Oração diária Quem não está comigo é contra mim - Lc 11,14-23

3ª Semana da Quaresma – Ano Litúrgico B

08 de março de 2018

ORAÇÃO DO DIA

Senhor Jesus, ajuda-me a compreender que, em seus milagres, o Reino de Deus irrompeu na história humana e o poder opressor do demônio ficou desarticulado.

PRIMEIRA LEITURA: Jr 7,23-28

Leitura do Livro do Profeta Jeremias – Assim fala o Senhor: 23“Dei esta ordem ao povo dizendo: Ouvi a minha voz, assim serei o vosso Deus, e vós sereis o meu povo; e segui adiante por todo o caminho que eu vos indicar para serdes felizes.
24Mas eles não ouviram e não prestaram atenção; ao contrário, seguindo as más inclinações do coração, andaram para trás e não para a frente, 25desde o dia em que seus pais saíram do Egito até o dia de hoje. A todos enviei meus servos, os profetas, e enviei-os cada dia, começando bem cedo; 26mas não ouviram e não prestaram atenção; ao contrário, obstinaram-se no erro, procedendo ainda pior que seus pais.
27Se falares todas essas coisas, eles não te escutarão, e, se os chamares, não te darão resposta. 28Dirás, então: Esta é a nação que não escutou a voz do Senhor, seu Deus, e não aceitou correção. Sua fé morreu, foi arrancada de sua boca”. – Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 95(94)

          — Oxalá ouvísseis hoje a voz do Senhor: Não fecheis os vossos corações.
— Oxalá ouvísseis hoje a voz do Senhor: Não fecheis os vossos corações.

— Vinde, exultemos de alegria no Senhor, aclamemos o Rochedo que nos salva! A seu encontro caminhemos com louvores, e com cantos de alegria o celebremos!

— Vinde adoremos e prostremo-nos por terra, e ajoelhemos ante o Deus que nos criou! Porque ele é o nosso Deus, nosso Pastor, e nós somos o seu povo e seu rebanho, as ovelhas que conduz com sua mão.

— Oxalá ouvísseis hoje a sua voz: “Não fecheis os corações como em Meriba, como em Massa, no deserto, aquele dia, em que outrora vossos pais me provocaram, apesar de terem visto as minhas obras”.

EVANGELHO:  Lc 11,14-23

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 14Jesus estava expulsando um demônio que era mudo. Quando o demônio saiu, o mudo começou a falar, e as multidões ficaram admiradas. 15Mas alguns disseram: “É por Belzebu, o príncipe dos demônios, que ele expulsa os demônios”.
16Outros, para tentar Jesus, pediam-lhe um sinal do céu. 17Mas, conhecendo seus pensamentos, Jesus disse-lhes: “Todo reino dividido contra si mesmo será destruído; e cairá uma casa por cima da outra.
18Ora, se até Satanás está dividido contra si mesmo, como poderá sobreviver o seu reino? Vós dizeis que é por Belzebu que eu expulso os demônios. 19Se é por meio de Belzebu que eu expulso demônios, vossos filhos os expulsam por meio de quem? Por isso, eles mesmos serão vossos juízes.
20Mas, se é pelo dedo de Deus que eu expulso os demônios, então chegou para vós o Reino de Deus. 21Quando um homem forte e bem armado guarda a própria casa, seus bens estão seguros. 22Mas, quando chega um homem mais forte do que ele, vence-o, arranca-lhe a armadura na qual ele confiava, e reparte o que roubou.
23Quem não está comigo está contra mim. E quem não recolhe comigo dispersa”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Um homem era mudo. O demônio impedia que ele falasse. Jesus expulsou o demônio e o homem começou a falar. Este é o acontecimento. Quais são as reações? Admiração: muita gente ficou feliz vendo o mudo falar. Rejeição: outros não se importaram com o fato e, como não aceitavam Jesus, acusaram-no de agir com o poder do chefe dos demônios. Alienação: outros ainda preferiam um sinal mágico mais do que ver e ouvir um mudo falar. Sinais da terra não lhes interessavam. Esses, os piores, queriam provocar Jesus. Os que o rejeitaram deviam entender que, se o demônio expulsa o demônio que está dominando um homem, este homem se torna livre. Então, aplausos para o demônio. O ser humano está ganhando. Expulsem o demônio pelo poder do demônio ou expulsem-no pelo dedo de Deus; o que importa é que ele está sendo expulso e o ser humano, reabilitado.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
A Quaresma é um caminho dinâmico e progressivo que nos tira das trevas para a luz, da escravidão para a liberdade, da morte para a vida, da tristeza para a alegria… A Palavra de Deus, lida e meditada todos os dias, nos apresenta este caminho para uma vida renovada. Com Jesus, que hoje se apresenta como Libertador, desejamos passar este dia, para acolher em nossa vida seus ensinamentos.
“Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai o vosso Espírito, e tudo será criado, e renovareis a face da terra. Oremos: Deus, que instruístes os corações de vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo espírito e gozemos sempre de sua consolação. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.”

Leitura (Verdade)
Faça uma leitura atenta do texto. Quais palavras mais chamaram sua atenção? Procure identificar o tema central do Evangelho.
“Estamos na parte central do Evangelho segundo Lucas, denominada ‘subida para Jerusalém’. Em qualquer trecho do Evangelho, o leitor está mais bem informado do que os personagens da cena. Sabemos, pelo relato do batismo, que Jesus é revestido do Espírito Santo; os seus opositores não o sabem. O mal que enigmaticamente está diante do ser humano e age no seu coração, com o seu consentimento, distorce a palavra e torna difícil a comunicação. Um exemplo disso é o relato da torre de Babel (Gn 11,1-9). Efetivamente, o mal confunde, impede de falar bem e de bem falar. A palavra é dada ao homem para a sua comunicação com seu Criador e com os seus semelhantes. Somente ao ser humano Deus dirige a palavra. A palavra adquire seu pleno sentido no bem dizer. Na segunda parte de sua obra, Lucas diz que é o Espírito Santo quem faz falar as maravilhas de Deus (At 2,1-11) e dá à palavra seu verdadeiro sentido. Considerar que é por Beelzebu que Jesus expulsa os demônios é um juízo distorcido, equivocado, falta de abertura e discernimento. É confundir o Espírito Santo com Beelzebu. Esse é o verdadeiro mal” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que este texto diz a você hoje? De que forma você compreende e acolhe os ensinamentos de Jesus? Reflita por alguns instantes sobre as diversas ações de Jesus para que as pessoas tivessem vida digna: ensinamentos, curas, milagres… O que os gestos de Jesus dizem a você hoje? Quais são os demônios que nos cercam, aprisionam e impedem que vivamos com dignidade? É desejo de Deus que seus filhos vivam com dignidade e com sentido.

Oração (Vida)
Apresente ao Senhor a oração que brotou em seu coração. Conclua rezando: “Jesus, divino Mestre, nós vos adoramos, Filho muito amado do Pai, caminho único para chegarmos a Ele. Nós vos louvamos e agradecemos, porque sois o exemplo que devemos seguir. Com simplicidade, queremos aprender de Vós o modo de ver, julgar e agir. Queremos ser atraídos por Vós, para que, caminhando nas vossas pegadas, possamos viver dia a dia a liberdade dos filhos de Deus. Aumentai nossa esperança, impulsionando plenamente o nosso ser e o nosso agir. Ajudai-nos a retratar nossa vida a vossa imagem, para que assim vos possamos possuir eternamente no céu. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)
Qual novo olhar nasceu em você, a partir da Palavra? Quais apelos a Palavra despertou em seu coração? Quais compromissos você se propõe a viver?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas