Oração diária, Que eles sejam um, como nós somos um - Jo 17,11b-19

7ª Semana da Páscoa – Ano Litúrgico C

05 de junho de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Senhor Jesus, consagra-me sempre mais na verdade, para que eu não me deixe seduzir pela maldade do mundo.

PRIMEIRA LEITURA: At 20,28-38

Leitura dos Atos dos Apóstolos –

Naqueles dias, Paulo disse aos anciãos da Igreja de Éfeso: 28“Cuidai de vós mesmos e de todo o rebanho, sobre o qual o Espírito Santo vos colocou como guardas, para pastore­ar a Igreja de Deus, que ele adquiriu com o sangue do seu próprio Filho.
29Eu sei, depois que eu for embora, aparecerão entre vós lobos ferozes, que não pouparão o rebanho. 30Além disso, do vosso próprio meio aparecerão homens com doutrinas perversas que arrastarão discípulos atrás de si. 31Por isso, estai sempre atentos: lembrai-vos de que, durante três anos, dia e noite, com lágrimas, não parei de exortar a cada um em particular.
32Agora entrego-vos a Deus e à mensagem de sua graça, que tem poder para edificar e dar a herança a todos os que foram santificados. 33Não cobicei prata, ouro ou vestes de ninguém. 34Vós bem sabeis que estas minhas mãos providenciaram o que era necessário para mim e para os que estavam comigo. 35Em tudo vos mostrei que, trabalhando deste modo, se deve ajudar os fracos, recordando as palavras do Senhor Jesus, que disse: ‘Há mais alegria em dar do que em receber’”.
36Tendo dito isto, Paulo ajoelhou-se e rezou com todos eles. 37Todos, depois, prorromperam em grande pranto, e lançando-se ao pescoço de Paulo, o beijavam, 38aflitos, sobretudo por lhes haver ele dito que não tornariam a ver-lhe o rosto. E o acompanharam até o navio.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 67(68)

         —Reinos da terra cantai ao Senhor.
— Reinos da terra cantai ao Senhor.

— Suscitai, ó Senhor Deus, suscitai vosso poder, confirmai este poder que por nós ma­nifestastes, a partir de vosso templo, que está em Jerusalém, para vós venham os reis e vos ofertem seus presentes!

— Reinos da terra, celebrai o nosso Deus, cantai-lhe salmos! Ele viaja no seu carro sobre os céus dos céus eternos. Eis que eleva e faz ouvir a sua voz, voz poderosa.

— Dai glória a Deus e exaltai o seu poder por sobre as nuvens. Sobre Israel, eis sua glória e sua grande majestade! Em seu templo ele é admirável e a seu povo dá poder. Bendito seja o Senhor Deus, agora e sempre. Amém, amém!

EVANGELHO: Jo 17,11b-19

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São João.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, Jesus ergueu os olhos para o céu e rezou, dizendo: 11b“Pai santo, guarda-os em teu nome, o nome que me deste, para que eles sejam um assim como nós somos um. 12Quando eu estava com eles, guardava-os em teu nome, o nome que me deste. Eu os guardei e nenhum deles se perdeu, a não ser o filho da perdição, para se cumprir a Escritura.
13Agora, eu vou para junto de ti, e digo estas coisas, estando ainda no mundo, para que eles tenham em si a minha alegria plenamente realizada. 14Eu lhes dei a tua palavra, mas o mundo os rejeitou, porque não são do mundo, como eu não sou do mundo. 15Não te peço que os tires do mundo, mas que os guardes do Maligno. 16Eles não são do mundo, como eu não sou do mundo.
17Consagra-os na verdade; a tua palavra é verdade. 18Como tu me enviaste ao mundo, assim também eu os enviei ao mundo. 19Eu me consagro por eles, a fim de que eles também sejam consagrados na verdade”.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Rezando pelos discípulos, Jesus afirma que eles não são do mundo, como ele mesmo não é do mundo. Jesus demonstra grande carinho por seus discípulos e pede que o Pai os consagre na verdade. Não quer que o Pai os tire do mundo, mas que os guarde do maligno. Que os discípulos permaneçam fiéis e decidam sempre pela verdade de Jesus e não pela mentira do maligno. São Paulo dirá que são felizes os que não se condenam na decisão que tomam. O Espírito Santo que esperamos no dia de Pentecostes é o Espírito da Verdade. Na Trindade só ele é chamado de santo. Falamos do Pai, do Filho e do Espírito, e acrescentamos “Santo”. Exatamente porque existem espíritos que não são santos. O espírito do mundo é obra do maligno. O modo de ver, o modo de pensar, o modo de agir de alguém, que não levem em consideração os outros, criam uma cultura de ódio própria do mundo. É o espírito do mundo. O nosso é o Espírito Santo.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Memória litúrgica de São Bonifácio, mártir. No Evangelho de hoje, Jesus dirige ao Pai a oração por seus discípulos. Seu primeiro pedido é para que eles possam viver na unidade e sejam testemunhas dessa unidade no mundo. Que o pedido de Jesus se concretize em nossa vida, sobretudo nesta Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos.
Oremos: “Senhor Jesus Cristo, envia sobre nós, como prometeste, teu Espírito Santo. Que Ele nos conceda a vida e nos ensine a plenitude da verdade. Que nele encontremos salvação, felicidade e plenitude de amor. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Destaque as palavras que mais se repetem. Quais são os pedidos que Jesus dirige ao Pai? Qual alegria Cristo partilha com seus discípulos? O que significa ser consagrado pela verdade?
“A oração que o Filho dirige ao Pai em favor de seus discípulos é para que cuide deles, os proteja e os mantenha unidos, como o Pai e o Filho vivem numa perfeita unidade. Efetivamente, quando de sua vida terrestre, Jesus cuidou dos seus discípulos qual um bom pastor cuida de suas ovelhas: conduzindo-as às verdadeiras pastagens, protegendo-as dos inimigos e, finalmente, dando a própria vida por elas (cf. Jo 10,1-18). A comunhão de Jesus com o Pai permitiu-lhe realizar a obra do Pai e, por isso, engajar toda a sua vida em realizar a vontade do Pai, que ele considera seu alimento (cf. Jo 4,34). A unidade dos discípulos é fundamental para levar a cabo a missão do Senhor; o apoio mútuo é condição indispensável para não esmorecer diante da perseguição do mundo. Fazer a vontade do Pai e entregar-se para que as ovelhas não se dispersassem e tivessem vida em plenitude é a alegria com que Jesus viveu a sua vida. Dessa alegria os discípulos participam à medida que cumprem o mandamento do amor fraterno e se engajam na realização da vontade de Deus” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você hoje? Qual convite Jesus lhe dirige? De que forma você pode viver a unidade a que Jesus nos convida em seu Evangelho?
“Que palavras lindas estão brotando dos lábios do Senhor Jesus, em sua ‘Oração Sacerdotal’! Ele mesmo dizendo que não deixou que nenhum dos que confiaram nele se perdesse. Mas lamenta a traição de Judas Iscariotes, o filho da perdição. Agora, quando Jesus pede que o Pai nos conceda a graça de ter a sua própria alegria em plenitude, então o nosso coração se enche de uma satisfação que só pode experimentar quem doou a vida pelo Reino. Por fim, pede que ninguém deixe ou mesmo saia deste mundo, mas que sejam livres do maligno. Nossa missão é no mundo mesmo, sem, contudo, deixar-se contaminar pela mentalidade contra a vida e contra Deus. Aqui, mundo é mentalidade, não espaço geográfico” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)
Oração pela unidade dos cristãos: “Deus, que nos sustentas, nós te louvamos por tua amorosa bondade, porque nos amparas em tempos de desafio e nos mostras tua luz em tempos de escuridão. Transforma nossas vidas para que possamos ser uma bênção para outros. Ajuda-nos a viver a unidade na diversidade como testemunhas da tua comunhão. És Pai, Filho e Espírito Santo, um só Deus, agora e para sempre. Amém” (Oração do roteiro da Celebração para a SOUC, disponível em www.vatican.va)

Contemplação (Vida e Missão)
Qual novo olhar nasceu em você, a partir da Palavra? Quais apelos você sentiu em seu coração? O que deseja concretizar em sua vida?

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas