria do lado direito do Templo, a sul do altar.
2Ele fez-me sair pela porta que dá para o norte, e fez-me dar uma volta por fora, até a porta que dá para o leste, onde eu vi a água jorrando do lado direito. 3Quando o homem saiu na direção leste, tendo uma corda de medir na mão, mediu quinhentos metros e fez-me atravessar a água: ela chegava-me aos tornozelos.
4Mediu mais quinhentos metros e fez-me atravessar a água: ela chegava-me aos joelhos. 5Mediu mais quinhentos metros e fez-me atravessar a água: ela chegava-me à cintura. Mediu mais quinhentos metros, e era um rio que eu não podia atravessar. Porque as águas haviam crescido tanto, que se tornaram um rio impossível de atravessar, a não ser a nado.
6Ele me disse: “Viste, filho do homem?” Depois fez-me caminhar de volta pela margem do rio. 7Voltando, eu vi junto à margem muitas árvores, de um e de outro lado do rio. 8Então ele me disse: “Estas águas correm para a região oriental, descem para o vale do Jordão, desembocam nas águas salgadas do mar, e elas se tornarão saudáveis.
9Onde o rio chegar, todos os animais que ali se movem poderão viver. Haverá peixes em quantidade, pois ali desembocam as águas que trazem saúde; e haverá vida onde chegar o rio. 12Nas margens junto ao rio, de ambos os lados, crescerá toda espécie de árvores frutíferas; suas folhas não murcharão e seus frutos jamais se acabarão: cada mês darão novos frutos, pois as águas que banham as árvores saem do santuário. Seus frutos servirão de alimento e suas folhas serão remédio”.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 46(45)

          — Conosco está o Senhor do Universo! O nosso refúgio é o Deus de Jacó.
— Conosco está o Senhor do Universo! O nosso refúgio é o Deus de Jacó.

— O Senhor para nós é refúgio e vigor, sempre pronto, mostrou-se um socorro na angústia; assim não tememos, se a terra estremece, se os montes desabam, caindo nos mares.

— Os braços de um rio vêm trazer alegria à Cidade de Deus, à morada do Altíssimo. Quem a pode abalar? Deus está no seu meio! Já bem antes da aurora, ele vem ajudá-la.

— Conosco está o Senhor do universo! O nosso refúgio é o Deus de Jacó! Vinde ver, contemplai os prodígios de Deus e a obra estupenda que fez no universo

EVANGELHO: Jo 5,1-16

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São João.
          – Glória a vós, Senhor.

1Houve uma festa dos judeus, e Jesus foi a Jerusalém. 2Existe em Jerusalém, perto da porta das Ovelhas, uma piscina com cinco pórticos, chamada Betesda em hebraico. 3Muitos doentes ficavam ali deitados — cegos, coxos e paralíticos. 4De fato, um anjo descia, de vez em quando, e movimentava a água da piscina, e o primeiro doente que aí entrasse, depois do borbulhar da água, ficava curado de qualquer doença que tivesse. 5Aí se encontrava um homem, que estava doente havia trinta e oito anos.
6Jesus viu o homem deitado e sabendo que estava doente há tanto tempo, disse-lhe: “Queres ficar curado?” 7O doente respondeu: “Senhor, não tenho ninguém que me leve à piscina, quando a água é agitada. Quando estou chegando, outro entra na minha frente”. 8Jesus disse: “Levanta-te, pega tua cama e anda”. 9No mesmo instante, o homem ficou curado, pegou sua cama e começou a andar.
Ora, esse dia era um sábado. 10Por isso, os judeus disseram ao homem que tinha sido curado: “É sábado! Não te é permitido carregar tua cama”. 11Ele respondeu-lhes: “Aquele que me curou disse: ‘Pega tua cama e anda’”. 12Então lhe perguntaram: “Quem é que te disse: ‘Pega tua cama e anda’?” 13O homem que tinha sido curado não sabia quem fora, pois Jesus se tinha afastado da multidão que se encontrava naquele lugar.
14Mais tarde, Jesus encontrou o homem no Templo e lhe disse: “Eis que estás curado. Não voltes a pecar, para que não te aconteça coisa pior”. 15Então o homem saiu e contou aos judeus que tinha sido Jesus quem o havia curado. 16Por isso, os judeus começaram a perseguir Jesus, porque fazia tais coisas em dia de sábado.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Havia trinta e oito anos, um homem esperava ser curado de uma paralisia na piscina da Porta das Ovelhas, em Jerusalém. Jesus estava na cidade para a festa das Semanas, que é a festa de Pentecostes. Ele foi até a piscina e curou aquele homem, que se levantou e começou a andar, cheio de vida, como um ressuscitado. Era sábado, dia sagrado para o Senhor.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Jesus é a vida. Multidões de todos os lugares iam ao encontro de Jesus para serem curadas, pois sabiam que a verdadeira vida só pode ser recebida Dele. Ele também percorria cidades e povoados pregando o Reino e restaurando a vida das pessoas que padeciam de diversas enfermidades. Neste novo dia, acolhamos a Palavra que nos fala da vida nova que Cristo nos concede.
“Ó divino Espírito, ensina-me tudo quanto Jesus ensinou. Dá-me inteligência para entender; memória para lembrar; vontade dócil para praticar; coração generoso para corresponder aos teus convites. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto bíblico? Quais são as palavras ou gestos de Jesus? Qual tema perpassa a discussão dos personagens? Procure compreender o contexto do relato.
“É o terceiro de uma série de sete sinais, em que Jesus cura um enfermo junto à piscina de Bezata, que significa ‘casa da misericórdia’. Se a piscina despertava nas pessoas enfermas a esperança da cura, nosso relato centra sua atenção na pessoa de Jesus, que toma a iniciativa de ir ao encontro daquele necessitado. O longo período de duração da enfermidade contrasta com a cura mediante a palavra eficaz de Jesus. Para aquele enfermo, de cuja doença, fruto do pecado, o leitor não é informado, o tempo da espera acabou, pois, por meio de Jesus, e não das águas borbulhantes da piscina, ele é libertado do pecado e da enfermidade. À iniciativa de Jesus, o enfermo só deve manifestar o seu desejo de ser curado. O relato tem um tom de controvérsia, pois a cura é feita em dia de sábado. Interpelado pelos judeus, o homem curado menciona a palavra eficaz do Senhor, que não somente é superior ao sábado, mas realiza plenamente o descanso sabático pela prática da misericórdia que liberta” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você? O que o Evangelho tem a ver com a realidade que você vive hoje? Quais são as semelhanças e diferenças entre a situação do texto e a nossa? Quais são as enfermidades que o(a) impedem de caminhar? Como você acolhe a graça de Deus que o(a) renova todos os dias? Como acolhe na sua vida o convite de Jesus: “Estás curado, não peques mais”? Que sentimentos o texto desperta em você? Permaneça em silêncio por alguns instantes e deixe a Palavra de Deus encontrar espaço em sua vida. Examine sua consciência, reveja suas ações, confronte suas atitudes com a mensagem de Jesus.

Oração (Vida)
Hoje, além dos pedidos que estão em seu coração, apresente ao Senhor as pessoas que sofrem. Faça uma prece também pelas pessoas que, assim como você, fazem a leitura orante todos os dias. Peçamos para todos nós o dom da saúde e a cura de nossas enfermidades.
“Divino Espírito Santo, Criador e Renovador de todas as coisas, vida da minha vida! Vós, que dais vida a todo o universo, conservai em mim a saúde. Livrai-me de todas as doenças e de todo mal! Ajudado com a vossa graça, quero usar sempre minha saúde, empregando minhas forças para a glória de Deus, para o meu próprio bem e para o bem do próximo. Peço-vos, ainda, que ilumineis, com vossos dons de sabedoria e ciência, os médicos e todos os que se ocupam dos doentes, para que conheçam a verdadeira causa dos males que destroem ou ameaçam a vida e possam também descobrir e aplicar os remédios mais eficazes, para defender a vida e curá-la. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)
O que é pedido à sua vida, aqui e agora? O que você se propõe a viver? Como pretende atingir esse propósito?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas