Oração diária, Pesca milagrosa - Lc 5,1-11

5º Domingo do Tempo Comum – Ano Litúrgico C

10 de fevereiro de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Pai, confirma minha vocação de pescador de pessoas humanas, e conduze-me para águas mais profundas onde se encontram os que mais carecem de meu amor.

PRIMEIRA LEITURA: Is 6,1-2a.3-8

Leitura do Livro do Profeta Isaías – 1No ano da morte do rei Ozias, vi o Senhor sentado num trono de grande altura; o seu manto estendia-se pelo templo. 2aHavia serafins de pé a seu lado; cada um tinha seis asas. 3Eles exclamavam uns para os outros: “Santo, santo, santo é o Senhor dos exércitos; toda a terra está repleta de sua glória”. 
4Ao clamor dessas vozes, começaram a tremer as portas em seus gonzos e o templo encheu-se de fumaça. 
5Disse eu então: “Ai de mim, estou perdido! Sou apenas um homem de lábios impuros, mas eu vi com meus olhos o rei, o Senhor dos exércitos”. 
6Nisto, um dos serafins voou para mim, tendo na mão uma brasa, que retirara do altar com uma tenaz, 7e tocou a minha boca, dizendo: “Assim que isto tocou teus lábios, desapareceu tua culpa, e teu pecado está perdoado”. 
8Ouvi a voz do Senhor, que dizia: “Quem enviarei? Quem irá por nós?” Eu respondi: “Aqui estou! Envia-me”.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 137

          — Vou cantar-vos, ante os anjos, ó Senhor,/ e ante o vosso templo vou prostrar-me.
— Vou cantar-vos, ante os anjos, ó Senhor,/ e ante o vosso templo vou prostrar-me.

— Ó Senhor, de coração eu vos dou graças,/ porque ouvistes as palavras dos meus lábios!/ Perante os vossos anjos vou cantar-vos/ e ante o vosso templo vou prostrar-me.

— Eu agradeço vosso amor, vossa verdade,/ porque fizestes muito mais que prometestes;/ naquele dia em que gritei, vós me escutastes/ e aumentastes o vigor da minha alma.

— Os reis de toda a terra hão de louvar-vos,/ quando ouvirem, ó Senhor, vossa promessa./ Hão de cantar vossos caminhos e dirão:/ “Como a glória do Senhor é grandiosa!”

— Estendereis o vosso braço em meu auxílio/ e havereis de me salvar com vossa destra./ Contemplai em mim a obra começada;/ ó Senhor, vossa bondade é para sempre!/ Eu vos peço: não deixeis inacabada/ esta obra que fizeram vossas mãos! 

SEGUNDA LEITURA: 1Cor 15,3-8.11

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios – Irmãos: 3O que vos transmiti, em primeiro lugar, foi aquilo que eu mesmo tinha recebido, a saber: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras; 4que foi sepultado; que, ao terceiro dia, ressuscitou, segundo as Escrituras; 5e que apareceu a Cefas e, depois, aos Doze.
6Mais tarde, apareceu a mais de quinhentos irmãos, de uma vez. Destes, a maioria ainda vive e alguns já morreram. 7Depois, apareceu a Tiago e, depois, apareceu aos apóstolos todos juntos. 8Por último, apareceu também a mim, como a um abortivo. 
11É isso, em resumo, o que eu e eles temos pregado e é isso o que crestes.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

EVANGELHO: Lc 5,1-11

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
          – Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas.
          – Glória a vós, Senhor.

        Naquele tempo, 1Jesus estava na margem do lago de Genesaré, e a multidão apertava-se ao seu redor para ouvir a palavra de Deus. 
2Jesus viu duas barcas paradas na margem do lago. Os pescadores haviam desembarcado e lavavam as redes.
3Subindo numa das barcas, que era de Simão, pediu que se afastasse um pouco da margem. Depois sentou-se e, da barca, ensinava as multidões. 
4Quando acabou de falar, disse a Simão: “Avança para águas mais profundas, e lançai vossas redes para a pesca”. 
5Simão respondeu: “Mestre, nós trabalhamos a noite inteira e nada pescamos. Mas, em atenção à tua palavra, vou lançar as redes”. 
6Assim fizeram, e apanharam tamanha quantidade de peixes que as redes se rompiam. 7Então fizeram sinal aos companheiros da outra barca, para que viessem ajudá-los. Eles vieram, e encheram as duas barcas, a ponto de quase afundarem. 
8Ao ver aquilo, Simão Pedro atirou-se aos pés de Jesus, dizendo: “Senhor, afasta-te de mim, porque sou um pecador!”
9É que o espanto se apoderara de Simão e de todos os seus companheiros, por causa da pesca que acabavam de fazer. 
10Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram sócios de Simão, também ficaram espantados. Jesus, porém, disse a Simão: “Não tenhas medo! De hoje em diante tu serás pescador de homens”. 
11Então levaram as barcas para a margem, deixaram tudo e seguiram a Jesus. 

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

O projeto de Jesus não é fácil e ele não quer realizá-lo sozinho, nem quer realizá-lo de uma vez. Por isso, chama colaboradores para que assumam o projeto e se disponham a desenvolvê-lo de forma permanente. Jesus chama os primeiros apóstolos por ocasião da grande pesca milagrosa, para que não se tornem pescadores de peixes, mas pescadores de gente. Jesus diz a Pedro, que tem a primazia no grupo dos apóstolos: “Não tenhas medo. De agora em diante serás pescador de homens”. Aí está a missão de Jesus, a missão dos apóstolos, a missão de todos nós, seguidores de Jesus; a missão, enfim, da sua Igreja: trabalhar em favor da pessoa humana. Isto é ser pescador de gente. A palavra dirigida a Pedro inclui todos os que deixaram tudo e seguiram Jesus.
Pedro e seus companheiros não tinham conseguido pescar nada. Quando ouviu de Jesus: “Avança mais para o fundo”, Pedro responde com fé e com esperança: “Pela tua palavra, lançarei as redes”. Depois da pesca, com muita humildade, reconhece a sua limitação: “Sou um pecador”. Isaías também disse ao Senhor: “Sou um homem de lábios impuros”, mas foi purificado por um Serafim e se dispôs a realizar a missão que Deus lhe pedia. “Aqui estou. Envia-me”, disse o profeta. Maior que a nossa imperfeição, maior que o nosso pecado é a graça de Deus e a força da sua Palavra. O reconhecimento do pecado pode vir antes, pode vir depois, pode vir na hora. O importante é não se deixar paralisar. Levante-se e vá, eis-me aqui, envia-me para águas mais profundas. Com muita verdade, São Paulo escreve aos coríntios: “É pela graça de Deus que sou o que sou. E a graça que ele reservou para mim não foi estéril; a prova é que tenho trabalhado mais que todos eles, não propriamente eu, mas a graça de Deus comigo”. A graça de Deus tornou Paulo um grande pescador de gente. Para isso nos chama Deus e nos coloca na Comunidade de Jesus. Podemos tudo naquele que nos dá força.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Liturgia do 5º domingo do Tempo Comum. No Evangelho de hoje, meditaremos o encontro de Jesus com a multidão e os discípulos à beira do lago de Genesaré. Tiago, João e Simão recebem o convite para deixarem barco e redes e seguirem Jesus. É na proximidade com a Palavra de Deus que também nós nos encontraremos com o Senhor, ouviremos a sua palavra e acolheremos o seu convite: “Não tenhas medo! De agora em diante serás pescador de homens”.
Rezemos: “Vem, Espírito Santo! Faze-nos amar as Escrituras, para reconhecermos a voz viva de Jesus. Torna-nos humildes e simples, a fim de compreendermos os mistérios do Reino de Deus. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Leia-o atentamente. Em seguida, leia novamente em voz alta, pausadamente, e procure repetir as palavras que mais chamaram sua atenção. Quais personagens aparecem na narrativa? Onde eles se encontram? O que acontece na narrativa? Qual convite o Senhor faz aos discípulos e a nós? O que significa ser “pescador de homens”, segundo o Evangelho?
“Trata-se de um relato construído sobre o de Marcos (1,16­20) e bastante próximo do de João (21). A pesca é ocasião para o chamado de Simão Pedro e dos primeiros discípulos. Os episódios precedentes ao chamado criam um marco psicológico adequado para o chamado de Simão Pedro, o que fez com que o chamado e a resposta a ele não pareçam tão surpreendentes. Para Lucas (5,10), todos foram chamados juntos, sobre o lago, mediante um apelo dirigido exclusivamente a Pedro. A missão é expressa pela metáfora ‘pescador de homens’ (v. 10). Trata-se de um símbolo de seu futuro êxito na sua conquista das pessoas para o Reino de Deus. Mas Simão Pedro não está só; ainda que seja o primeiro a receber o chamado, também outros ‘deixaram tudo e seguiram Jesus’ (v. 11)” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
“O segredo do discipulado é ter atenção à Palavra do Senhor. Essa Palavra é verdade e vida, é alimento na jornada, é força e sustento do missionário. Se quisermos, essa Palavra é o próprio Jesus. Pedro tinha chegado de uma pesca frustrante: nada pegaram. Jesus os convida a voltar ao mar, lançar as redes e ver o que acontece. Eis a pesca milagrosa! Todos ficaram espantados com esse prodígio. Ali, Jesus lança as redes no coração daqueles pescadores e os convida para pescar pessoas. Imediatamente, eles deixaram as redes e seguiram o Senhor. Que essa disponibilidade esteja presente em nossas atitudes de hoje em diante. Cristo conta conosco!” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)
“Ó Espírito Santo! Dai-me um coração grande, aberto à vossa silenciosa e forte palavra inspiradora; fechado a todas as ambições mesquinhas, alheio a qualquer desprezível competição humana, compenetrado do sentido da Santa Igreja! Um coração grande, desejoso de se tornar semelhante ao Coração do Senhor Jesus. Um coração grande e forte, para amar a todos, para servir a todos, para sofrer por todos. Um coração grande e forte, para superar todas as provações, todo tédio, todo cansaço, toda ofensa, toda desilusão. Um coração grande e forte e constante até o sacrifício, quando for necessário. Um coração cuja felicidade é palpitar com o coração de Cristo e cumprir humilde e fielmente a vontade do Pai. Amém” (Papa Paulo VI).

Contemplação (Vida e Missão)
Qual é a aplicação da Palavra em sua vida? O que você se propõe a viver hoje? Como pretende atingir esse propósito?

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.