Oração diária, Procurai a reconciliação - Mt 5,20-26

1ª Semana da Quaresma – Ano Litúrgico B

23 de fevereiro de 2018

ORAÇÃO DO DIA

Espírito de reverência, dispõe meu coração ao respeito para com a dignidade do meu próximo, de modo que jamais eu ouse tirar-lhe, de forma alguma, a vida.

PRIMEIRA LEITURA: Ez 18,21-28

Leitura da Profecia de Ezequiel

Assim fala o Senhor: 21“Se o ímpio se arrepender de todos os pecados cometidos, e guardar todas as minhas leis, e praticar o direito e a justiça, viverá com certeza e não morrerá. 22Nenhum dos pecados que cometeu será lembrado contra ele. Viverá por causa da justiça que praticou.
23Será que eu tenho prazer na morte do ímpio? — oráculo do Senhor Deus. Não desejo, antes, que mude de conduta e viva? 24Mas, se o justo se desviar de sua justiça e praticar o mal, imitando todas as práticas detestáveis feitas pelo ímpio, poderá fazer isso e viver?
Da justiça que ele praticou, nada mais será lembrado. Por causa da infidelidade e do pecado que cometeu, por causa disso morrerá. 25Mas vós andais dizendo: ‘A conduta do Senhor não é correta’.
Ouvi, vós da casa de Israel: É a minha conduta que não é correta, ou antes é a vossa conduta que não é correta? 26Quando um justo se desvia da justiça, pratica o mal e morre, é por causa do mal praticado que ele morre. 27Quando um ímpio se arrepende da maldade que praticou e observa o direito e a justiça, conserva a própria vida. 28Arrependendo-se de todos os seus pecados, com certeza viverá; não morrerá”.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 130(129) 

          — Se levardes em conta nossas faltas, quem haverá de subsistir?
— Se levardes em conta nossas faltas, quem haverá de subsistir?

— Das profundezas eu clamo a vós, Senhor, escutai a minha voz! Vossos ouvidos estejam bem atentos ao clamor da minha prece!

— Se levardes em conta nossas faltas, quem haverá de subsistir? Mas em vós se encontra o perdão, eu vos temo e em vós espero.

— No Senhor ponho a minha esperança, espero em sua palavra. A minh’alma espera no Senhor, mais que o vigia pela aurora.

— Espere Israel pelo Senhor, mais que o vigia pela aurora! Pois no Senhor se encontra toda graça e copiosa redenção. Ele vem libertar a Israel de toda a sua culpa

EVANGELHO: Mt 5,20-26 

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 20“Se a vossa justiça não for maior que a justiça dos mestres da Lei e dos fariseus, vós não entrareis no Reino dos Céus.
21Vós ouvistes o que foi dito aos antigos: ‘Não matarás! Quem matar será condenado pelo tribunal’. 22Eu, porém, vos digo: todo aquele que se encoleriza com seu irmão será réu em juízo; quem disser ao seu irmão: ‘Patife!’ será condenado pelo tribunal; quem chamar o irmão de ‘tolo’ será condenado ao fogo do inferno.
23Portanto, quando tu estiveres levando a tua oferta para o altar, e ali te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, 24deixa a tua oferta ali diante do altar, e vai primeiro reconciliar-te com o teu irmão. Só então vai apresentar a tua oferta.
25Procura reconciliar-te com teu adversário, enquanto caminha contigo para o tribunal. Senão o adversário te entregará ao juiz, o juiz te entregará ao oficial de justiça, e tu serás jogado na prisão. 26Em verdade eu te digo: dali não sairás, enquanto não pagares o último centavo”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

É atitude quaresmal ir além do mandamento. O mandamento diz: “Não matarás”. Eu não matei, por isso estou tranquilo. Atenção! Pode não ter havido morte física, mas houve outro tipo de morte, a morte causada pela língua. As palavras podem ferir mais do que um tapa. Palavras criam mágoas sem fim. É tempo então de buscar com sabedoria a reconciliação. Saber abordar a pessoa ofendida, pedir desculpa, dar tempo ao tempo, tomar a iniciativa da aproximação mesmo sem ser culpado são atitudes quaresmais que trazem a marca da ressurreição. A oferenda litúrgica que se leva ao altar, e que não quer ser apenas um bonito gesto teatral, é feita por irmãos reconciliados. O abraço da paz antes da comunhão, se for verdadeiro, indica que estamos em comunhão uns com os outros.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
A reconciliação é o caminho da liberdade, é a realidade do Reino de Deus acontecendo na nossa vida. Jesus nos convida à reconciliação fraterna e nos mostra quão exigente é esse caminho.
Hoje papa Francisco nos convoca para um Dia de Jejum e Oração pela Paz. Em sua mensagem, ele nos diz: “Certamente podemos rezar; mas não só. Cada um pode dizer concretamente ‘não’ à violência naquilo que depender dele ou dela. Porque as vitórias obtidas com a violência são falsas vitórias; enquanto trabalhar pela paz faz bem a todos!” Mantenhamos em nossa mente e em nosso coração essa motivação.

Leitura (Verdade)
O que diz o texto bíblico? Leia o Evangelho de hoje e procure identificar o contexto do relato evangélico: lugares, pessoas e acontecimentos. Quais são as palavras ou gestos de Jesus? Quem são os destinatários de sua mensagem? Qual é o tema que perpassa o texto? Leia novamente o texto, detenha-se nas palavras que mais chamaram sua atenção e permaneça em silêncio por alguns instantes para compreendê-las melhor.
“No início do Sermão da Montanha, Jesus dá como que um critério a partir do qual a releitura da Lei deve se apoiar: uma prática da Lei que supere o rigorismo legalista e se baseie no amor e na misericórdia (cf. Mt 9,13). É em Jesus que se vê realizada essa justiça maior que a dos escribas e fariseu. Não se trata da interdição de tirar a vida de alguém (cf. Ex 20,3; Dt 5,7), mas é proibido depreciar o semelhante dando a ele títulos ofensivos. Não é somente a morte física que é visada na interdição, mas toda ofensa moral. Jesus impõe ao discípulo a exigência de reconciliação. A reconciliação é anterior e condição para a oferta de um verdadeiro sacrifício; é o sacrifício que agrada a Deus. O esforço de reconciliação requerido e visado nessa antítese é uma explicitação da bem-aventurança da mansidão. ‘Manso’ (cf. Sl 37,11), em hebraico, corresponde a ‘pobre’, entenda-se, pobre de espírito, isto é, aquele que reconhece e acolhe o Reino de Deus como dom” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o Evangelho diz a você hoje? Recorde outros textos em que Jesus fala da justiça, da relação com os irmãos, da misericórdia, da reconciliação… Qual palavra do Evangelho encontrou profunda sintonia com a sua vida, com as suas atitudes? Em seu trabalho e seu relacionamento com as pessoas, como você vive as orientações apresentadas por Jesus? Quais sentimentos o texto desperta em você? O que a Campanha da Fraternidade deste ano, cujo tema é “Fraternidade e superação da violência”, lhe sugere? Procure sintetizar em poucas palavras o apelo que a Palavra de Deus desperta em seu coração.

Oração (Vida)
É hora de dialogar diretamente com Deus. Apresente ao Senhor a oração que brotou em seu coração e peça-lhe a graça de saber buscar a reconciliação e dar o perdão sem medidas. Reze pelos povos em conflito, pelas famílias que não vivem o amor e o perdão, pelas pessoas que não conseguem perdoar…
Reze também a oração da Campanha da Fraternidade 2018: “Deus e Pai, nós vos louvamos pelo vosso infinito amor e vos agradecemos por ter enviado Jesus, o Filho amado, nosso irmão. Ele veio trazer paz e fraternidade à terra e, cheio de ternura e compaixão, sempre viveu relações repletas de perdão e misericórdia. Derrama sobre nós o Espírito Santo, para que, com o coração convertido, acolhamos o projeto de Jesus e sejamos construtores de uma sociedade justa e sem violência, para que, no mundo inteiro, cresça o vosso Reino de liberdade, verdade e paz. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)
O encontro com a Palavra, fonte de vida, gera novas relações e recria comunhão. Com a Palavra na mente e no coração, qual gesto você se propõe a viver no dia de hoje?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.