Liturgia diária - Pela perseverança é que salvareis a vossa vida
site-de-catequese

34ª Semana Comum – Ano Litúrgico C

23 de novembro de 2016

ORAÇÃO DO DIA

Pai, dá-me uma fé profunda que me possibilite perseverar nos momentos de dificuldade, sem abrir mão da tarefa que recebi: levar adiante o projeto de Jesus.

PRIMEIRA LEITURA: Ap 15,1-4

Leitura do Livro do Apocalipse de São João – Eu, João, 1vi no céu outro sinal, grande e admirável: sete anjos, com as sete últimas pragas. Com elas o furor de Deus ia-se consumar. 2Vi também como que um mar de vidro misturado com fogo. Sobre este mar estavam, de pé, todos aqueles que saíram vitoriosos do confronto com a besta, com a imagem dela e com o número do nome da besta. Seguravam as harpas de Deus. 3Entoavam o cântico de Moisés, o servo de Deus, e o cântico do Cordeiro, dizendo: “Grandes e admiráveis são as tuas obras, Senhor Deus, Todo-Poderoso! Justos e verdadeiros são os teus caminhos, ó Rei das nações! 4Quem não temeria, Senhor, e não glorificaria o teu nome? Só tu és santo! Todas as nações virão prostrar-se diante de Ti, porque tuas justas decisões se tornaram manifestas”. – Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 97

          — Como são grandes e admiráveis vossas obras, ó Senhor e nosso Deus onipotente!
— Como são grandes e admiráveis vossas obras, ó Senhor e nosso Deus onipotente!

— Cantai ao Senhor Deus um canto novo, porque ele fez prodígios! Sua mão e o seu braço forte e santo alcançaram-lhe a vitória.

— O Senhor fez conhecer a salvação, e às nações, sua justiça; recordou o seu amor sempre fiel pela casa de Israel.

— Aplauda o mar com todo ser que nele vive, o mundo inteiro e toda gente! As montanhas e os rios batam palmas e exultem de alegria.

— Na presença do Senhor, pois ele vem, vem julgar a terra inteira. Julgará o universo com justiça e as nações com equidade.

EVANGELHO: Lc 21,12-19

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 12“Antes que estas coisas aconteçam, sereis presos e perseguidos; sereis entregues às sinagogas e postos na prisão; sereis levados diante de reis e governadores por causa do meu nome. 13Esta será a ocasião em que testemunhareis a vossa fé. 14Fazei o firme propósito de não planejar com antecedência a própria defesa; 15porque eu vos darei palavras tão acertadas, que nenhum dos inimigos vos poderá resistir ou rebater. 16Sereis entregues até mesmo pelos próprios pais, irmãos, parentes e amigos. E eles matarão alguns de vós. 17Todos vos odiarão por causa do meu nome. 18Mas vós não perdereis um só fio de cabelo da vossa cabeça. 19É permanecendo firmes que ireis ganhar a vida!”

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Ainda não estamos no fim. Estamos no tempo da paciência histórica e da resistência firme e permanente. Antes que chegue o fim, os discípulos de Jesus beberão o cálice que ele mesmo bebeu. Deixaram tudo para receber cem vezes mais, com perseguições, dizia Jesus no evangelho de Marcos. Os cristãos sofrem todos os dias algum tipo de perseguição em alguma parte do mundo. Perseguição ativa com calúnias, condenação à morte, prisões, expulsões, e com a frieza diplomática da exclusão. No início foram as dez perseguições do Império Romano que fertilizou o solo com o sangue dos mártires. Hoje é o fanatismo extremista de um lado e o indiferentismo laicista de outro. Esta situação na história não é apenas sociológica. É teológica, prevista por Jesus que colocará palavras acertadas em nossa boca e protegerá até os fios de cabelo de nossa cabeça. A paciência perseverante alcança tudo, até a vitória. Salvaremos a nossa vida. Perseguições por razões religiosas são sempre moedas de duas faces. O perseguido convicto morre por sua fé, o perseguidor é resultado social de uma religião que determina exclusões e gera conflitos.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2016’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Coloquemo-nos diante de Deus silenciando o nosso coração e tomando consciência da presença do Senhor. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém! “Divino Espírito Santo, tu que és a luz que nos ilumina, te pedimos que ilumines a nossa mente e coração para que compreendamos a tua Palavra de vida. Amém!”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto bíblico? Leia o Evangelho com atenção, considerando o sentido de cada palavra. Repita os versículos ou as palavras que mais o(a) tocam. Descubra qual pensamento ou palavra perpassa todo o texto. Jesus nos convida a perseverar no seu caminho. Qual é o tema central do Evangelho?

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você? Leia-o novamente e procure escutar o que o Senhor lhe diz. Medite a Palavra, sem pressa, procurando ouvir o Senhor. Deixe-se identificar com o texto.

Oração (Vida)
O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? Neste momento de oração, procure silenciar sua mente e seu coração para o Espírito de Deus ajudá-lo(a) neste encontro com o Mestre de sua vida, Jesus Cristo. O Senhor está pronto para escutar o que você tem a lhe dizer.

Contemplação (Vida e Missão)
Qual novo olhar nasceu em você, a partir da Palavra? Que palavra ficou em seu coração depois deste momento de oração?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.