Oração diária, Transfiguração do Senhor - Mc 9,2-10

Transfiguração do Senhor – Ano Litúrgico B

06 de agosto de 2018

ORAÇÃO DO DIA

Senhor Jesus, que a contemplação de tua transfiguração me prepare para contemplar tua crucifixão, seguro de que és o Filho amado de Deus.

PRIMEIRA LEITURA: Dn 7,9-10.13-14

Leitura da Profecia de Daniel – 9Eu continuava olhando até que foram colocados uns tronos, e um Ancião de muitos dias aí tomou lugar. Sua veste era branca como neve e os cabelos da cabeça, como lã pura; seu trono eram chamas de fogo, e as rodas do trono, como fogo em brasa. 10Derramava-se aí um rio de fogo que nascia diante dele; serviam-no milhares de milhares, e milhões de milhões assistiam-no ao trono; foi instalado o tribunal e os livros foram abertos.
13Continuei insistindo na visão noturna, e eis que, entre as nuvens do céu, vinha um como filho do homem, aproximando-se do Ancião de muitos dias, e foi conduzido à sua presença. 14Foram-lhe dados poder, glória e realeza, e todos os povos, nações e línguas o serviam: seu poder é um poder eterno que não lhe será tirado, e seu reino, um reino que não se dissolverá.

— Palavra do Senhor.
— Graças a Deus!

OU (escolhe-se uma das leituras)

Primeira Leitura (2Pd 1,16-19)

Leitura da Segunda Carta de São Pedro – Caríssimos, 16não foi seguindo fábulas habilmente inventadas que vos demos a conhecer o poder e a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, mas sim, por termos sido testemunhas oculares da sua majestade. 17Efetivamente, ele recebeu honra e glória da parte de Deus Pai, quando do seio da esplêndida glória se fez ouvir aquela voz que dizia: “Este é o meu Filho bem-amado, no qual ponho o meu bem-querer”. 18Esta voz, nós a ouvimos, vinda do céu, quando estávamos com ele no monte Santo. 19E assim se nos tornou ainda mais firme a palavra da profecia, que fazeis bem em ter diante dos olhos, como lâmpada que brilha em lugar escuro, até clarear o dia e levantar-se a estrela da manhã em vossos corações

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 96

— Deus é Rei, é o Altíssimo, muito acima do universo.
— Deus é Rei, é o Altíssimo, muito acima do universo.

— Deus é Rei! Exulte a terra de alegria, e as ilhas numerosas rejubilem! Treva e nuvem o rodeiam no seu trono, que se apoia na justiça e no direito.

— As montanhas se derretem como cera ante a face do Senhor de toda a terra; e assim proclama o céu sua justiça, todos os povos podem ver a sua glória.

— Porque vós sois o altíssimo, Senhor, muito acima do universo que criastes, e de muito superais todos os deuses.

EVANGELHO:  Mc 9,2-10

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Marcos.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 2Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João, e os levou sozinhos a um lugar à parte, sobre uma alta montanha. E transfigurou-se diante deles.
3Suas roupas ficaram brilhantes e tão brancas como nenhuma lavadeira sobre a terra poderia alvejar.4Apareceram-lhe Elias e Moisés, e estavam conversando com Jesus.
5Então Pedro tomou a palavra e disse a Jesus: “Mestre, é bom ficarmos aqui. Vamos fazer três tendas: uma para ti, outra para Moisés e outra para Elias”.
6Pedro não sabia o que dizer, pois estavam todos com muito medo.
7Então desceu uma nuvem e os encobriu com sua sombra. E da nuvem saiu uma voz: “Este é o meu Filho amado. Escutai o que ele diz!”
8E, de repente, olhando em volta, não viram mais ninguém, a não ser somente Jesus com eles.
9Ao descerem da montanha, Jesus ordenou que não contassem a ninguém o que tinham visto, até que o Filho do Homem tivesse ressuscitado dos mortos.
10Eles observaram esta ordem, mas comentavam entre si, o que queria dizer “ressuscitar dos mortos”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

A beleza da Transfiguração do Senhor está na sua misericórdia para com os apóstolos e para com todos nós. Aos apóstolos, que deviam enfrentar os transtornos da prisão e Morte de Jesus, a transfiguração lhes dá a garantia da vitória do Cristo crucificado. Ele brilhará em sua ressurreição e realizará tudo o que foi dito pelos profetas e tudo o que Moisés escreveu na Lei. Ele é o novo Moisés, ele é o novo Elias, ele é a Palavra de Deus. Pedro, Tiago e João poderiam ver na cruz o Cristo transfigurado. Poderiam! Viram, talvez, a distância. Custaram para crer que ele tinha ressuscitado. Eles não sabiam o que era a ressurreição, por isso, ao descer do monte discutiam sobre o que significaria “ressuscitar dos mortos”.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Na liturgia de hoje, celebramos a Transfiguração do Senhor. “Da nuvem saiu uma voz: Este é o meu Filho amado. Escutai-o!” (Mc 9,7). Esse é também o convite que a Palavra faz a cada um de nós. Acolhamos o que o Senhor quer nos dizer hoje por meio de sua Palavra.
Rezemos: “Ó divino Espírito, ensina-me tudo quanto Jesus ensinou. Dá-me inteligência para entender; memória para lembrar; vontade dócil para praticar; coração generoso para corresponder aos teus convites. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto do Evangelho? Quais personagens estão presentes na narrativa? Qual é o tema central do texto? Qual mensagem o evangelista nos transmite? Quem é Jesus? Qual pedido é dirigido aos apóstolos?
“O relato da transfiguração é uma prolepse da ressurreição de Jesus Cristo e uma ocasião para a afirmação, da parte do Pai, da filiação divina de Jesus. É sobre uma montanha que Jesus sobe com três dos seus discípulos. A montanha é, para a tradição bíblica, o lugar da revelação de Deus e de seus desígnios (cf. Ex 3,1ss). Os seis dias mencionados no início do relato referem-se à conversa de Jesus com os discípulos e a multidão, cujo tema central era o seu destino pessoal. O passivo divino ‘foi transfigurado’ indica que foi Deus quem transfigurou o seu Filho bem-amado. A ação de Deus na vida de Jesus tem um reflexo luminoso que atinge todo o seu ser e que tem reflexo no corpo, através do qual a pessoa é reconhecida na sua identidade pessoal e inalienável. A presença de Elias e Moisés, na glória de Deus, conversando com Jesus, aponta para a ressurreição de Jesus e indica que todo o Antigo Testamento dá testemunho do que será, em seguida, dito pela voz celeste, a saber, que Jesus é o Filho de Deus. A palavra de Pedro a Jesus é a reação dele diante do acontecido; aos discípulos significa acolherem a revelação da divindade e filiação divina de Jesus. Da comunidade cristã que lê o relato é exigida a escuta de Jesus, pois é através dela que se chega a conhecer o mistério de Deus” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
“A transfiguração é um momento extraordinário na vida dos discípulos de Jesus. Foram privilegiados em ver Jesus resplandecente em sua glória. Mas ainda não estavam entendendo nada do que estava acontecendo e, quando viram Elias e Moisés, queriam igualá-los ao Senhor Jesus, fazendo três tendas. Mas uma voz do alto tratou de deixar as coisas bem claras: ‘Este é o meu Filho amado. Escutai-o’. Jesus é o unigênito do Pai. Ele é maior do que Moisés e Elias. Mas os discípulos tiveram de descer a montanha e enfrentar a realidade de sofrimento, fome, enfermidades, dores. Mas desceram com a fé renovada e com o coração cheio de certezas e inquietações. Não fujamos da realidade dura e concreta que nos espera!” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)
Em silêncio, faça sua oração. Agradeça a riqueza da Palavra de Deus e os ensinamentos escondidos em cada palavra.

Contemplação (Vida e Missão)
Com a Palavra na mente e no coração, qual atitude você se propõe a viver hoje?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas