Oração diária, Que eles sejam um, como nós somos um - Jo 17,11b-19

7ª Semana da Páscoa – Ano Litúrgico B

16 de maio de 2018

ORAÇÃO DO DIA

Senhor Jesus, consagra-me sempre mais na verdade, para que eu não me deixe seduzir pela maldade do mundo.

PRIMEIRA LEITURA: At 20,28-38

Leitura dos Atos dos Apóstolos –

Naqueles dias, Paulo disse aos anciãos da Igreja de Éfeso: 28“Cuidai de vós mesmos e de todo o rebanho, sobre o qual o Espírito Santo vos colocou como guardas, para pastore­ar a Igreja de Deus, que ele adquiriu com o sangue do seu próprio Filho.
29Eu sei, depois que eu for embora, aparecerão entre vós lobos ferozes, que não pouparão o rebanho. 30Além disso, do vosso próprio meio aparecerão homens com doutrinas perversas que arrastarão discípulos atrás de si. 31Por isso, estai sempre atentos: lembrai-vos de que, durante três anos, dia e noite, com lágrimas, não parei de exortar a cada um em particular.
32Agora entrego-vos a Deus e à mensagem de sua graça, que tem poder para edificar e dar a herança a todos os que foram santificados. 33Não cobicei prata, ouro ou vestes de ninguém. 34Vós bem sabeis que estas minhas mãos providenciaram o que era necessário para mim e para os que estavam comigo. 35Em tudo vos mostrei que, trabalhando deste modo, se deve ajudar os fracos, recordando as palavras do Senhor Jesus, que disse: ‘Há mais alegria em dar do que em receber’”.
36Tendo dito isto, Paulo ajoelhou-se e rezou com todos eles. 37Todos, depois, prorromperam em grande pranto, e lançando-se ao pescoço de Paulo, o beijavam, 38aflitos, sobretudo por lhes haver ele dito que não tornariam a ver-lhe o rosto. E o acompanharam até o navio.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 68(67)

          Reinos da terra cantai ao Senhor.
— Reinos da terra cantai ao Senhor.

— Suscitai, ó Senhor Deus, suscitai vosso poder, confirmai este poder que por nós ma­nifestastes, a partir de vosso templo, que está em Jerusalém, para vós venham os reis e vos ofertem seus presentes!

— Reinos da terra, celebrai o nosso Deus, cantai-lhe salmos! Ele viaja no seu carro sobre os céus dos céus eternos. Eis que eleva e faz ouvir a sua voz, voz poderosa.

— Dai glória a Deus e exaltai o seu poder por sobre as nuvens. Sobre Israel, eis sua glória e sua grande majestade! Em seu templo ele é admirável e a seu povo dá poder. Bendito seja o Senhor Deus, agora e sempre. Amém, amém!

EVANGELHO: Jo 17,11b-19

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São João.
          – Glória a vós, Senhor.

         Naquele tempo, Jesus ergueu os olhos para o céu e rezou, dizendo: 11b“Pai santo, guarda-os em teu nome, o nome que me deste, para que eles sejam um assim como nós somos um. 12Quando eu estava com eles, guardava-os em teu nome, o nome que me deste. Eu os guardei e nenhum deles se perdeu, a não ser o filho da perdição, para se cumprir a Escritura.
13Agora, eu vou para junto de ti, e digo estas coisas, estando ainda no mundo, para que eles tenham em si a minha alegria plenamente realizada. 14Eu lhes dei a tua palavra, mas o mundo os rejeitou, porque não são do mundo, como eu não sou do mundo. 15Não te peço que os tires do mundo, mas que os guardes do Maligno. 16Eles não são do mundo, como eu não sou do mundo.
17Consagra-os na verdade; a tua palavra é verdade. 18Como tu me enviaste ao mundo, assim também eu os enviei ao mundo. 19Eu me consagro por eles, a fim de que eles também sejam consagrados na verdade”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

O Espírito que vem no dia de Pentecostes é o Espírito da Verdade. Rezamos com Jesus ao Pai para sermos santificados na verdade. Não somos do mundo, mas estamos no mundo e temos que ficar no mundo. Que sejamos preservados do mal, que Deus nos guarde do maligno e não nos deixe cair em tentação. O demônio age e divide. Assimilamos os seus valores e nos dividimos movidos pela soberba, que impede sermos um como o Pai e o Filho são um. Assim como Jesus foi enviado ao mundo, ele também nos envia ao mundo e deseja que sua alegria seja plena em nós. Ele nos enche de alegria e nos envia ao mundo como mensageiros da alegria de Deus. Jesus fala de seus discípulos ao Pai com imenso carinho, sabendo que não serão fáceis os dias da sua Igreja no mundo. Pede que vivam na verdade, não na mentira, e na verdade continuem a sua obra.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
No Evangelho de hoje, Jesus dirige ao Pai a oração por seus discípulos. Seu primeiro pedido é que eles possam viver na unidade e que sejam testemunhas dessa unidade no mundo. Que o pedido de Jesus se concretize em nossa vida, sobretudo nesta Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos.
Oração: “Senhor Jesus Cristo, envia sobre nós, como prometeste, teu Espírito Santo. Que Ele nos conceda a vida e nos ensine a plenitude da verdade. Que nele encontremos salvação, felicidade e plenitude de amor. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Destaque as palavras que mais se repetem. Quais pedidos Jesus dirige ao Pai? Qual alegria Cristo partilha com seus discípulos? O que significa ser consagrado pela verdade?
“A súplica de Jesus ao Pai pelos discípulos é para que Deus cuide deles e os mantenha na unidade inspirada na união do Pai com o Filho. De fato, quando de sua vida terrestre, Jesus cuidou dos seus discípulos qual pastor cuida das ovelhas: conduzindo-as às verdadeiras pastagens, protegendo-as de seus inimigos e dando a sua vida por elas (cf. Jo 10,1-18). A comunhão de Jesus com o Pai é que permitiu a Jesus realizar a obra do Pai e, por isso, engajar toda a sua vida em realizar a vontade do Pai, que ele considera como seu alimento (cf. Jo 4,34). A unidade dos discípulos é fundamental para levar a cabo a missão do Senhor; o apoio mútuo é condição indispensável para não esmorecer diante da perseguição do mundo. Fazer a vontade do Pai e entregar-se para que as ovelhas não se dispersassem e tivessem vida em plenitude foi a alegria com que Jesus viveu a sua vida. Dessa alegria os discípulos participam à medida que cumprem o mandamento do amor fraterno e se engajam na realização da vontade de Deus. Mas a oração de Jesus ao Pai, para que o Pai cuide dos seus discípulos, visa, também, pedir que eles sejam livres das seduções do mundo. Deixar-se envolver por essas seduções seria permitir o fracasso e o desvirtuamento da missão” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você hoje? Qual convite Jesus lhe dirige? O que significa viver a unidade, conforme o pedido de Jesus: “Para que eles sejam um, como nós somos um”? O que significa estar no mundo, mas não ser do mundo? Quais são os desafios que enfrentamos por testemunharmos os ensinamentos de Jesus hoje?

Oração (Vida)
Dando graças por nossa libertação da escravidão do pecado, coloquemos nossas necessidades diante do Senhor, pedindo-lhe que quebre as cadeias que nos escravizam e que, em vez disso, nos una com os laços do amor e da comunhão.
– Deus do Êxodo, conduziste teu povo pelas águas do Mar Vermelho e o redimiste. Fica conosco agora e liberta-nos de todas as formas de escravidão e de tudo que obscurece a dignidade humana.
R: Coloca tuas mãos sobre nós, ó Senhor, para que possamos viver.
– Deus de toda fartura, em tua bondade cuidas de todas as nossas necessidades. Fica conosco agora, ajuda-nos a estar acima do egoísmo e ambição e dá-nos a coragem de sermos agentes de justiça no mundo.
R: Coloca tuas mãos sobre nós, ó Senhor, para que possamos viver.
– Deus de amor, nos criaste à tua imagem e nos redimiste em Cristo. Fica conosco agora, capacita-nos para amar nosso próximo e acolher o migrante.
R: Coloca tuas mãos sobre nós, ó Senhor, para que possamos viver.
– Deus da paz, permaneces fiel à tua aliança conosco, mesmo quando ficamos distantes de ti, e em Cristo nos reconciliaste contigo. Fica conosco agora e coloca um novo espírito e um novo coração em nós, para que possamos rejeitar a violência e, por outro lado, ser servidores da tua paz.
R: Coloca tuas mãos sobre nós, ó Senhor, para que possamos viver.
– Deus da glória, és todo-poderoso, mas ainda assim, em Jesus, escolheste ter um lar numa família humana e, nas águas do Batismo, nos adotaste como teus filhos. Fica conosco agora e ajuda-nos a permanecer fiéis a nossos compromissos familiares e nossas responsabilidades comunitárias e a fortalecer os laços de comunhão com nossos irmãos e irmãs em Cristo.
R: Coloca tuas mãos sobre nós, ó Senhor, para que possamos viver.
– Deus, Uno em três Pessoas, em Cristo nos fizeste UM contigo e uns com os outros. Fica conosco agora e, pelo poder e consolação do Espírito Santo, liberta-nos do autocentrismo, da arrogância e do medo, que nos impedem de trabalhar intensamente pela unidade visível da tua Igreja.
T: Coloca tuas mãos sobre nós, ó Senhor, para que possamos viver.
(Subsídio para a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos. Fonte: vatican.va)

Contemplação (Vida e Missão)
Qual novo olhar nasceu em você, a partir da Palavra? Quais apelos a Palavra despertou em seu coração? Quais compromissos você deseja assumir em sua vida?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas