Oração diária, Testemunho de João Batista - Lc 3,10-18

3º Domingo do Advento – Ano Litúrgico C

16 de dezembro de 2018

ORAÇÃO DO DIA

Espírito que converte para Deus, que eu permaneça atento aos apelos de conversão que me são dirigidos, para merecer ser acolhido no Reino proclamado pelo Messias Jesus.

PRIMEIRA LEITURA: Sf 3,14-18a

Leitura da Profecia de Sofonias – 14Canta de alegria, cidade de Sião; rejubila, povo de Israel! Alegra-te e exulta de todo o coração, cidade de Jerusalém!
15O Senhor revogou a sentença contra ti, afastou teus inimigos; o rei de Israel é o Senhor, ele está no meio de ti, nunca mais temerás o mal.
16Naquele dia, se dirá a Jerusalém: “Não temas, Sião, não te deixes levar pelo desânimo! 17O Senhor, teu Deus, está no meio de ti, o valente guerreiro que te salva; ele exultará de alegria por ti, movido por amor; exultará por ti, entre louvores, 18acomo nos dias de festa”.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO: Is 12,2-6

— Exultai cantando alegres, habitantes de Sião,/ porque é grande em vosso meio o Deus Santo de Israel!

— Exultai cantando alegres, habitantes de Sião,/ porque é grande em vosso meio o Deus Santo de Israel!

— Eis o Deus, meu Salvador, eu confio e nada temo;/ o Senhor é minha força, meu louvor e salvação./ Com alegria bebereis no manancial da salvação,/ e direis naquele dia: “Dai louvores ao Senhor.

— Invocai seu santo nome, anunciai suas maravilhas,/ entre os povos proclamai que seu nome é o mais sublime.

— Louvai cantando ao nosso Deus, que fez prodígios e portentos,/ publicai em toda a terra suas grandes maravilhas!/ Exultai cantando alegres, habitantes de Sião,/ porque é grande em vosso meio o Deus Santo de Israel!”

SEGUNDA LEITURA: Fl 4,4-7

Leitura da Carta de São Paulo aos Filipenses – Irmãos: 4Alegrai-vos sempre no Senhor; eu repito, alegrai-vos. 5Que a vossa bondade seja conhecida de todos os homens! O Senhor está próximo!
6Não vos inquieteis com coisa alguma, mas apresentai as vossas necessidades a Deus, em orações e súplicas, acompanhadas de ação de graças. 7E a paz de Deus, que ultrapassa todo o entendimento, guardará os vossos corações e pensamento em Cristo Jesus.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

EVANGELHO: Lc 3,10-18

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 10as multidões perguntavam a João: “Que devemos fazer?”
11João respondia: “Quem tiver duas túnicas, dê uma a quem não tem; e quem tiver comida, faça o mesmo!”
12Foram também para o batismo cobradores de impostos, e perguntaram a João: “Mestre, que devemos fazer?”
13João respondeu: “Não cobreis mais do que foi estabelecido”.
14Havia também soldados que perguntavam: “E nós, que devemos fazer?”
João respondia: “Não tomeis à força dinheiro de ninguém, nem façais falsas acusações; ficai satisfeitos com o vosso salário!”
15O povo estava na expectativa e todos perguntavam no seu íntimo se João não seria o Messias. 16Por isso, João declarou a todos: “Eu vos batizo com água, mas virá aquele que é mais forte do que eu. Eu não sou digno de desamarrar a correia de suas sandálias. Ele vos batizará no Espírito Santo e no fogo. 17Ele virá com a pá na mão: vai limpar sua eira e recolher o trigo no celeiro; mas a palha ele a queimará no fogo que não se apaga”.
18E ainda de muitos outros modos, João anunciava ao povo a Boa Nova.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

A Palavra do Senhor foi dirigida a São João Batista no deserto, e ele clamou: “Preparem o caminho do Senhor. Todos verão a salvação de Deus”. No rio Jordão, ele batizava um batismo de conversão para o perdão dos pecados. Muita gente vinha até ele e perguntava o que fazer. As respostas eram diretas, e valem também para nós, se quisermos preparar o caminho do Senhor que vem no fim dos tempos, que vem no Natal, que vem diariamente na Eucaristia. Para que a Eucaristia não seja apenas rito, o que devemos fazer? Para todos ele dizia: “Partilhe o que você tem com quem não tem. Tem duas túnicas? Dê uma. Tem comida? Faça o mesmo”. Nenhuma dificuldade para nós, que conhecemos as perguntas que Jesus nos fará no dia do julgamento, como lemos em São Mateus: “Eu tive fome e você me deu de comer, eu tive sede e você me deu de beber, eu estava nu e você me vestiu”. Ouvimos agora a mesma coisa da boca de São João Batista.
Os publicanos, cobradores de impostos, também estavam por lá. A eles, dizia o Batista, “não cobrem mais do que foi estabelecido”. Não roubem, não desviem dinheiro que não é seu. Bastaria isso entre nós: que os que roubam entrassem nas águas e saíssem convertidos. Roubam os grandes, roubam os pequenos, e roubar torna-se uma cultura. Só não rouba quem não é esperto, e quando alguém devolve o que não é seu, sai no noticiário como algo extraordinário. Vieram também os soldados e ouviram de João que não deviam maltratar ninguém, que não deviam tomar dinheiro à força, nem fazer denúncias falsas e contentar-se com o próprio salário, esperando que o salário fosse justo. Acontecia o que supomos que aconteça em nossas pias batismais, que quem se faz batizar esteja disposto a mudar de vida.
Muitos pensavam que João fosse o Messias, mas não era. Ele mesmo anunciou que depois dele viria aquele que iria batizar com o Espírito Santo e com fogo. O Espírito Santo, o Amor na Trindade, se tornaria a vida de quem foi batizado; e o fogo purificaria a intenções e queimaria a palha. […]

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Celebramos hoje, na liturgia, o terceiro domingo da nossa caminhada em preparação ao Natal do Senhor. É o domingo da alegria, pois a nossa libertação já se aproxima. Acolhamos o apelo à conversão que a Palavra nos faz, para estarmos preparados para a vinda do Senhor.
Silenciando o coração, repita algumas vezes a oração: “Jesus Mestre, iluminai minha mente, movei meu coração, para que esta meditação produza em mim frutos de vida. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Quais são os personagens presentes na narrativa? Quem são as pessoas que se questionam sobre o que devem fazer? Quais são as orientações de João Batista?
“[…] O evangelho, ao contrário dos textos anteriores, fala da necessidade de conversão para acolher o Senhor que vem. A conversão tem uma implicação ética, por isso, os que vão até João perguntam: ‘O que devemos fazer?’. A resposta de João é simples: nada de extraordinário; é preciso praticar a justiça e a misericórdia. A conversão consiste em vencer o egoísmo pela partilha dos bens com os necessitados. Para isso, é preciso olhar para os nossos semelhantes como Deus olha para cada um de nós, com amor e compaixão. Aos publicanos, particularmente desprezados pelos judeus praticantes (cf. Lc 18,9-14), João recomenda a justiça. Aos soldados, João recomenda a renúncia da violência, da prática da exploração, da ganância e do falso testemunho. A força da pregação do Batista e do seu movimento leva as pessoas a se perguntarem se ele não seria o Messias. João nega e anuncia a vinda do Cristo, mais forte do que ele e que batizará a todos com o Espírito Santo e com o fogo. O Espírito Santo que o Senhor envia de junto do Pai é como o fogo que faz a prata voltar ao seu brilho original. Esse fogo, agindo em nós, purifica e devolve a nossa humanidade o brilho originário da criação. Somente em Jesus Cristo nossa alegria é plena” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você hoje? Vários personagens no Evangelho se questionam sobre o que devem fazer diante do convite à conversão proposto por João Batista. Qual apelo a Palavra desperta em seu coração, nesta caminhada em preparação ao Natal?

Oração (Vida)
Momento de oração. Agradeça a riqueza da Palavra de Deus e os ensinamentos escondidos em cada palavra. Agradeça os convites, apelos, desafios que o Senhor o(a) convida a viver neste dia. Peça ao Senhor a graça de viver o despojamento, a humildade, a simplicidade do coração e a conversão.

Contemplação (Vida e Missão)
Neste domingo, nosso coração se alegra com a expectativa da chegada do Salvador. Preparemos nossa casa interior para acolhê-lo com toda a dignidade possível e com muito amor. “Alegrai-vos sempre no Senhor!” Essa é a nossa proposta para esta semana.

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas