Liturgia diária, A cura do filho do centurião - Mt 8,5-11

1ª Semana do Advento – Ano Litúrgico C

03 de dezembro de 2018

ORAÇÃO DO DIA

Pai, que a purificação da fé predisponha-me para ir ao encontro do Senhor. Como o homem pagão, quero manifestar uma fé imensa no poder salvífico de teu Filho Jesus.

PRIMEIRA LEITURA:  Is 2,1-5

Leitura do Livro do Profeta Isaías.

1Visão de Isaías, filho de Amós, sobre Judá e Jerusalém. 2Acontecerá nos últimos tempos, que o monte da casa do Senhor estará firmemente estabelecido no ponto mais alto das montanhas e dominará as colinas. A ele acorrerão todas as nações, 3para lá irão numerosos povos e dirão: “Vamos subir ao monte do Senhor, à casa do Deus de Jacó, para que ele nos mostre seus caminhos e nos ensine a cumprir seus preceitos”; porque de Sião provém a lei e de Jerusalém, a Palavra do Senhor. 4Ele há de julgar as nações e arguir numerosos povos; estes transformarão suas espadas em arados e suas lanças em foices: não pegarão em armas uns contra os outros e não mais travarão combate. 5Vinde todos, da casa de Jacó, e deixemo-nos guiar pela luz do Senhor.

— Palavra do Senhor.
— Graças a Deus.

Ou (escolhe-se uma das leituras)

Primeira Leitura (Is 4,2-6)

Leitura do Livro do Profeta Isaías.

2Naquele dia, o povo do Senhor terá esplendor e glória, e o fruto da terra será de grande alegria para os sobreviventes de Israel. 3Então, os que forem deixados em Sião, os sobreviventes de Jerusalém, serão chamados santos, a saber, todos os destinados à vida em Jerusalém. 4Quando o Senhor tiver lavado as imundícies das filhas de Sião, e limpado as manchas de sangue dentro de Jerusalém, com espírito de justiça e de purificação, 5ele criará em todo o lugar do monte Sião e em suas assembleias uma nuvem durante o dia, e fumaça e clarão de chamas durante a noite: e será proteção para toda a sua glória, 6uma tenda para dar sombra contra o calor do dia, abrigo e refúgio contra a ventania e a chuva.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 121

— Que alegria, quando me disseram: “Vamos à casa do Senhor!”
— Que alegria, quando me disseram: “Vamos à casa do Senhor!”

— Que alegria, quando ouvi que me disseram: “Vamos à casa do Senhor!” E agora nossos pés já se detêm, Jerusalém, em tuas portas.

— Jerusalém, cidade bem edificada num conjunto harmonioso; para lá sobem as tribos de Israel, as tribos do Senhor.

— Para louvar, segundo a lei de Israel, o nome do Senhor. A sede da justiça lá está e o trono de Davi.

— Rogai que viva em paz Jerusalém, e em segurança os que te amam! Que a paz habite dentro dos teus muros, tranquilidade em teus palácios!

— Por amor a meus irmãos e meus amigos, peço: “A paz esteja em ti!” Pelo amor que tenho à casa do Senhor, eu te desejo todo bem!

EVANGELHO: Mt 8,5-11

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 5quando Jesus entrou em Carfanaum, um oficial romano aproximou-se dele, suplicando: 6“Senhor, o meu empregado está de cama, lá em casa, sofrendo terrivelmente com uma paralisia”. 7Jesus respondeu: “Vou curá-lo”. 8O oficial disse: “Senhor, eu não sou digno de que entres em minha casa. Dize uma só palavra e o meu empregado ficará curado. 9Pois eu também sou subordinado e tenho soldados sob minhas ordens. E digo a um: ‘Vai!, e ele vai; e a outro: ‘Vem!, e ele vem; e digo a meu escravo: ‘Faze isto!, e ele o faz”. 10Quando ouviu isso, Jesus ficou admirado e disse aos que o seguiam: “Em verdade, vos digo: nunca encontrei em Israel alguém que tivesse tanta fé. 11Eu vos digo: muitos virão do Oriente e do Ocidente, e se sentarão à mesa no Reino dos Céus, junto com Abraão, Isaac e Jacó”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

A cura do servo do centurião romano na primeira semana do Advento nos faz ver a mesa posta no futuro, quando o Senhor vier em sua glória. Foi posta a mesa do Reino dos Céus e muitos, vindos do Oriente e do Ocidente, a ela se assentarão com Abraão, Isaac e Jacó. Deus disse a Abraão que nele seriam abençoadas todas as nações da terra. Promessa que, segundo a carta aos Gálatas, não pode ser anulada pelo que veio depois, restringindo-a aos observantes da Lei. A promessa deixou aberta a porta do banquete celeste para os que virão do Oriente e do Ocidente. A esta mesa se sentará o centurião romano, que era um homem de fé. Era também humilde. Raciocina como um militar, que dá ordens e é obedecido, mostrando crer no poder de Jesus. E revela sua humildade quando diz não ser digno de que Jesus entre em sua casa. Jesus, porém, ultrapassa o obstáculo da Lei e se dispõe a ir até a casa do centurião. Com ele aprendemos a dizer à mesa da Eucaristia: “Senhor, eu não sou digno”.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Estamos na primeira semana do Advento, tempo em que recordamos a espera do Menino Jesus. No início de nossa oração, coloquemo-nos diante de Deus e peçamos a graça de nos prepararmos bem para receber Jesus, que veio e que vem ao nosso encontro.
Peçamos: “Vinde, Espírito Santo, enchei os corações de vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai, Senhor, o vosso Espírito, e tudo será criado, e renovareis a face da terra. Oremos: Senhor, nosso Deus, que pela luz do Espírito Santo instruístes o coração dos vossos fiéis, fazei-nos dóceis ao mesmo Espírito, para apreciarmos o que é justo e nos alegrarmos sempre com a sua presença. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto bíblico? Procure identificar o contexto do relato: lugar, pessoas, ação de Jesus… Faça a leitura do texto pausadamente, quantas vezes julgar necessário, e destaque as palavras que mais lhe chamam atenção. Depois, responda: como Jesus reage ao pedido do centurião? Que mensagem Ele nos deixa a partir desse encontro? Qual é o tema central do texto? Por que os sacerdotes, escribas e notáveis do povo querem matar Jesus?
“Este episódio, presente também em Lucas e João (Lc 7,1-10; Jo 4,46-53), é a ocasião para afirmar a universalidade da salvação trazida por Jesus e a eficácia de sua palavra. No centro do episódio está a fé do centurião na palavra do Senhor, que o cristão deve imitar. O centurião, chefe de cem soldados, é um pagão. A súplica do centurião a Jesus é por um servo seu, que ele estimava muito. Para o centurião o valor essencial parece ser a vida. Ele mesmo não se diz impuro, pois isso é um conceito judaico-religioso. Ele parece conhecer as normas dos judeus quanto à pureza, por isso diz: “Senhor, eu não sou digno…” (v. 8). Dizer-se indigno é reconhecer a autoridade de Jesus. O Senhor acolhe a todos e pretende ir à casa do centurião. No entanto, o chefe pede que Jesus simplesmente dê uma ordem, pois é o poder da palavra que importa. A fé do centurião causa uma profunda admiração em Jesus. A fé do pagão ultrapassa a manifestada em Israel” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você hoje? Leia o Evangelho novamente, procurando identificar a mensagem que Jesus quer comunicar à sua vida.
“De fato, não somos dignos de que o Senhor entre em nossa morada interior. É verdade que somos templos do Espírito Santo e que ele habita em nós, mas por pura graça dele, e não por mérito nosso. Essa humildade é uma virtude para o cristão. E todo dia devemos ter o cuidado de nos perguntar se nossa vida está digna de acolher o Senhor. Não podemos deixar a vaidade ou a indiferença tomarem conta da nossa consciência. O centurião mediu Jesus pela sua autoridade de militar, afinal, ambos comandavam: ele, as forças militares, e Jesus, as forças sobrenaturais. Mas confiou na Palavra de Jesus e obteve a cura. Confiemos, igualmente, nessa Palavra de vida eterna, que cura e liberta!” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)
O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? O centurião dirigiu o seu pedido, ou seja, a sua oração a Jesus e foi atendido. O que você deseja expressar ao Senhor neste momento de oração? Você pode começar agradecendo a vida que Ele lhe dá e tudo de bom que lhe acontece. Apresente-lhe também as pessoas necessitadas.

Contemplação (Vida e Missão)
Qual novo olhar nasceu em você, a partir da Palavra? Como você deseja viver este dia? Com que palavra ou atitude de Jesus você deseja viver hoje?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas