Liturgia diária, Não cometerás adultério - Mt 5,27-32

10ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico C

14 de junho de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Ó Deus, fonte de todo bem, atendei ao nosso apelo e fazei-nos, por vossa inspiração, pensar o que é certo e realizá-lo com vossa ajuda.

PRIMEIRA LEITURA: 2Cor 4,7-15

Leitura da Segunda Carta de São Paulo aos Coríntios – Irmãos, 7trazemos esse tesouro em vasos de barro, para que todos reconheçam que este poder extraordinário vem de Deus e não de nós. 8Somos afligidos de todos os lados, mas não vencidos pela angústia; postos entre os maiores apuros, mas sem perder a esperança; 9perseguidos, mas não desamparados; derrubados, mas não aniquilados; 10por toda a parte e sempre levamos em nós mesmos os sofrimentos mortais de Jesus, para que também a vida de Jesus seja manifestada em nossos corpos.
11De fato, nós, os vivos, somos continuamente entregues à morte, por causa de Jesus, para que também a vida de Jesus seja manifestada em nossa natureza mortal. 12Assim, a morte age em nós, enquanto a vida age em vós. 13Mas, sustentados pelo mesmo espírito de fé, conforme o que está escrito: “Eu creio e, por isso, falei”, nós também cremos e, por isso, falamos, 14certos de que aquele que ressuscitou o Senhor Jesus nos ressuscitará também com Jesus e nos porá a seu lado, juntamente convosco. 15E tudo isso é por causa de vós, para que a abundância da graça em um número maior de pessoas faça crescer a ação de graças para a glória de Deus.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 115(116b)

        — Oferto ao Senhor um sacrifício de louvor.
— Oferto ao Senhor um sacrifício de louvor.

— Guardei a minha fé, mesmo dizendo: “É demais o sofrimento em minha vida!” Confiei, quando dizia na aflição: “Todo homem é mentiroso! Todo homem!”

— É sentida por demais pelo Senhor a morte de seus santos, seus amigos. Eis que sou o vosso servo, ó Senhor, vosso servo que nasceu de vossa serva; mas me quebrastes os grilhões da escravidão!

— Por isso oferto um sacrifício de louvor, invocando o nome santo do Senhor. Vou cumprir minhas promessas ao Senhor na presença de seu povo reunido.

EVANGELHO: Mt 5,27-32

        – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 27“Ouvistes o que foi dito: ‘Não cometerás adultério’. 28Eu, porém, vos digo: Todo aquele que olhar para uma mulher, com o desejo de possuí-la, já cometeu adultério com ela no seu coração. 29Se o teu olho direito é para ti ocasião de pecado, arranca-o e joga-o para longe de ti! De fato, é melhor perder um de teus membros do que todo o teu corpo ser jogado no inferno. 30Se tua mão direita é para ti ocasião de pecado, corta-a e joga-a para longe de ti! De fato, é melhor perder um dos teus membros, do que todo o teu corpo ir para o inferno.
31Foi dito também: ‘Quem se divorciar de sua mulher, dê-lhe uma certidão de divórcio’. 32Eu, porém, vos digo: Todo aquele que se divorcia de sua mulher, a não ser por motivo de união irregular, faz com que ela se torne adúltera; e quem se casa com a mulher divorciada comete adultério”.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Ouvimos o que foi dito: não cometer adultério. Indo um pouco mais adiante, percebemos que há mil maneiras de acabar com a vida dos outros. Percebemos também que o relacionamento físico é precedido por um relacionamento mental. Com que alimentamos a nossa mente? Adultério se comete também no desejo. As atitudes externas têm sua raiz nos projetos alimentados no coração. No coração e na mente estão os valores nos quais acreditamos e defendemos. Estes precisam estar de acordo com os ensinamentos da Lei de Deus e, sobretudo, com o mandamento de Jesus que exige de nós o amor fraterno. O mandamento pede também especial atenção para a harmonia entre os esposos. Fica a questão: por que as autoridades e os meios de comunicação não defendem valores que mantêm a família unida e feliz? As novelas podem ser interessantes e, por isso, mais perniciosas quando destroem totalmente qualquer boa ideia sobre a constituição da família. Nem tudo constrói!

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Na escuta, meditação e contemplação da Palavra de Deus, acolhamos o Senhor que nos fala ao coração. Rezemos: “Vem, Espírito Santo! Faze-nos amar as Escrituras, para reconhecermos a voz viva de Jesus. Torna-nos humildes e simples, a fim de compreendermos os mistérios do Reino de Deus. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto bíblico? Qual é o contexto da narrativa? Releia o Evangelho e destaque as palavras que mais chamaram sua atenção durante a leitura. Observe as atitudes mostradas na narrativa e permaneça em silêncio por alguns momentos para interiorizar a Palavra.
“As seis antíteses, em que é apresentada a ‘justiça maior’ que a dos escribas e fariseus e que deve caracterizar a vida dos discípulos, são, de algum modo, uma explicitação das bem-aventuranças (Mt 5,1-12). A segunda antítese sobre o adultério (Ex 20,14; Dt 5,18) é um exemplo do que significa ser puro de coração. Não se trata simplesmente de ter relações sexuais com uma mulher casada, rompendo a união do lar do semelhante. Para a justiça cristã não está permitido sequer deixar nascer o desejo de provocar essa ruptura. A integridade do lar do outro é tão importante, podemos mesmo dizer, tão sagrada, que ela incide sobre a integridade física, tão cara ao ser humano. Para Mateus, o repúdio da mulher por parte do homem expõe a mulher ao adultério. A terceira antítese diz respeito à capacidade de fidelidade e de reconciliação. O repúdio da mulher acontece por dois motivos: o coração está dividido por outra mulher ou o mal escondido mina a união, o amor, o respeito mútuo. O repúdio acontece quando não há capacidade de perdão e reconciliação. O texto é um forte apelo ao perdão, que é exigência intrínseca ao amor” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você hoje? Qual mensagem o Senhor lhe comunica? Qual provocação a Palavra lhe faz? Qual palavra do texto encontrou profunda sintonia com a sua vida?
“O mal deve ser evitado, cortado, arrancado da raiz. Ninguém queira desafiar o pecado, porque ele derruba qualquer um! Ninguém se ache forte o suficiente para negligenciar o poder destruidor do pecado na pessoa humana! Dito isso, Jesus radicaliza a questão do adultério e diz que ele já começa dentro do coração. Uma prática adúltera já é fruto de um coração que se perdeu na falta de respeito e fidelidade com a outra pessoa. Por isso, ninguém abra a guarda ao inimigo da família, porque ele veio para destruir e matar! Quando temos um coração contrito e fiel, agradamos a Deus e fazemos bem a todos que estão ao nosso redor, sobretudo aos que prometemos amor e fidelidade diante do altar do Senhor” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)
Este é o momento do diálogo com Deus, em resposta ao que Ele revelou por meio de sua Palavra. Silencie seu coração e faça a sua prece.

Contemplação (Vida e Missão)
De que forma a Palavra de Deus estará presente neste seu dia? O que você deseja colocar em prática, segundo os ensinamentos de Jesus?

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas