Liturgia diária, Profissão de fé do Centurião - Lc 7,1-10

24ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico A

18 de setembro de 2017

ORAÇÃO DO DIA

Pai, dá-me um coração misericordioso e humildade que me leve a compadecer-me do meu semelhante.

PRIMEIRA LEITURA:  1Tm 2,1-8

Leitura da primeira carta de são Paulo a Timóteo – Caríssimo, 1Acima de tudo, recomendo que se façam preces, orações, súplicas, ações de graças por todos os homens, 2pelos reis e por todos os que estão constituídos em autoridade, para que possamos viver uma vida calma e tranquila, com toda a piedade e honestidade. 3Isto é bom e agradável diante de Deus, nosso Salvador, 4o qual deseja que todos os homens se salvem e cheguem ao conhecimento da verdade. 5Porque há um só Deus e há um só mediador entre Deus e os homens: Jesus Cristo, homem 6que se entregou como resgate por todos. Tal é o fato, atestado em seu tempo; 7e deste fato – digo a verdade, não minto – fui constituído pregador, apóstolo e doutor dos gentios, na fé e na verdade. 8Quero, pois, que os homens orem em todo lugar, levantando as mãos puras, superando todo ódio e ressentimento.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 27

          — Bendito seja o Senhor, porque ouviu o clamor da minha súplica!
— Bendito seja o Senhor, porque ouviu o clamor da minha súplica!

— Escutai o meu clamor, a minha súplica, quando eu grito para vós; quando eu elevo, ó ‘Senhor, as minhas mãos para o vosso santuário.

— Minha força e escudo é o Senhor, meu coração nele confia. Ele ajudou-me e alegrou meu coração; eu canto em festa o seu louvor.

— O Senhor é a fortaleza do seu povo e a salvação do seu Ungido. Salvai o vosso povo e libertai-o; abençoai a vossa herança! Sede vós o seu pastor e o seu guia pelos séculos eternos!

EVANGELHO:  Lc 7,1-10

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1Tendo Jesus concluído todos os seus discursos ao povo que o escutava, entrou em Cafarnaum. 2Havia lá um centurião que tinha um servo a quem muito estimava e que estava à morte. 3Tendo ouvido falar de Jesus, enviou-lhe alguns anciãos dos judeus, rogando-lhe que o viesse curar. 4Aproximando-se eles de Jesus, rogavam-lhe encarecidamente: Ele bem merece que lhe faças este favor, 5pois é amigo da nossa nação e foi ele mesmo quem nos edificou uma sinagoga. 6Jesus então foi com eles. E já não estava longe da casa, quando o centurião lhe mandou dizer por amigos seus: Senhor, não te incomodes tanto assim, porque não sou digno de que entres em minha casa; 7por isso nem me achei digno de chegar-me a ti, mas dize somente uma palavra e o meu servo será curado. 8Pois também eu, simples subalterno, tenho soldados às minhas ordens; e digo a um: Vai ali! E ele vai; e a outro: Vem cá! E ele vem; e ao meu servo: Faze isto! E ele o faz. 9Ouvindo estas palavras, Jesus ficou admirado. E, voltando-se para o povo que o ia seguindo, disse: Em verdade vos digo: nem mesmo em Israel encontrei tamanha fé. 10Voltando para a casa do centurião os que haviam sido enviados, encontraram o servo curado

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Se tenho autoridade, digo e as coisas devem acontecer. Se o Senhor Jesus disser, com toda certeza alguma coisa vai acontecer. Nossa palavra é fraca. A de Deus é forte. Ele diz, e as coisas existem. Ele disse: “Faça-se a luz”. E a luz se fez. O centurião romano acreditava em Jesus. Os anciãos judeus foram bons e serviram de intermediários. Os Santos intercedem. Jesus fez o milagre. Os servos, na época, eram meio escravos, mas o centurião, diz o texto, tinha grande estima pelo seu servo. O ambiente é todo positivo. Há um doente de “classe baixa” envolvido por um clima de solidariedade.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2017’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Procuremos um espaço silencioso para iniciarmos a nossa oração. Peçamos a graça do Espírito Santo, para compreendermos a Palavra. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém! “Vinde, Espírito Santo, enchei os corações de vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai, Senhor, o vosso Espírito, e tudo será criado, e renovareis a face da terra. Oremos: Senhor, nosso Deus, que pela luz do Espírito Santo instruístes o coração dos vossos fiéis, fazei-nos dóceis ao mesmo Espírito, para apreciarmos o que é justo e nos alegrarmos sempre com a sua presença. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto bíblico? “Ele merece este favor, porque ama o nosso povo.” Faça a leitura do Evangelho deste dia quantas vezes julgar necessário, para identificar seu tema central. Durante a leitura, destaque os verbos e os personagens presentes na narrativa e procure identificar a mensagem central do texto. Qual ensinamento Jesus nos transmite no Evangelho?

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você? Aproxime-se da Palavra novamente para fazer a sua meditação. Com bastante calma e disposição, leia-a mais uma vez e permita que ela faça morada em sua mente e em seu coração. Depois, responda: que luz Jesus lhe revela neste momento? De que maneira esta passagem o(a) compromete? O que ela lhe pede?

Oração (Vida)
O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? Neste momento da sua oração, aproxime-se do Senhor, Deus de amor e misericórdia, e faça a sua oração com a Palavra. Este é o momento do dialogar com Deus, procurando responder ao que Ele lhe revelou por meio de sua Palavra. Silencie o coração e faça sua prece, apresentando ao Senhor suas intenções e pedindo-lhe também o dom da fé.

Contemplação (Vida e Missão)
Qual novo olhar nasceu em você, a partir da Palavra? O que você se propõe a viver hoje?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.