Oração diária, Feliz és tu, Simão, filho de Jonas... - Mt 16,13-23

18ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico C

08 de agosto de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Pai, consolida minha fé, a exemplo do apóstolo Pedro que, em meio às provações, soube dar, com o seu martírio, testemunho consumado de adesão a Jesus.

PRIMEIRA LEITURA: Nm 20,1-13

Leitura do Livro dos Números.

Naqueles dias, 1toda a comunidade dos filhos de Israel chegou ao deserto de Sin, no primeiro mês, e o povo permaneceu em Cades. Ali morreu Maria e ali mesmo foi sepultada. 2Como não havia água para o povo, este juntou-se contra Moisés e Aarão, 3e, levantando-se em motim, disseram: “Antes tivéssemos morrido, quando morreram nossos irmãos diante do Senhor! 4Para que trouxestes a comunidade do Senhor a este deserto, a fim de que morrêssemos, nós e nossos animais? 5Por que nos fizestes sair do Egito e nos trouxestes a este lugar detestável, em que não se pode semear, e que não produz figueiras, nem vinhas nem romãzeiras, e, além disso, não tem água para beber?”

6Deixando a comunidade, Moisés e Aarão foram até a entrada da Tenda da Reunião, e prostraram-se com a face em terra. E a glória do Senhor apareceu sobre eles. 7O Senhor falou, então, a Moisés, dizendo: 8“Toma a tuavara e reúne o povo, tu e teu irmão Aarão; na presença deles ordenai à pedra e ela dará água. Quando fizeres sair água da pedra, dá de beber à comunidade e aos seus animais”.

9Moisés tomou, então, a vara que estava diante do Senhor, como lhe fora ordenado. 10Depois, Moisés e Aarão reuniram a assembleia diante do rochedo, e Moisés lhes disse: “Ouvi, rebeldes! Poderemos, acaso, fazer sair água desta pedra para vós?”

11E, levantando a mão, Moisés feriu duas vezes a rocha com a vara, e jorrou água em abundância, de modo que o povo e os animais puderam beber. 12Então o Senhor disse a Moisés e a Aarão: “Visto que não acreditastes em mim, para manifestar a minha santidade aos olhos dos filhos de Israel, não introduzireis este povo na terra que lhe vou dar”.

13Estas são as águas de Meriba, onde os filhos de Israel disputaram contra o Senhor, e ele lhes manifestou a sua santidade.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 94(95)

— Oxalá ouvísseis hoje a sua voz: Não fecheis os corações como em Meriba.

— Oxalá ouvísseis hoje a sua voz: Não fecheis os corações como em Meriba.

— Vinde, exultemos de alegria no Senhor, aclamemos o Rochedo que nos salva! Ao seu encontro caminhemos com louvores, e com cantos de alegria o celebremos!

— Vinde adoremos e prostremo-nos por terra, e ajoelhemos ante o Deus que nos criou! Porque ele é o nosso Deus, nosso Pastor, e nós somos o seu povo e seu rebanho, as ovelhas que conduz com sua mão.

— Oxalá ouvísseis hoje a sua voz: “Não fecheis os corações como em Meriba, como em Massa, no deserto, aquele dia, em que outrora vossos pais me provocaram, apesar de terem visto as minhas obras”.

EVANGELHO: Mt 16,13-23

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 13Jesus foi à região de Cesareia de Filipe e ali perguntou a seus discípulos: “Quem dizem os homens ser o Filho do Homem?” 14Eles responderam: “Alguns dizem que é João Batista; outros que é Elias; outros ainda, que é Jeremias ou algum dos profetas”.
15Então Jesus lhes perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?” 16Simão Pedro respondeu: “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo”. 17Respondendo, Jesus lhe disse: “Feliz és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi um ser humano que te revelou isso, mas o meu Pai que está no céu. 18Por isso eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra construirei a minha Igreja, e o poder do inferno nunca poderá vencê-la.19Eu te darei as chaves do Reino dos Céus: tudo o que tu ligares na terra será ligado nos céus; tudo o que tu desligares na terra será desligado nos céus”.
20Jesus, então, ordenou aos discípulos que não dissessem a ninguém que ele era o Messias. 21Jesus começou a mostrar aos seus discípulos que devia ir a Jerusalém e sofrer muito da parte dos anciãos, dos sumos sacerdotes e dos mestres da Lei, e que devia ser morto e ressuscitar no terceiro dia.
22Então Pedro tomou Jesus à parte e começou a repreendê-lo, dizendo: “Deus não permita tal coisa, Senhor! Que isto nunca te aconteça!” 23Jesus, porém, voltou-se para Pedro, e disse: “Vai para longe, Satanás! Tu és para mim uma pedra de tropeço, porque não pensas as coisas de Deus, mas sim as coisas dos homens!”

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Jesus exalta Pedro pela sua profissão de fé. Depois, Pedro é afastado e chamado de satanás. Antes, Pedro é a pedra fundamental da construção da Igreja de Cristo. Depois, torna-se pedra de tropeço. A função dada a Pedro não o torna um super-homem, não o isenta das limitações da natureza, não muda automaticamente o seu pensamento. Ele tem em mente o Cristo glorioso e não o homem da cruz. Rejeitando o homem das dores, qualquer um se alia a satanás que impõe dores ao homem.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Celebramos hoje a memória litúrgica de São Domingos. Na escuta, meditação e contemplação da Palavra de Deus, acolhamos o Senhor que nos fala ao coração. Rezemos: “Vem, Espírito Santo! Faze-nos amar as Escrituras, para reconhecermos a voz viva de Jesus. Torna-nos humildes e simples, a fim de compreendermos os mistérios do Reino de Deus. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto bíblico? Qual questionamento Jesus dirige aos discípulos? Quais afirmações a respeito de Jesus são feitas? Para Simão Pedro, quem é Jesus? Qual missão o Senhor confia a Pedro?
“As multidões acorrem a Jesus de todas as partes; Jesus, por sua vez, acolhe a todos, ensina, instrui e cura a todos. Causa admiração e resistência. No entanto, muitos não chegam a compreender e reconhecer sua identidade profunda e querem matá-lo. A razão da resistência e rejeição ao evangelho tem nome: incredulidade. A dupla pergunta posta por Jesus aos seus discípulos revela a consciência que Jesus tem dessa incompreensão que atinge, inclusive, os discípulos. A confissão de fé de Pedro ante a revelação de Deus – fé sobre a qual a Igreja está fundada – precisará passar pelo crivo da paixão, morte e ressurreição do Senhor para poder ser vivida, ou melhor, se tornar um modo de viver. O Messias que Jesus é não é exatamente o que Pedro pensa ter encontrado. Será necessário um longo caminho para que ele e todos os discípulos cheguem a uma conversão profunda, que atinja e ilumine a sua própria visão do Messias prometido por Deus” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você hoje? Qual palavra mais chamou sua atenção durante a leitura? De que forma o texto fortalece sua caminhada de fé? Como você acolhe as palavras e os ensinamentos de Jesus em sua vida? Quais atitudes Jesus o(a) convida a ter?
“No evangelho, Jesus pergunta se as pessoas estão compreendendo alguma coisa sobre sua pessoa e sua missão. Pelo visto, havia uma grande confusão. Então, Jesus queria saber se essa mesma confusão estava na cabeça e no coração dos discípulos. ‘E para vocês, quem sou eu?’ Pedro diz: ‘O Cristo, o Filho do Deus vivo’. Bela e profunda profissão de fé daquele que teria, por missão, confirmar os irmãos na fé. Naquele momento, Jesus confia a Pedro as chaves do Reino dos Céus. No primado de Pedro, a continuação da Igreja do Senhor: a união do céu e da terra” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)
O Senhor é nossa força, consolo e abrigo. A Ele confiamos as pessoas que amamos e todas aquelas com as quais partilharemos a vida neste dia. Peçamos: “Ó Jesus Divino Mestre, Vós tendes palavras de vida eterna. Eu creio, ó Senhor e Verdade, mas aumentai a minha fé. Eu vos amo, ó Senhor e Caminho, com todas as minhas forças, pois Vós quereis que cumpramos fielmente os vossos mandamentos. Eu vos peço, ó Senhor e Vida, vos adoro, vos louvo, vos suplico e vos agradeço pelo dom da Sagrada Escritura. Com Maria, lembrarei as vossas palavras, as conservarei na minha mente e as meditarei no meu coração. Ó Jesus Mestre, Caminho, Verdade e Vida, tende piedade de nós.”

Contemplação (Vida e Missão)
Qual apelo a Palavra de Deus despertou em seu coração? O que você se propõe a viver hoje? Como pretende atingir esse propósito?

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas