Liturgia diária , Ai de vós, guias cegos! - Mt 23,13-22

21ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico C

26 de agosto de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Pai, dá-me a graça de ser um evangelizador sincero. E livra-me da hipocrisia de exigir dos outros o que eu mesmo não faço.

PRIMEIRA LEITURA: 1Ts 1,1-5.8b-10

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses. 1Paulo, Silvano e Timóteo, à Igreja dos Tessalonicenses reunida em Deus nosso Pai e no Senhor Jesus Cristo: a vós, graça e paz! 2Damos graças a Deus por todos vós, lembrando-vos sempre em nossas orações. 3Diante de Deus, nosso Pai, recordamos sem cessar a atuação da vossa fé, o esforço da vossa caridade e a firmeza da vossa esperança em nosso Senhor Jesus Cristo. 4Sabemos, irmãos amados por Deus, que sois do número dos escolhidos. 5Porque o nosso evangelho não chegou até vós somente por meio de palavras, mas também mediante a força que é o Espírito Santo; e isso com toda a abundância. Sabeis de que maneira procedemos entre vós, para o vosso bem. 8bA vossa fé em Deus propagou-se por toda parte. Assim, nós já nem precisamos falar, 9pois as pessoas mesmas contam como vós nos acolhestes e como vos convertestes, abandonando os falsos deuses, para servir ao Deus vivo e verdadeiro, 10esperando dos céus o seu Filho, a quem ele ressuscitou dentre os mortos: Jesus, que nos livra do castigo que está por vir.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 149

         — O Senhor ama o seu povo de verdade!
— O Senhor ama o seu povo de verdade!

— Cantai ao Senhor Deus um canto novo, e o seu louvor na assembleia dos fiéis! Alegre-se Israel em Quem o fez, e Sião se rejubile no seu Rei!

— Com danças glorifiquem o seu nome, toquem harpa e tambor em sua honra! Porque, de fato, o Senhor ama seu povo e coroa com vitória os seus humildes.

— Exultem os fiéis por sua glória, e cantando se levantem de seus leitos, com louvores do Senhor em sua boca. Eis a glória para todos os seus santos.

EVANGELHO: Mt 23,13-22

          – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus: 13“Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós fechais o Reino dos Céus aos homens. Vós porém não entrais, 14nem deixais entrar aqueles que o desejam. 15Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós percorreis o mar e a terra para converter alguém, e quando conseguis, o tornais merecedor do inferno, duas vezes pior do que vós. 16Ai de vós, guias cegos! Vós dizeis: ‘Se alguém jura pelo Templo, não vale; mas, se alguém jura pelo ouro do Templo, então vale!’ 17Insensatos e cegos! O que vale mais: o ouro ou o Templo que santifica o ouro? 18Vós dizeis também: ‘Se alguém jura pelo altar, não vale; mas, se alguém jura pela oferta que está sobre o altar, então vale!’ 19Cegos! O que vale mais: a oferta, ou o altar que santifica a oferta? 20Com efeito, quem jura pelo altar, jura por ele e por tudo o que está sobre ele. 21E quem jura pelo Templo, jura por ele e por Deus que habita no Templo. 22E quem jura pelo céu, jura pelo trono de Deus e por aquele que nele está sentado”.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Jesus faz um forte sermão contra a hipocrisia dos chefes religiosos de Israel – e de todos os tempos – com um vocabulário pesado, com sete “ais”, que vão de hipócritas e condutores cegos até serpentes e raça de víboras. A forte crítica vale para todos os que se encontram na situação por ela denunciada, sejam religiosos ou não. É uma oportunidade para a reflexão pessoal. – Fazemos muitas coisas boas e as pessoas têm de nós uma boa impressão. Nós mesmos, porém, conhecemos as nossas limitações e nossos defeitos. Podemos ficar vermelhos ao sermos elogiados porque conhecemos nossa verdade. A humildade impede que nos gloriemos e nos impele a continuar nosso bom trabalho. Ao contrário, a hipocrisia leva as pessoas a aparentar conscientemente o que não são.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Neste novo dia, o Senhor se faz presente, bem perto de nós. Busquemos na Palavra o ensinamento de Jesus para a nossa vida. Que possamos acolher a Palavra em nossa vida e tornar concreto em nosso dia o ensinamento de Jesus.
Oremos: “Senhor Jesus Cristo, envia sobre nós, como prometeste, teu Espírito Santo. Que Ele nos conceda a vida e nos ensine a plenitude da verdade. Que nele encontremos salvação, felicidade e plenitude de amor. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto bíblico? Leia o Evangelho atentamente, para compreender sua mensagem. Durante a leitura, destaque as palavras que mais chamaram sua atenção. O Evangelho de hoje traz o duro discurso de Jesus aos escribas e fariseus. Qual é o tema central do texto?
“O capítulo 23, na sua quase totalidade, representa o cume da polêmica de Jesus com as autoridades religiosas do seu tempo e, ao mesmo tempo, é expressão do conflito entre a comunidade cristã e as autoridades religiosas do tempo do cristianismo primitivo. Com a crítica aos escribas e fariseus, Jesus ensina seus discípulos. A questão central da crítica é a hipocrisia. Os ‘ais’ repetidos ao longo de todo o texto são expressão de indignação e de condenação da atitude hipócrita dos escribas e fariseus. O que eles interpretam e obrigam os outros a praticar da Lei de Moisés, eles mesmos não o praticam. A hipocrisia é disfarce, representação. Eles enfatizam de tal modo as proibições da Lei no que diz respeito ao modo de proceder que ocultam aos outros a ação de Deus na história. Com isso, apresentam Deus como um juiz severo que cobra o cumprimento dos preceitos da Lei e desestimulam os demais a entrar no Reino dos Céus. Por causa da hipocrisia deles, eles mesmos não entram no Reino. O que eles promovem é uma campanha proselitista em benefício próprio, isto é, não visam à conversão dos pagãos ao Deus único e verdadeiro, mas às suas próprias concepções. São guias cegos porque não reconhecem que o caminho que conduz a Deus é Jesus (cf. Jo 14,6)” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você? Neste momento de meditação, mantenha em sua mente e em seu coração a palavra que mais o(a) tocou. Leia novamente o Evangelho e escute o que o Senhor Jesus Cristo quer lhe dizer por meio dele. Leia-o com bastante calma e procure identificar o caminho que Jesus lhe indica.
“Jesus faz um discurso duro contra os escribas e fariseus. Usurpam as coisas de Deus e usam as pessoas para o interesse pessoal deles. São rigorosos para os outros e manipulam a lei para os interesses particulares. Mas os ais de Jesus são assustadores. Na verdade, Deus é misericordioso, mas é justiça. Ninguém pense que vai passar a vida inteira brincando com as coisas de Deus, com o sagrado, com os fiéis, e que isso ficará impune. Jesus já deixou claro que, no dia do julgamento, cada um receberá o que merece e colherá o que plantou aqui na terra” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)
O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? O Evangelho nos convida a olhar para nós mesmos e para as nossas ações. O que você gostaria de dizer a Deus, depois de ouvi-lo por meio de sua Palavra de vida? Aproxime-se do Senhor e faça a sua oração de agradecimento ou súplica. Reze por aquilo que você deseja neste momento.

Contemplação (Vida e Missão)
Qual novo olhar nasceu em você, a partir da Palavra? O que a Palavra o(a) leva a experimentar? Que nova atitude você deseja viver hoje?

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas