Oração diária, Um pouco de tempo, e não me vereis... - Jo 16,16-20

6ª Semana da Páscoa – Ano Litúrgico B

10 de maio de 2018

ORAÇÃO DO DIA

Pai, que o meu testemunho de vida cristã seja tal, que as pessoas possam “ver” Jesus nas minhas palavras e nos meus gestos de amor ao próximo.

PRIMEIRA LEITURA: At 18,1-8

Leitura dos Atos dos Apóstolos – Naqueles dias, 1Paulo deixou Atenas e foi para Corinto. 2Aí encontrou um judeu chamado Áquila, natural do Ponto, que acabava de chegar da Itália, e sua esposa Priscila, pois o imperador Cláudio tinha decretado que todos os judeus saíssem de Roma. Paulo entrou em contato com eles. 3E, como tinham a mesma profissão – eram fabricantes de tendas – Paulo passou a morar com eles e trabalhavam juntos.
4Todos os sábados, Paulo discutia na sinagoga, procurando convencer judeus e gregos. 5Quando Silas e Timóteo chegaram da Macedônia, Paulo dedicou-se inteiramente à Palavra, testemunhando diante dos judeus que Jesus era o Messias. 6Mas, por causa da resistência e blasfêmias deles, Paulo sacudiu as vestes e disse: “Vós sois responsáveis pelo que acontecer. Eu não tenho culpa; de agora em diante, vou dirigir-me aos pagãos”.
7Então, saindo dali, Paulo foi para casa de um pagão, um certo Tício Justo, adorador do Deus único, que morava ao lado da sinagoga. 8Crispo, o chefe da sinagoga, acreditou no Senhor com toda a sua família; e muitos coríntios, que escutavam Paulo, acreditavam e recebiam o batismo.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 98(97)

          — O Senhor fez conhecer seu poder salvador perante as nações.
— O Senhor fez conhecer seu poder salvador perante as nações.

— Cantai ao Senhor Deus um canto novo, porque ele fez prodígios! Sua mão e o seu braço forte e santo alcançaram-lhe a vitória.

— O Senhor fez conhecer a salvação, e às nações, sua justiça; recordou o seu amor sempre fiel pela casa de Israel.

— Os confins do universo contemplaram a salvação do nosso Deus. Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira, alegrai-vos e exultai!

EVANGELHO:  Jo 16,16-20

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São João.
          – Glória a vós, Senhor.

         Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos – 6“Pouco tempo ainda, e já não me vereis. E outra vez pouco tempo, e me vereis de novo”. 17Alguns dos seus discípulos disseram então entre si: “O que significa o que ele nos está dizendo: ‘Pouco tempo, e não me vereis, e outra vez pouco tempo, e me vereis de novo’, e: ‘Eu vou para junto do Pai?’”.
18Diziam, pois: “O que significa este pouco tempo? Não entendemos o que ele quer dizer”. 19Jesus compreendeu que eles queriam interrogá-lo; então disse-lhes: ‘Estais discutindo entre vós porque eu disse: ‘Pouco tempo e já não me vereis, e outra vez pouco tempo e me vereis?’
20Em verdade, em verdade vos digo: Vós chorareis e vos lamentareis, mas o mundo se alegrará; vós ficareis tristes, mas a vossa tristeza se transformará em alegria”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

“Um pouco de tempo, não me vereis. Outro pouco de tempo, e me vereis de novo.” De fato, os discípulos ficaram confusos e não entenderam bem o que Jesus estava dizendo. Nós, hoje, pensamos ter entendido. O Verbo de Deus se fez em tudo igual a nós, menos no pecado. Aceitou, portanto, passar pela morte, não numa aceitação fatalista, mas redentora. Com sua morte, a morte adquiriu novo significado. Sendo verdadeiro homem, ele tinha que aceitar a morte. Não podia estar entre nós fisicamente para sempre. Seria uma pessoa estranhíssima com dois mil anos de idade. Chegou a hora de partir, e ele partiu. Quem viu, diz que ele foi subindo para o céu, até desaparecer da vista dos discípulos. Ficaram tristes por um momento, até que a tristeza se transformou em alegria. Dias depois sentiram que algo novo tinha acontecido na vida deles. Sentiram-se fortes, sem medo, cheios de entusiasmo, criativos e solidários. Partiram então para a luta evangélica e pastoral. Eles tinham recebido o Espírito Santo. Realizou-se o que Jesus tinha dito: “e me vereis de novo”. Ele veio no Espírito Santo.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Neste dia, coloquemo-nos à disposição de Deus, que fala conosco por meio de sua Palavra de vida. O Espírito Santo é quem nos dará a graça de compreender o que Deus quer falar-nos por meio do seu Evangelho. Tenhamos a humildade de pedir-lhe que venha sobre nós e que encha nosso coração com o fogo do seu amor, para que escutemos a Palavra do Pai com os ouvidos e com o coração.

Leitura (Verdade)
O que diz o texto bíblico? Faça uma leitura atenta e destaque as palavras que se repetem.
“O versículo 16 do nosso texto corresponde ao que nos sinóticos se chama de anúncio da paixão, morte e ressurreição do Senhor (Mc 8,31ss; Mc 16,21ss; Lc 9,22). A pergunta dos discípulos (v. 18) declara a incompreensão deles. É o que no v. 12 é dito nestes termos: ‘Tenho muitas coisas a vos dizer, mas não sois capazes de compreender agora’. Jesus toma a iniciativa de responder às dúvidas dos discípulos (v. 19). Sua resposta abre os discípulos para uma esperança nova, que poderíamos, à luz do v. 20, exprimir deste modo: o que é primeiro (sofrimento dos discípulos; alegria do mundo) não é definitivo; é só aparência e, como tal, passa. O que num primeiro momento parece vitorioso, será revelado como derrotado. A morte, o sofrimento, a tristeza não são a última palavra da existência humana: ‘Ficareis tristes, mas a vossa tristeza se transformará em alegria’ (v. 20). A vida de cada discípulo, e a de toda a comunidade cristã, deve ser vivida como uma Páscoa” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que a Palavra lhe comunica neste dia? Nesta etapa da leitura orante, releia o texto e procure compreender seu tema central. Em silêncio, escute o que Deus tem a lhe dizer por meio de sua Palavra.

Oração (Vida)
Recolha-se neste momento para fazer sua oração e pergunte-se o que o texto o(a) leva a dizer ao Senhor. Apresente-lhe suas necessidades, suas intenções e as pessoas com as quais você deseja estar unido(a) nesta oração.

Contemplação (Vida e Missão)
Qual novo olhar nasceu em você a partir da Palavra? No silêncio do seu coração, o que você sente ressoar? O que experimenta neste momento? Dê nome ao que sente e procure, durante o dia, voltar a se alimentar dessa Palavra.

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas