Oração diária, Tira primeiro a trave do teu próprio olho - Mt 7,1-5

12ª Semana Comum – Ano Litúrgico B

25 de junho de 2018

ORAÇÃO DO DIA

Pai, livra-me de julgar meus semelhantes de maneira severa e impiedosa. Que eu seja misericordioso com eles, assim como és misericordioso comigo.

PRIMEIRA LEITURA: 1Rs 17,5-8.13-15a.18

Leitura do Segundo Livro dos Reis – Naqueles dias, 5Salmanasar, rei da Assíria, invadiu todo o país. E, chegando a Samaria, sitiou-a durante três anos.
6No nono ano de Oséias, o rei da Assíria tomou Samaria e deportou os habitantes de Israel para a Assíria, estabelecendo-os em Hala e nas margens do Habor, rio de Gozã, e nas cidades da Média. 7Isto aconteceu porque os filhos de Israel pecaram contra o Senhor, seu Deus, que os tinha tirado do Egito, libertando-os da opressão do Faraó, rei do Egito, porque tinham adorado outros deuses.
8Eles seguiram os costumes dos povos que o Senhor havia expulsado de diante deles, e as leis introduzidas pelos reis de Israel. 13O Senhor tinha advertido seriamente Israel e Judá por meio de todos os profetas e videntes, dizendo: “Voltai dos vossos maus caminhos e observai meus mandamentos e preceitos, conforme todas as leis que prescrevi a vossos pais e que vos comuniquei por intermédio de meus servos, os profetas”.
14Eles, porém, não prestaram ouvidos, mostrando-se tão obstinados quanto seus pais, que não tinham acreditado no Senhor, seu Deus. 15aDesprezaram as suas leis e a aliança que tinham feito com seus pais, e os testemunhos com que os havia garantido. 18O Senhor indignou-se profundamente contra os filhos de Israel e rejeitou-os para longe da sua face, restando apenas a tribo de Judá

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 59

          — Vossa mão nos ajude, ouvi-nos Senhor!
— Vossa mão nos ajude, ouvi-nos Senhor!

— Rejeitastes, ó Deus, vosso povo e arrasastes as nossas fileiras; vós estáveis irado: voltai-vos!

— Abalastes, partistes a terra, reparai suas brechas, pois treme. Duramente provastes o povo, e um vinho atordoante nos destes.

— Quem me leva à cidade segura, e a Edom quem me vai conduzir, se vós, Deus, rejeitais vosso povo e não mais conduzis nossas tropas?

— Dai-nos, Deus, vosso auxílio na angústia; nada vale o socorro dos homens! Mas com Deus nós faremos proezas, e ele vai esmagar o opressor.

EVANGELHO:Mt 7,1-5

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 1“Não julgueis, e não sereis julgados. 2Pois, vós sereis julgados com o mesmo julgamento com que julgardes; e sereis medidos, com a mesma medida com que me­dirdes. 3Por que observas o cisco no olho do teu irmão, e não prestas atenção à trave que está no teu próprio olho? 4Ou, como podes dizer a teu irmão: ‘Deixa-me tirar o cisco do teu olho’, quando tu mesmo tens uma trave no teu? 5Hipócrita, tira primeiro a trave do teu próprio olho, e então enxergarás bem para tirar o cisco do olho do teu irmão”

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Jesus continua oferecendo seu programa de vida aos que querem segui-lo. O sermão da Montanha mergulha o candidato a discípulo no banho dos grandes princípios e dos grandes valores que deverão animar a vida do seguidor de Cristo. No relacionamento fraterno, cada um olhe primeiro para si mesmo antes de corrigir o irmão. A correção é uma obra de caridade, um gesto de amor cheio de interesse pelo bem do outro, mas pode ser também um ato de hipocrisia. Tenho uma trave nos meus olhos e quero tirar o cisco do olho do meu irmão. Nem serei capaz de enxergar bem para poder tirar o cisco. Na mesma linha do relacionamento, temos todas as possibilidades de conseguir um bom julgamento no último dia, quando todos se apresentarem diante de Deus para serem medidos. Eu mesmo colocarei nas mãos de Deus a medida com que serei medido. Ele vai me medir com a medida que eu lhe der, e essa será a medida com qual eu medi os meus irmãos e as minhas irmãs neste mundo. Temos aí um convite à sabedoria. Saiba preparar o seu exame final. Dependerá da qualidade de suas relações humanas. Se não quiser levar consigo nenhuma medida e quiser escapar do julgamento, também é possível. Foi Jesus quem disse: “Não julguem para não serem julgados”.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Iniciamos uma nova semana acolhendo a Palavra de Deus. Somos convidados pelo Senhor a viver duas de suas exortações: não julgar os outros e combater a hipocrisia. Que o Espírito Santo venha em nosso auxílio e nos mostre o caminho que devemos seguir.
Rezemos: “Senhor Jesus Cristo, envia sobre nós, como prometeste, teu Espírito Santo. Que Ele nos conceda a vida e nos ensine a plenitude da verdade. Que nele encontremos a salvação, felicidade e plenitude de amor. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? A quem Jesus está instruindo? Quais são suas exortações? Onde você percebe a presença do julgamento e da hipocrisia? Qual é o caminho apontado por Jesus?
“Há no evangelho de hoje duas exortações: a primeira de não julgar os outros (vv. 1-2) e a segunda contra a hipocrisia (vv. 3-5). O juízo contra os outros é uma forma de rotular a pessoa e petrificá-la numa imagem irreversível, isto é, sem oferecer-lhe nenhuma possibilidade de defesa ou de mudança. Julgar os outros significa também condená-los. No evangelho de João, no diálogo de Jesus com Nicodemos, encontramos a oposição entre julgar e salvar: ‘Deus não enviou o seu Filho ao mundo para julgar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por ele’ (Jo 3,17). A escatologia (v. 2) deve iluminar a vida presente do discípulo e orientar o seu comportamento. A segunda exortação diz respeito à hipocrisia, que é caracterizada nestes termos: alguém vê um pequeno defeito na vida do irmão e esse pequeno defeito passa a ser a sua maior ocupação. No entanto, por causa da própria cegueira, a pessoa não reconhece a gravidade de sua própria situação, nem faz nenhum esforço para eliminá-la. Na controvérsia com os fariseus, Jesus faz esta declaração contundente: ‘Se fôsseis cegos, não teríeis pecado; mas dizeis: nós vemos! Vosso pecado permanece’ (Jo 9,41). No ditado popular dizemos: ‘Cegueira maior tem aquele que não quer ver’” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você? Como você acolhe os ensinamentos de Jesus em sua vida? Qual é o caminho para não julgarmos? E para combater a hipocrisia? O que leva o ser humano a agir com julgamentos e hipocrisia? Qual apelo o Senhor faz a você hoje? Quais sentimentos a Palavra despertou em seu coração?

Oração (Vida)
O Senhor é nossa força, consolo e abrigo. A Ele entregamos a nossa vida e esta nova semana. A Ele confiamos as pessoas que amamos e todas aquelas com as quais partilharemos a vida neste dia.
Pedimos que o Espírito Santo transforme o nosso coração: “Ó Espírito Santo! Dai-me um coração grande, aberto à vossa silenciosa e forte palavra inspiradora; fechado a todas as ambições mesquinhas, alheio a qualquer desprezível competição humana, compenetrado do sentido da Santa Igreja! Um coração grande, desejoso de se tornar semelhante ao Coração do Senhor Jesus. Um coração grande e forte, para amar a todos, para servir a todos, para sofrer por todos. Um coração grande e forte, para superar todas as provações, todo tédio, todo cansaço, toda ofensa, toda desilusão. Um coração grande e forte e constante até o sacrifício, quando for necessário. Um coração cuja felicidade é palpitar com o coração de Cristo e cumprir humilde e fielmente a vontade do Pai. Amém” (Papa Paulo VI).

Contemplação (Vida e Missão)
O que você se propõe a viver concretamente neste dia? O que é pedido à sua vida, aqui e agora?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas